Conecte-se agora

PET economia oferece minicurso em Matemática Aplicada à Microeconomia

Publicado

em

FOTO: INTERNET

O Programa de Educação Tutorial (PET) do curso de Economia da Universidade Federal do Acre (UFAC) está com as inscrições abertas para o minicurso de Matemática Aplicada à Microeconomia. O minicurso irá ofertar uma carga de 45 horas.

São ofertadas 50 vagas e as inscrições se encerram na próxima quarta-feira (22). A turma terá início no mês de Fevereiro de 2020, a partir do dia 02 até o dia 21, no horário das 18h30 às 21h30.

Para a realização da inscrição é necessário preencher corretamente o formulário de inscrição eletrônico. As inscrições são gratuitas, através do link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSc0niEb3Bl1IJb-tFmFHJz0CH3_H4OAn5T0l3nwWxBgpDgDAA/viewform?fbclid=IwAR2eFtQ8bYvmEz8cKrleXRNx7YpDLUUUtQ8aLoHYkz3X3FFkisdkG96i9cs

O critério de seleção levará em conta os primeiros a se inscreverem com todos os dados corretos. A lista de chamada será divulgada no Facebook do PET Economia.

O conteúdo abordado no minicurso será: Operações Básicas, radiciação e potenciação, operações com frações, expressões numéricas, sistema de equações de primeiro e segundo graus, funções de uma variável,funções de variáveis, derivadas parciais e totais, resolução de problemas, otimização não condicionada, função de uma variável, aplicações, otimização condicionada, multiplicador de lagrange e condições de Kunh-Tucker.

O conteúdo será ministrado pelos alunos: Patrícia Lorrany, Melquesedede Brilhante, Natanael Pereira, João Vitor Freitas e Maria Elivânia Nascimento, sob coordenação do Professor e Doutor em Economia, Rubicleis Silva.

Propaganda

Cotidiano

Residência Médica da Fundhacre: prova escrita será realizada nesta terça-feira (21)

Publicado

em

Os inscritos no Programa de Residência Médica da Fundação Hospital do Acre, deverão ficar atentos, pois a prova escrita será aplicada nesta terça-feira, 21. A Comissão de Residência Médica do Estado Acre (Coreme), divulgou ainda a retificação da data de realização das entrevistas.

O Programa de Residência Médica existe há vários anos e foi responsável pela formação de mais de 450 médicos especialista em todo o Acre. Segundo o coordenador do Coreme, Thadeu Moura, o programa é fundamental para a atuação de médicos especialistas no Estado.

Ainda, segundo Thadeu Moura, são 45 vagas nas diferentes especialidades como anestesia, cirurgia, infectologia, clínica médica, ortopedia, pediatria, entre outros. “Esses médicos passam dois ou três anos de sua formação se qualificando na especialidade que gosta”, explicou Moura.

“A presença do médico residente dos hospitais e unidades de saúde em todo o estado promove a melhoria e qualidade no serviço prestado”, disse Thadeu Moura. Ele considera ainda a importância e excelência desses profissionais que se destacam em hospitais e outras regiões do país.

Na prova, os candidatos deverão mostrar concentração ao responderem as cercas de 100 alternativas de múltipla escolha. Deverão ainda estarem preparados para a entrevista e análise de currículo na quarta-feira, 22.

Hoje o Coreme oferece um total de 145 vagas para médicos residentes, sendo que, atualmente, existem 85 médicos residentes em atuação na Fundhacre.

Para mais informações os interessados podem entrar em contato pelo telefone: (68) 3226-3383, em dias úteis, no horário das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas.

O e-mail para contato é: [email protected]

Saiba mais: http://portal.mec.gov.br/residencias-em-saude/residencia-medica.

 

Continuar lendo

Cotidiano

Médicos se reúnem nesta segunda para exigir segurança nas unidades de saúde

Publicado

em

O sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed/AC) irá se reunir com o Promotor de Justiça de Defesa da Saúde na noite desta segunda-feira, 20, para tratar de alguns assuntos que estão incomodando a categoria no ambiente de trabalho. Um deles é a questão da segurança. O objetivo é encaminhar ao Promotor do Ministério Público do Estado, Gláucio Shiroma, o pedido de garantia da segurança dos profissionais e a continuidade dos serviços em unidades afetadas pela violência, como a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) situada no bairro Cidade do Povo – que teve o atendimento ambulatorial suspenso após um homicídio na entrada do hospital.

Segundo a diretoria do Sindmed no Acre, “é inadmissível que profissionais que trabalham diuturnamente para salvar vidas sejam coagidos, ameaçados e tenham suas vidas em risco”. De acordo com a categoria, em menos de três dias, dois casos de violência foram registrados contra servidores da UPA na Cidade do Povo. Após o homicídio que provocou danos à infraestrutura do local, na tarde desse domingo, 19, eles afirmam que houve uma tentativa de invasão e intimidação aos profissionais após o serviço ambulatorial ter sido suspenso. “Sofrem terror por medo de invasão à unidade de saúde”, diz o sindicato.

Os médicos dizem já ter pedido providência junto a Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) e garante que irá recorrer às demais autoridades para que o problema seja solucionado.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas