Conecte-se agora

Rio Branco ainda não sinalizou com aumento da tarifa de ônibus

Publicado

em

Com a tarifa de R$ 4,00, Rio Branco é um das 18 capitais do país que ainda não sinalizou com aumento do preço em 2020. A informação é do Portal do G1, responsável pelo levantamento.

A publicação revela que Sete capitais do Brasil (Boa Vista, Campo Grande, Brasília, Macapá, Recife, São Paulo e Vitória) tiveram reajuste na tarifa de transporte público neste ano. Em Maceió, há sinalização de reajuste, mas ele depende de aprovação do prefeito e do governador.

Recentemente um jornal do Piauí fez um levantamento reunindo os valores do transporte público de todas as capitais do país, contabilizando aquelas que trazem a tarifa mais alta entre os ônibus tradicionais e que circulam apenas dentro do perímetro urbano, e Rio Branco registrou a décima tarifa mais cara do país.

O último reajuste da passagem foi concedido em julho de 2018 e desde aquela época o preço está congelado. A passagem, que era de R$ 3,50 passou para R$ 4, para quem vai pagar no dinheiro. Os passageiros que usam bilhetagem eletrônica vão pagar R$ 3,80. O valor de R$ 1 para os estudantes foi mantido.

Veja, abaixo, os principais dados do levantamento:

– 7 cidades tiveram reajuste: Brasília, Macapá, Vitória, Campo Grande, Boa Vista, São Paulo e Recife

– Na capital pernambucana, apenas o metrô ficou mais caro (a previsão é que os ônibus aumentem em fevereiro)

– No Rio, não houve reajuste no ônibus, mas trens e barcas ficam mais caros em fevereiro; o metrô deve aumentar em abril

– Em Maceió, o reajuste foi aprovado, mas ainda falta sanção do prefeito, e o caso está em discussão no Ministério Público

– Em 18 capitais, não há sinalização de alteração: Rio Branco, Manaus, Salvador, Fortaleza, Goiânia, São Luís, Cuiabá, Belo Horizonte, Belém, João Pessoa, Curitiba, Teresina, Natal, Porto Alegre, Porto Velho, Florianópolis, Aracaju e Palmas.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas