Conecte-se agora

Rio Branco ganha uma aquarela de cores em meio à cheia do Rio Acre

Publicado

em

Também há beleza na cheia do Rio Acre. Não se nega que a inundação do principal curso de água da capital acreana provoca sofrimento e altera a rotina dos ribeirinhos, mas é incontestável o fato de que, acima dos 13 metros, o leito do rio capta uma luminosidade diferenciada e presenteia os transeuntes com uma brisa pra lá de aconchegante.

Há quem espere um ano inteiro, até a chegada do inverno amazônico, para apreciar o balançar das águas às margens da Gameleira ou sob o olhar curioso em cima de uma das pontes que transpassam no centro de Rio Branco.

A cheia torna a beleza do Rio Acre ainda mais peculiar. É nesse momento que se encontram pessoas e animais, alguns vindos de leitos mais distantes – como os peixes, outros que surgem ao tentar fugir do aguaceiro – como os répteis. No entorno do manancial, se vê a espécie que chega só para admirar – os humanos.

Até a bandeira do Acre no mastro da Gameleira parece mais bonita de dezembro a março. O céu de Rio Branco é a tela de fundo que deixa tudo mais vibrante, tanto no dia quanto à noite. Essa semana a lua apareceu mais cedo e o pôr do sol durou até mais tarde. Formou-se uma aquarela de cores “banhando” os rio-branquenses que compartilhavam o final de mais um dia.

Realmente, os números assustam: às 6 horas deste sábado, 11, o nível da água marcava 14, 38 metros em Rio Branco. O limite da cota de transbordo foi ultrapassado. Dezenas de famílias já tiveram de sair de suas casas. A boa nova veio da sala de situação do governo. Está descartada uma cheia extraordinária este ano, como a que ocorreu em 2015.

Sim, também há beleza na cheia do Rio Acre.

Confira belas imagens capturadas pelas lentes de Sérgio Vale, fotografo do ac24horas: 

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas