fbpx
Conecte-se agora

Não há mais vagas em hotéis de Xapuri; romeiros e turistas improvisam estadia

Publicado

em

A quatro dias do ponto alto da Festa de São Sebastião, a cidade de Xapuri já tem grande movimentação de pessoas e os poucos hotéis e pousadas já se encontram sem vagas para atender a enorme procura.

O empresário João Lopes Mendes Filho, o João Garrinha, proprietário da pousada Chapurys, diz que fez pacotes fechados para o período de 18 a 21 de janeiro. No começo do mês já não havia apartamentos disponíveis.

“Já tivemos muitos problemas com desistências de última hora, então resolvemos adotar essa medida para evitar prejuízos. Tem dado certo, mas acima da questão do lucro nós também ganhamos com o sucesso do evento e com a presença das pessoas na cidade fortalecendo a nossa festa”, disse.

Como alternativa, a prefeitura criou uma espécie de agenciamento e fez levantamento de pessoas na cidade que desejassem alugar casas nesse período. A medida é um dos meios buscados para resolver a falta de oferta de hospedagem.

Muita gente lança mão de medidas mais simples e adotam as barracas de acampamento para se acomodar na cidade que deve receber um número entre 15 e 20 mil pessoas nesses dias de comemoração e celebrações religiosas.

As praças Barão do Rio Branco e São Gabriel, que se localizam no entorno da igreja de São Sebastião, já estão completamente lotadas. Ali se concentram a praça de alimentação e os parques infantis. Naquela área também estão os espaços da feira de economia solidária.

Nesta sexta-feira, 18, a prefeitura entrega o espaço conhecido como “Shopping Popular”, que reúne os tradicionais marreteiros – comerciantes que chegam dos mais diversos lugares do Acre e de outros estados para comercializar todos os tipos de produtos, principalmente roupas e confecções em geral a preço baixo.

Neste ano, a prefeitura disponibilizou 250 boxes de 4×4 metros ao valor de R$ 430 cada um. Os marreteiros apostam tanto no sucesso das vendas durante o Novenário que alguns chegam a adquirir até cinco espaços. É o caso do policial militar Francisco das Chagas Severino Neves, que veio de Rio Branco em busca de faturar com a festa.

“Vim com um companheiro para dividir os lucros meio a meio. Mesmo antes de montarmos as barracas já estávamos vendendo. Viemos para ganhar dinheiro e acho que vamos conseguir, mas vamos aproveitar a festa também, pois já fazia alguns anos que eu não vinha”.

Como o dia 20 de janeiro vai cair na próxima segunda-feira, este fim de semana promete ser um dos mais movimentados dos últimos anos. As duas programações, da igreja e da prefeitura, terão seus pontos fortes no sábado e no domingo, antecedendo o grande dia, em que o padroeiro de Xapuri será celebrado pela 118ª vez.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas