Conecte-se agora

Empresa some com dinheiro de barqueiros e 130 alunos podem ficar sem transporte

Publicado

em

IMAGEM ILUSTRATIVA

Técnicos da Educação procuram os responsáveis pela empresa Tupã Importações Ltda, com sede em Manaus (AM) que se apropriou, segundo denúncias, dos recursos destinados ao pagamento de transporte escolar na cidade de Porto Acre. A informação foi confirmada pelo subsecretário de educação, Márcio Mourão Matos, que prometeu uma solução imediata para o caso.

Em Porto Acre, os barqueiros contratados no início do ano letivo de 2019, não sabem a quem recorrer já que a empresa não possui representante na cidade. O transporte foi realizado para cerca de 130 alunos. Os proprietários de barcos que não quiseram divulgar seus nomes, afirmam que estão há mais de seis meses sem receber um centavo pelo serviço prestado.

De acordo com o que a reportagem apurou, a contratação dos barqueiros ocorreu através do Núcleo da Educação em Porto Acre. Procurados pela reportagem, ninguém gravou entrevista. A secretaria de educação não informou o montante de contratos firmados com a empresa e nem o valor devido aos barqueiros.

Deputados de oposição ao governo chamaram atenção durante todo o ano sobre a contratação, muitas vezes, com dispensa de licitação, de empresas de origem amazonense.

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas