Conecte-se agora

Setores de TI e internet dominam ranking sobre mercado de trabalho

Publicado

em

As profissões ligadas ao setor de tecnologia da informação e internet devem predominar no mercado de trabalho em 2020. A estimativa é da rede social profissional LinkedIn. O levantamento “Profissões Emergentes” aponta que o gestor de redes sociais ocupa a primeira posição do ranking, seguido pelo engenheiro de cibersegurança e o representante de vendas.

O ranking é realizado a partir de informações do LinkedIn e destaca as profissões que têm se destacado. O levantamento mostra 15 profissões que devem liderar o mercado de trabalho. Destas, 13 estão associadas ao setor de tecnologia da informação ou à internet.

Esta é a primeira vez que a lista é segmentada por país. Além do levantamento no Brasil, a pesquisa aponta as habilidades mais requisitadas e os setores que mais contratam cada uma delas. A lista completa e o detalhamento das profissões podem ser acessadas no LinkedIn.

“O mercado de trabalho, assim como outras esferas da vida na era da digitalização, vive uma dinâmica acelerada de transformações, às quais, muitas vezes, parecemos não ter tempo disponível para nos adaptar. Escolher o melhor caminho para nos prepararmos às novas demandas da nossa profissão ou, mais ainda, de uma outra carreira para a qual queiramos migrar é cada dia mais desafiador”, afirmou o diretor-geral do LinkedIn para a América Latina, Milton Beck.

Profissões
Segundo o levantamento, o gestor de mídias sociais aparece como o profissional com demanda mais aquecida no mercado: a procura por ele cresceu anualmente no Brasil em média 122% entre 2015 e 2019. Os profissionais da área são responsáveis pela imagem, pelo relacionamento e engajamento e pela prospecção de uma empresa nos canais digitais.

O engenheiro de cibersegurança é o segundo profissionais mais buscado no mercado de trabalho e apresenta um crescimento anual de 115%. O aumento na demanda pela profissão é reflexo da conectividade atual, onde qualquer dispositivo ligado à internet é vulnerável a ataques cibernéticos e, dessa forma, a segurança de dados na rede se tornou central para as empresas.

A pesquisa também mostra o aumento no uso de aplicativos para transporte privado de passageiros e entregas em domicílio e de logística. Esse comportamento coloca a profissão de motorista entre as 15 em ascensão no próximo ano. A demanda anual por essa função aumentou uma média de 68% nos últimos cinco anos. Além de estar habilitado para dirigir, o profissional procurado precisa saber técnicas de negociação e atendimento ao cliente.

O mercado financeiro também é destaque no ranking. Seis das profissões em alta são fortemente procuradas por empresas do ramo financeiro, como mercado de capitais, investidoras, bancos e serviços afins. Entre os destaques está o consultor de investimento, que orienta os clientes na tomada de decisão de como aplicar os recursos deles, de acordo com as expectativas e necessidades de cada pessoa. Este profissional precisa dominar as carteiras para direcionar as melhores estratégias àquele perfil. A carreira tem crescimento anual de 61%.

Confira a lista das 15 profissões emergentes no Brasil em 2020, segundo LinkedIn:

1. Gestor(a) de mídias sociais

2. Engenheiro(a) de cibersegurança

3. Representante de vendas

4. Especialista em sucesso do cliente

5. Cientista de dados

6. Engenheiro(a) de dados

7. Especialista em Inteligência Artificial

8. Programador(a) de JavaScript

9. Investidor(a) Day Trader

10. Motorista

11. Consultor(a) de investimentos

12. Assistente de mídias sociais

13. Desenvolvedor(a) de plataforma Salesforce

14. Recrutador(a) especialista em Tecnologia da Informação

15. Coach de metodologia Agile




Propaganda

Destaque 6

Sudam envia R$ 480 mil para Plano de Turismo Indígena do Acre

Publicado

em

A Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) está repassando R$480 mil à Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo para elaboração do Plano de Desenvolvimento do Turismo Indígena no Acre.

O extrato do convênio está publicado na edição da última sexta-feira (17) do Diário Oficial da União. A secretário de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, informou que o convênio ainda não começou a ser implementado.

Audiências serão realizadas nas aldeias, já o plano, segundo pretende o Governo do Acre, será elaborado em conjunto com os povos indígenas. “O plano será construído com as aldeias, com a Funai. As audiências com os índios irão dizer quais atrativos, atividades que irão desenvolver, capacidade de carga”, disse a secretária ao ac24horas.




Continuar lendo

Destaque 6

Agricultor é suspeito de engravidar filha com deficiência mental

Publicado

em

A Polícia Civil de Feijó, interior do Acre, investiga um agricultor acusado de engravidar a filha de 18 anos, que é deficiente mental. O suspeito reside com a mulher, mãe da criança, no Seringal Riachuelo, zona rural de Feijó.

A adolescente está entre o quinto e sexto mês de gravidez. A jovem já é mãe de uma criança de 6 anos e há suspeita de que o agricultor seja o pai desta criança. Todos moram na mesma residência. Mesmo com a investigação, a jovem continua morando com o pai.

O caso foi denunciado à polícia por um familiar, em 2018. Já ano passado, a polícia aproveitou que o agricultor estava na cidade e o intimou para depor na delegacia. Ele negou ter tido relações sexuais com a filha e também de ser o pai das duas crianças.

“Se não me engano, o inquérito é de 2018. Mas, não tinham muitos elementos e em dezembro [de 2019] foram interrogados o pai e a menina. Tudo indica que ele é o pai. Um delegado que estava cobrindo minhas férias ouviu ele. Eu já estava acompanhando o caso e determinado que quando ele aparecesse na cidade fosse interrogado”, contou o delegado Valdinei Soares.

No depoimento, o agricultor, que tem entre 50 a 60 anos, falou que a filha tinha engravidado na comunidade, mas que desconhecia o envolvimento dela com algum morador local. Ele alegou que tinha ido à cidade para a jovem receber atendimento médico devido à gravidez.

“Ele negou os fatos, disse que a filha engravidou e eles foram para cidade. Disse que na zona rural ela não tinha envolvimento com ninguém, mas ela já tem um filho de 6 anos e está grávida novamente. A suspeita é de que ele seja o pai das duas crianças”, acrescentou.

Ainda segundo Soares, a jovem foi atendida por uma clínica geral da cidade. A médica constatou que ela tem dificuldades de aprendizagem, não tem noção de tempo, espaços e outras coisas.

“Ele tem mulher, que não foi ouvida. Final do ano vieram para cidade, o pai deixou a filha na cidade para morar com irmãos para evitar qualquer coisa, mas ela voltou a morar com ele novamente”, detalhou.

Teste de DNA irá apontar paternidade do filho da adolescente

O delegado ressaltou que vai esperar a criança nascer para fazer o exame de DNA e descobrir a paternidade. O agricultor se disponibilizou a fazer o exame.

Soares disse que não foi feito o exame na criança de 6 anos, mas que o caso foi encaminhado para a Defensoria Pública do município para iniciar uma investigação de paternidade, já que não se sabe quem é o pai da criança.

O delegado falou que, mesmo com a suspeita do abuso, a menina deve continuar morando na comunidade por ser maior de idade. Ele explicou que, apesar do atendimento da médica, não há um diagnóstico conclusivo de que a jovem é mesmo deficiente mental.

“Foi avaliada por uma médica que afirmou que ela tem, mas até ficar comprovado para todos os efeitos da lei ela continua sendo capaz. É uma situação complicada porque não temos certeza que ele é o autor do estupro, só temos a suspeita”, frisou.

Caso o exame de DNA comprove a paternidade, o delegado diz que só então vai pedir a prisão do agricultor. “Se for comprovado, vou indiciar por estupro e decidir pela prisão dele até para parar de conviver com a vítima”, concluiu.

 




Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas