Conecte-se agora

Acreana faz sucesso com coreografias K-pop e já tem mais de 9 milhões de views no Youtube

Publicado

em

Thaline é estudante de Engenharia Civil em Rio Branco e está para se formar na área, mas foi na dança que se encontrou verdadeiramente, em meados de 2014. Muitos ainda não sabem, mas a acreana de apenas 22 anos é uma das youtubers mais assistidas atualmente entre os amantes da K-pop, um estilo de música coreano que vem ganhando cada vez mais espaço no cenário artístico mundial entre os jovens.

Os números impressionam: seu canal na plataforma, chamado Frost Dance Cover, já possui mais de 9 milhões de visualizações e conta com 146 mil inscritos. De longe, uma das acreanas de maior sucesso no YouTube, apesar de seu maior público pertencer a outros estados brasileiros e até outros países.

Quem costuma transitar pelas ruas da capital acreana certamente já deve ter visto a menina coreografando e gravando seus vídeos. O cenário é, em sua maioria, cartões postais da cidade. Ela conta que conheceu o estilo K-pop no próprio YouTube. “Era um Music Vídeo do grupo Girls’ Generation, com a música I Got a Boy. A partir do momento que vi, me apaixonei e já senti vontade de aprender a coreografia”. Foi aí que Thaline começou a pesquisar e conhecer mais sobre a indústria e chegou a grupos formados por garotos – os chamados boy groups. “Quanto mais eu procurava, mais minha lista de “coreografias para aprender” aumentava”, explica.

Com o passar do tempo, a jovem percebeu que surgiram muitos criadores de conteúdo na internet que produziam vídeos coreografando músicas K-pop. “Muita gente gostava de assistir, então eu pensei: “por que ao invés de apenas aprender as coreografias, eu não gravo vídeos e posto também?”. O plano foi colocado em prática no dia 28 de junho de 2015, quando Thaline criou seu canal, o Frost Dance Cover.

“Dance Cover se refere ao conteúdo do meu canal e “Frost” é um apelido que ganhei desde a vez que fiz um cosplay do personagem Jack Frost. Eu continuo até hoje fazendo meus vídeos. Posto dance covers em público, alguns desafios de dança e tutoriais. Todos relacionados com o K-pop dance”, relata.

video

 

Aulas de dança

As aulas de dança voltadas a esse estilo musical só começaram ano passado, mesmo sem nunca ter cogitado a hipótese por se considerar uma pessoa extremamente tímida. “É algo que jamais imaginei fazer, pois sempre fui uma pessoa muito tímida. Mas essas aulas vêm me ajudando bastante a melhorar tanto como professora, quanto como pessoa”, diz Thaline.

Hoje, ela possui sete alunas, que também são apaixonadas pelo estilo. Os vídeos das aulas são publicados em seu perfil no Instagram, o @workfrost, que ela criou justamente para compartilhar seu trabalho como professora de dança.

Retorno financeiro

Questionada se seu canal já lhe rende frutos financeiros, a jovem diz que sim, mas não com a maioria dos vídeos. “Pois não tem como monetizar vídeos que possuem músicas que pertencem a terceiros. A maioria do dinheiro que é produzido com meus vídeos é mandado para as empresas de K-pop. Mas eu consigo ganhar um dinheiro quando faço vídeos de tutoriais, por exemplo”, salienta.

Thaline destaca que não tem um retorno financeiro alto porque dos vídeos que publica, os que possuem mais visualizações são os tradicionais dance covers, onde ela não consegue monetizar. “Então eu faço mais por gostar mesmo. Meu objetivo principal de criar o canal sempre foi por querer mostrar para os outros as coreografias que gosto de dançar. E eu sempre gostei de editar vídeos. Então para mim é maravilhoso”, comemora.

Sobre K-pop

Tendência da música e da internet, o gênero, está fazendo o maior sucesso entre os jovens e tem criado uma legião de seguidores. K-pop vem de “Korean Pop”, um estilo de música pop originado da Coreia do Sul que ganhou popularidade no Leste da Ásia nos anos 90, e ultimamente invadiu o Ocidente.

As bandas do gênero são, geralmente, grupos formados por vários integrantes, cada um com sua característica marcante, músicas chicletes, mega produções em clipes, shows e muitas coreografias. O gênero estourou com o sucesso da música Gangnam Style, do Psy, em 2012.

Propaganda

Destaque 4

Governo determina que agentes de segurança cedidos para órgãos voltem aos locais de origem

Publicado

em

Com a necessidade cada vez mais urgente de dá uma resposta à sociedade no enfrentamento a violência, o governo vai aumentar o efetivo das forças de segurança.

A solução imediata adotada é buscar todos os agentes socioeducativos, bombeiros militares, policiais penais, civis e militares que estão “emprestados” para outros órgãos ou poderes que voltem para seus locais de origem.

O quantitativo não é pequeno. Segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública cerca de 240 servidores estão nessa condição.
Do montante, se destacam os policiais militares. Com a decisão, o PM vai receber de volta um reforço de 153 policiais que estavam cedidos e que voltam às ruas de Rio Branco e do interior.

“Diante da necessidade, solicitamos a compreensão no sentido de adotar medidas que viabilizem o retorno de servidores aos seus órgãos de origem e, com isso, fortalecermos o trabalho da segurança, dando continuidade a uma prestação de serviço público essencial e de excelência”, destaca o secretário de segurança pública, Paulo Cézar.

Com informações da  Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Destaque 4

Delegacia de Mâncio Lima funciona dentro de sala de 5 metros quadrados em quartel da PM

Publicado

em

A falta de condições de uma estrutura para os agentes da polícia civil na delegacia de Mâncio Lima, no interior do Acre, virou alvo de denúncia. Atualmente, a Polícia Civil do município está trabalhando de forma improvisada em uma sala de 5 metros quadrados cedida pelo quartel da Polícia Militar.

No município, apenas sete agentes de polícia intercalam suas escalas para atender a população.

Segundo informações, a delegacia não possui celas para manter os acusados de cometer crimes presos, onde são levados para Cruzeiro do Sul que fica a pouco mais de 33 km de distância. Os agentes têm que dividir o espaço com as armas, drogas e outros produtos apreendidos durante as investigações.

Indignado, o deputado estadual Roberto Duarte (MDB) que passava no local em agenda de fiscalização, falou em suas redes sociais que é dessa forma que a Segurança Pública do Acre trata as polícias que deveriam ser fortalecidas para combater o crime organizado.

Para Duarte, chegou o momento de o Estado parar de transferir suas responsabilidades para o Governo Federal.

“Chega de terceirizar a responsabilidade da segurança pública que é responsabilidade do Estado para o Governo Federal. É hora de assumir os erros e buscar os acertos antes que seja tarde”, disparou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas