Conecte-se agora

Saiba como escolher a melhor escola para o ensino médio 

Publicado

em

Diretores citam abordagens que fazem diferença na formação do aluno

Sabendo que uma boa preparação para o ingresso à faculdade demanda tempo e orientação, é desde o primeiro ano do ensino médio que muitas escolas começam a focar nos conteúdos para provas de vestibular e Enem. Assim, quanto mais cedo começar a preparação do aluno para a faculdade, maior será a confiança dele no dia de fazer a prova. 

Para o diretor da Escola do Bosque Mananciais, Paulo Henrique de Lima, o período de pré-vestibular precisa contar com o suporte dos mestres para que seus alunos façam escolhas adequadas de carreiras, de acordo com seus perfis e sonhos. “A gente precisa achar o ponto de rendimento do aluno, mas ele precisa querer, ter boa vontade”, comenta o diretor.

Já para a diretora do colégio Alfa, Elisabete Lima, uma das tarefas essenciais do professor é oferecer além do conteúdo da sua disciplina. “Ele pode ensinar, por exemplo, a importância de manter a calma para realizar uma boa prova e orientar, ainda, que se o resultado não for o esperado haverá novas chances de seguir com o sonho”, explica a diretora.

Mas com tanta opção de escolas, como saber qual é a que vai orientar melhor o estudante? Para responder a essa questão, o Educa Mais Brasil conversou com diretores de escolas que obtiveram melhores pontuações no ranking Enem 2019, que citaram três abordagens que agregam na formação do estudante.

Atenção no aluno

A pressão sobre o discente, principalmente no último ano da escola, é muito intensa. Por isso, o professor do ensino médio deve estar pronto para auxiliar o estudante, tirando suas dúvidas e incentivando o estudo para um resultado satisfatório nas provas. 

Treinamento constante

No ensino médio, principalmente, no último ano letivo, é comum que as escolas apliquem simulados para que os estudantes se acostumem com o tipo de prova e criem familiaridade com a abordagem do conteúdo. Nesse quesito, os testes podem ser aplicados durante a aula, no período do contraturno ou aos sábados.

Abordagem interdisciplinar 

A abordagem interdisciplinar é aquela que une diferentes áreas de estudo. No ensino médio, aplica-se quando todos os conteúdos trabalhados ao longo dos três anos se relacionam e são amplamente conhecidos pelos estudantes. 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Anúncios

Destaque 7

Queimadas sobem no começo de agosto e Acre se torna o 6º estado com mais focos no período

Publicado

em

Tarauacá foi um dos 10 municípios do Brasil com mais registros de queimadas nas últimas 48 horas, segundo o Inpe

O Acre foi o sexto estado do Brasil em número de focos de queimadas nos três primeiros dias do mês de agosto deste ano – 183 no total. Considerando apenas as últimas 48 horas, o Satélite de Referência – AQUA Tarde identificou 142 registros no estado, o quinto maior volume, atrás de Amazonas, Pará, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Se considerado o período anual, de 1º de janeiro a 3 de agosto, o estado acreano é o 17º entre todas as unidades da Federação em número de queimadas, com 649 focos registrados. Os municípios de Tarauacá, Feijó e Cruzeiro do Sul foram os que apresentaram o maior número de focos acumulados no período.

O município de Tarauacá, com 47 focos detectados pelo satélite de referência, apareceu entre os 10 municípios do Brasil com mais ocorrências de queimadas nas últimas 48 horas, de acordo com os dados divulgados na noite desta segunda-feira, 3, pelo Programa Queimadas, do Instituto de Pesquisas Espaciais – Inpe.

Apesar da elevação dos números anotados pelo Acre nos três primeiros dias de agosto, a quantidade de queimadas detectadas desde o começo do ano até 3 de agosto é menor do que a registrada no mesmo período do ano passado, quando o estado acumulou 789 focos, 17% a mais do que agora.

Risco de Fogo

Agosto é, naturalmente, um mês crítico em razão da estiagem e dos baixos níveis de umidade relativa do ar. No ano passado, o governador Gladson Cameli decretou estado de emergência no Acre no dia 23 de agosto por conta das queimadas e dos fatores climáticos que agravavam a situação.

O relatório do Monitoramento de Queimadas e Qualidade do Ar, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), divulgado nesta segunda-feira, 3, mostrou dados do acumulado de chuva do início do mês de agosto (01/08/2020 – 00h00m) até (03/08/2020 – 10h00min), mas não houve registro de precipitação acumulada.

O mesmo relatório previu risco de fogo Alto e Crítico com maior abrangência nas regionais do Alto Acre, Baixo Acre, Purus e Tarauacá/Envira, assim como em pontos isolados do oeste acreano. O princípio do Risco de Fogo, segundo o Inpe, é de que quanto mais dias seguidos sem chuva, maior o risco de queima da vegetação.

Continuar lendo

Destaque 2

Acre registra queda em internações por síndrome respiratória aguda grave

Publicado

em

O monitoramento de internações por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), realizado diariamente em hospitais da rede pública (Sesacre) em hospitais conveniados ao SUS (Filantrópicos) e privados, identificou 222 pacientes internados nos estabelecimentos monitorados nesta segunda-feira, 3. Desses,149 têm teste positivo para Covid-19.

Do total hospitalizado, 44 estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 178 em leitos (clínicos, obstétricos ou pediátricos). A média de internação geral dos últimos 7 dias foi de 237 pacientes, observando-se uma redução de 7,2% no total de internação, e acordo com o último Boletim Informativo da Assistência à Saúde no Acre.

Nas regionais, o Baixo Acre teve, nesta segunda-feira, taxa total de ocupação de UTI’s 38,6% – 27 leitos ocupados de um total de 70 localizados no Pronto Socorro (10), hospital de campanha do Into (50) e hospital Santa Juliana (10), em Rio Branco. Quanto aos leitos de enfermaria, a taxa de ocupação na regional do Baixo Acre é de 35,6% – 95 ocupados de 267 existentes.

Na regional do Juruá, a taxa de ocupação de UTI’s é de 50% – 10 leitos ocupados de 20 existentes. Nos leitos clínicos a taxa de ocupação é de 53,7% – 51 ocupados de 95 existentes. O Juruá tem ainda 2 leitos pediátricos sem ocupação, no momento da atualização do boletim, e 6 obstétricos, dos quais 2 estão ocupados – taxa de ocupação de 33,3%.

No Alto Acre, a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria subiu de 42,1%, registrada neste domingo, 2, para 52,6% nesta segunda-feira, 3. Dos 19 leitos disponíveis na regional, 10 estão ocupados. Desses pacientes, 9 têm diagnóstico positivo para covid-19. Não existem UTI’s instaladas na regional.

Continuar lendo

Acre

Alto Acre tem 10% dos casos de covid-19 confirmados no Acre

Publicado

em

Os municípios da regional do Alto Acre – Brasiléia (832), Xapuri (481), Epitaciolândia (387) e Assis Brasil (340) – superaram nesta segunda-feira, 3, os 2 mil casos do novo coronavírus, com 35 mortes por complicações decorrentes da infecção por covid-19.

O total de 2.040 casos registrados nos quatro municípios corresponde a aproximadamente 10% do total confirmado em todo o estado (20.339). Os dados acima são informados pelos boletins das secretarias estadual e municipais de saúde.

Com os novos números, a regional passou a ter os dois municípios com maior incidência da doença. Assis Brasil é o primeiro, com taxa de 4.584,1 casos por grupo de 100 mil habitantes, seguido por Brasiléia, com 3.166,1 casos por 100 mil/hab.

Xapuri também subiu no ranking da incidência de covid-19 no Acre, passando para o 9º lugar com taxa de 2.359,9 casos por 100 mil/hab. Epitaciolândia é o 15º colocado com incidência de 2.026,0 por grupo de 100 mil/hab.

De acordo com o Boletim Sesacre, os novos casos registrados em Brasiléia nas últimas 24 horas foram 39. Em Xapuri, foram confirmados 27 novos casos nesta segunda-feira. Assis Brasil teve aumento de 12 e Epitaciolândia de 16.

Alguns números divulgados pelo boletim diário do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesacre diferem dos informados pelos boletins municipais por conta da maneira diferenciada como os dados são processados nas duas esferas.

Continuar lendo

Na rede

MDB e PSDB formam chapa para eleição da prefeitura em Mâncio Lima

Publicado

em

A dobradinha MDB, de Vagner Sales e PSDB, possível novo partido do governador Gladson Cameli, que tem chapa na disputa da prefeitura de Cruzeiro do Sul, também foi formada em Mâncio Lima. A professora e ex-vereadora Isete Pinheiro, que iria disputar a prefeitura de Mâncio Lima pelo PSDB, retirou o nome para ser vice do pré-candidato Chicão do MDB.

Ela aposta na força das lideranças dos dois partidos como garantia de real possibilidade de vitória nas eleições de 15 de novembro. “Nomes como do vice-governador Major Rocha, deputadas Federal Jéssica Sales e Mara Rocha, Flaviano Melo, o Márcio Bittar têm peso e buscamos compor com o PSD do Petecão, formando uma chapa muito forte. Vamos fazer um plano de governo bem arrojado, pois teremos a maior bancada federal do Acre, para conseguir as emendas”, disse.

Em Cruzeiro do Sul, o MDB vai de Fagner Sales, filho do Leão do Juruá, Vagner Sales e o PSDB apresentou o presidente da Associação Comercial do Alto Juruá, Luís Cunha. O acordo foi firmado pelo vice-governador Major Rocha, quando ainda era tucano.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas