Conecte-se agora

Não coloca a cabeça na guilhotina 

Publicado

em

Tirem de tempo uma candidatura do ex-senador Jorge Viana (PT) a prefeito de Rio Branco. Qualquer afirmação em contrário é conversa para boi dormir. O JV raciocina em termos de senado ou governo em 2022, dependendo de como ficará o quadro na oposição. O Jorge sabe que ainda está no ar a rejeição ao PT, destroçado na última campanha; e que, mesmo sendo a maior liderança do seu partido, com prestígio, ainda assim a sua candidatura não seria garantia de vitória. E perdendo a eleição de prefeito seus sonhos para 2022, praticamente, estariam sepultados. Daí porque procura convencer alguém a fazer o papel de candidato figurante na disputa para a PMRB. Tentou convencer o ex-prefeito Angelim a ser este figurante e não conseguiu. Tem buscado velhos aliados, mas o contexto político é outro. Nos últimos 20 anos, o PT tinha o poder e podia barganhar cargos para manter a FPA, formada por partidos puxadinhos do PT. Sem nada a oferecer, os antigos aliados já passaram para a base de apoio ao governador Gladson Cameli. O partido, que chegou a ter três deputados federais e com os aliados formava uma bancada de cinco parlamentares (César Messias e Perpétua Almeida eram adereços petistas), dois senadores, sete deputado estaduais, virou um escombro com apenas dois deputados na ALEAC. O JV é uma das figuras mais sagazes da política acreana, lê como poucos o cenário eleitoral, não esperem, por isso, que seja candidato a prefeito de Rio Branco, colocando a cabeça na guilhotina, e torcendo para a lâmina não cair.

TOPA O SACRIFÍCIO

Conversei com o deputado Daniel Zen (PT) antes do recesso parlamentar e ouvi dele que, num contexto final poderia aceitar disputar a PMRB, se o entendimento for que o PT tem de ter candidato próprio para a prefeitura da capital. Zen é ligado á DR, tendência dominante no PT e a favor da candidatura própria. A tese na DR é que o partido não pode ser figurante à PMRB.

PARECE DISTANTE

Na política nada é impossível, tudo depende da circunstância. Mas parece a cada dia mais distante que a prefeita Socorro Neri venha abrir mão de disputar a reeleição, para apoiar uma candidatura do PT. Ambos não se entendem desde que, a Socorro não aceitou lotear a PMRB.

NADA DE FÉRIAS

Sobre férias, a prefeita Socorro Neri mandou uma postagem negando haver a programação, ressaltando que o tempo está sendo pouco para fazer os ajustes na gestão para 2020.

CARREIRA SOLO

O MDB está mesmo decidido a fazer carreira solo com candidato próprio a prefeito de Rio Branco agora em 2020, e se preparar para em 2022 ter cartas na mesa para disputar o Senado e até o Governo. Pela primeira vez depois de décadas, o MDB abriu as portas à renovação.

PRECISA DO MDB

Este movimento do governador Gladson Cameli de chamar o MDB para uma conversa de afinação é pragmática no sentido político do Estado, o MDB é o maior e mais importante partido do Acre, e a eleição de 2022 no campo dos aliados do governo, passará por ele.

MOTIVO PARA NEUTRALIDADE

Por isso, a neutralidade do governador Gladson Cameli na disputa da PMRB é essencial para manter unida a coligação que o elegeu. Se aceitar pressão, pode espatifar a aliança que lhe deu a vitória, já na eleição deste ano para a prefeitura da capital. Melhor ser magistrado.

QUEM FOI O MALUQUETE?

Quem foi o maluquete ou a maluquete que, levou a idéia para a secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, de que colocando dois monumentos de dinossauros na entrada da capital iria gerar “turismo e renda”. Quem é que vai sair de seu lugar para vir ver réplicas de dinossauro?

NINGUÉM CONTRA O CONSULTA

Ninguém é contra a consulta popular, o que se discute é o objeto posto em debate.

SENDO HONESTO

Estou entre os que têm feito várias críticas ao modo do governador Gladson Cameli de governar, mas nesta questão dos concursados da polícia civil está sendo honesto, ao vincular a contratação ao momento do Estado sair do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

CPF SUJARIA

No momento em que contratar alguém com o Estado no limite da LRF, o seu CPF vai para o brejo e será enquadrado no cometimento de crime de responsabilidade. Não tenho nenhuma dúvida de que mais na frente estas contratações vão acontecer, são do interesse do Estado.

GESTÃO CONSOLIDADA

Caso não aconteça uma união entre os grupos dos deputados Antonio Pedro (DEM) e Manoel Moraes (PSB), em Xapuri, o prefeito Bira Vasconcelos (PT), que aparece bem avaliado nas pesquisas, entra na disputa da reeleição altamente competitivo. Faz uma boa gestão.

FORA DO ESQUADRO

Está fora do esquadro das eleições municipais uma aliança que coloque no mesmo palanque, candidatos do PSDB e PSD. Explica-se: PSD e PSDB têm projetos majoritários antagônicos para disputa do Senado e do Governo em 2022. E isso começa nesta eleição municipal.

PESA CONTRA NO PALANQUE

Em Tarauacá, as demais candidaturas a prefeito levam uma vantagem sobre o ex-prefeito Rodrigo Damasceno (PSDB), que voltará este ano a disputar a prefeitura, por ter feito uma administração tão fraca quanto à da prefeita Marilete Vitorino (PSD). Difícil saber qual o pior.

FICO CABREIRO

Quando vejo afirmações do tipo de que o Acre vai partir para uma grande superprodução de grãos, fico cabreiro e com um pé atrás, porque filme idêntico, eu vi no último governo; mudando só os atores, e ao final o mocinho mal conseguiu produzir o cheiro-verde do peixe.

QUESTÃO MATEMÁTICA

Comentário de ontem de importante figura do governo acerca do deputado Roberto Duarte (MDB), reiterar que não integrará a base do governador Gladson Cameli na ALEAC: “nem ele quer vir, e nem o queremos aqui, o seu voto não influencia em nada na Assembléia”.

BOM VEREADOR

Não endosso algumas das suas posições de palmatória do mundo na Câmara Municipal de Rio Branco, mas no somatório, o vereador Emerson Jarude pode sim ser considerado um vereador que está justificando a sua eleição. Consegue fugir do trivial das indicações parlamentares.

CORAGEM DE RECONHECER

É comum ver em quem está no poder não reconhecer desacertos e dizer estar tudo às mil maravilhas. Neste ponto o governador Gladson Cameli destoa para o lado positivo, quando declara de público de que o atendimento prestado hoje pela SESACRE está longe do ideal.

QUEM VAI CONTESTAR?

Se o governador Gladson Cameli faz uma postagem na sua página dizendo estar a Saúde um “caos”, quem é que vai ousar contestá-lo? Está apenas sendo sincero naquilo que está vendo.

PULSO E DIÁLOGO

Não adianta o secretário Alysson Bestene ter assessores a lhe dizer a cada ato ou omissão amém e sim senhor. Precisa de alguém experiente, de pulso, iniciativa de ações, diálogo.

VOLTO A REPETIR

Se algumas figuras carimbadas do governo passado que estavam em cargos de direção da SESACRE não conseguiram dar um rumo de acerto no atendimento à população, não é pelo fato de vestir a camisa do atual governo que conseguirão mudar a realidade caótica.

BOA VONTADE EXISTE, FALTA AÇÃO

Boa vontade do Gladson e do secretário Alysson Bestene existe, mas tem de haver ação, voz de comando, falta alguém num posto importante da SESACRE que tenha livre trânsito com a classe médica. A simples liberação de uma clínica para operar pelo SUS emperra na burocracia.

INDICA O VICE

Numa candidatura do PT à prefeitura de Rio Branco a tendência é de que o PCdoB venha a indicar o vice. Os comunistas não têm um nome de peso para entrar na cabeça da chapa.

FICA COM A PREFEITA

O ex-deputado Moisés Diniz, embora afastado das atividades partidárias do PCdoB, ainda continua filiado ao partido. Mas isso deve demorar até a prefeita Socorro Neri definir se disputará a reeleição. Disputando, Diniz já disse que acompanhará a prefeita na campanha.

NÃO ESTÁ ERRADO

Sou pela livre iniciativa, abertura do mercado, por isso endosso a decisão do governador Gladson Cameli de acabar com o decreto que obrigava o governo a confeccionar o fardamento escolar no Acre, que gerou discussões. A concorrência vai gerar menores preços ao Estado.

QUAL RAZÃO?

Ora, dona Aurora, se o Estado vai dar o fardamento de graça para os estudantes da rede pública, por qual razão não tem o direito de buscar menores preços e qualidade para o fornecimento das peças? O protecionismo leva à criação de cartéis, disputem no preço.

PIOR, NEM QUE QUEIRA!

Não se pode dizer que o governador do Gladson Cameli fracassou com apenas um ano de administração, ainda que tenha neste período cometido equívocos e não ter conseguido avançar em áreas sensíveis do governo, mas nem que se esforce conseguirá ser pior que o governo passado. Tem tempo para chegar ao final do seu mandato muito bem avaliado.

FRASE DO DIA

“Na política não há amigos, apenas conspiradores que se unem.” Victor Lasky

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas