Conecte-se agora

Parte da história boêmia de Rio Branco, Flutuante, o famoso “Putanic”, está à venda

Publicado

em

Nem adianta negar, quem tem acima de 40 anos, e é de Rio Branco, um dia na vida já tomou uma cerveja ou dançou no Flutuante.

O bar, que flutua nas águas do Rio Acre apoiado em boias, faz parte da história boêmia de Rio Branco.

Por décadas foi um dos bares mais frequentados da capital acreana.

Nesta época do ano então, quando as águas do rio estão elevadas, se estivesse em funcionamento, seria ideal para apreciar a bela cheia manancial.

No verão, era ponta de encontro para quem ia desfrutar das praias que se formam às margens do rio.

O Flutuante, pela quantidade de pessoas que o frequentavam no final de semana, também foi durante muito tempo o lugar perfeito para uma boa paquera. Não é à toa que foi apelidado de “Putanic”, em referência ao famoso navio Titanic.

Depois de viver tempos áureos, o Flutuante não é mais o mesmo. Em novembro de 2018, o bar sofreu um naufrágio parcial e desde então não voltou a funcionar.

Em novembro de 2018 o bar sofreu um naufrágio parcial e desde então não voltou a funcionar.

Mas a verdade é que o Flutuante pode voltar aos bons tempos. Para isso, basta algum interessado em investir no negócio, já que os atuais donos o colocaram à venda.

O preço é uma pechincha, apenas 60 mil reais.

Jordan Magno, um dos donos, afirma que por falta de tempo resolveu colocar o bar à venda. “Eu e o meu sócio não tempos tempo de tocar o negócio. Lá é um ponto muito bom, conhecido da população, mas precisa de tempo”, diz.

Resta saber se há algum interessado em tocar o negócio e tentar fazer com que o Flutuante volte aos bons tempos. Gente com boas lembranças das farras no local é que não falta em Rio Branco.

Assim que a venda do Flutuante foi anunciada em uma rede social, não faltaram comentários saudosistas sobre o bar. O internauta Alex Aguiar disse: “Foi aí que me casei e arrumei dois filhos”. Já Elissandro Silva afirmou que o “Putanic” tem que ser colocado em um museu. “Tem que comprar e colocar em um museu. Faz parte da história do Acre”. Até uma casa em Acrelândia foi oferecida em troca do bar que já foi um dos mais famosos da capital acreana.

Propaganda

Acre 01

Sinteac quer aproveitar encontro para convencer professores a não iniciar o ano letivo

Publicado

em

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac) tem reclamado da dificuldade de sentar com o governo para discutir alguns prontos de reivindicação. Os principais são a data base e a redução do pedágio para efeito de aposentadoria.

A presidente da entidade, Rosana Nascimento, publicou nas redes sociais nesta segunda-feira, 27, o que seria mais um “chá de cadeira” do secretário de educação Mauro Sérgio.

“Tinham combinado uma reunião de manhã e cancelaram. Marcaram para a tarde, cheguei lá e cancelaram mais uma vez. Estamos aguardando um retorno, amanhã vamos ligar novamente em busca de realizar essa conversa para fazer a defesa dos interesses da categoria”, afirma Rosana.

A estratégia do Sinteac é aproveitar o curso de formação de todos os professores, que acontece de 3 a 7 de fevereiro, e convencer os educadores a não iniciarem o ano letivo 2020, marcado para o dia 10 de fevereiro.

“Nós vamos está conversando com os professores para que não comecem o ano letivo. Em grupos de whatsapp e nas redes sociais percebemos que os professores estão dispostos a não darem início às aulas, mas é uma decisão que cabe a maioria dos educadores”, destaca Nascimento.

Continuar lendo

Acre 01

Presidiário em condicional é perseguido por faccionados e executado com seis tiros

Publicado

em

Mais um homicídio com características de execução foi registrado na Capital. O presidiário monitorado por tornozeleira eletrônica Mateus Figueiredo dos Santos, de 21 anos, foi morto com seis tiros na tarde desta segunda-feira (27). O crime aconteceu na rua Osvaldo Miranda,  no Conjunto Laélia Alcântara, na região do bairro Calafate, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Mateus estava em sua residência quando dois homens não identificados, membros de uma facção, chegaram numa motocicleta, desceram, o chamaram na frente da casa. Quando o jovem saiu, um dos criminosos em posse de uma arma de fogo começou a atirar, Mateus correu para dentro de casa, pulou a janela e em seguida pulou a cerca de madeira. O jovem foi perseguido na rua por cerca de 100 metros e foi atingido com seis tiros na região das costas, braço, peito e no pescoço e caiu dentro de uma casa de oração. Após a ação os bandidos fugiram tomando rumo ignorado.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística, em seguida colheram as características dos autores do crime, fizeram rondas na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo informações de familiares já havia se desligado da organização e estava frequentando uma igreja no bairro.

A polícia acredita que a motivação do crime é a guerra entre facções.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas