Conecte-se agora

Viatura estacionada em faixa de pedestre revolta internauta

Publicado

em

Uma internauta, que prefere não ser identificada, encaminhou duas fotos à redação do ac24horas revoltada.

O motivo foi o flagra de uma viatura da Polícia Militar estacionada em cima de um faixa de pedestre e também sobre uma vaga destinada aos portadores de necessidades especiais em frente ao Fórum Barão do Rio Branco, no centro da capital acreana.

“Essa é uma situação que nos deparamos sempre. A Polícia Militar tinha que dá exemplos, mas são os primeiros a não cumprir as leis de trânsito”, diz.

Mas afinal, viatura militar pode ou não pode parar e estacionar onde quiser?

O Código de Trânsito Brasileiro estabelece regras diferentes para os veículos que fazem serviços considerados de interesse público. Se enquadram nessa categoria viaturas policiais, ambulâncias, viaturas de salvamento ou socorro a incêndio do Corpo de Bombeiros e os de fiscalização e operações de trânsito.

A lei diz que esses veículos gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente. Ou seja, é preciso está em uma situação de emergência e deve manter a sirene e as luzes de identificação ligadas, o que não era o caso da viatura flagrada em frente ao Fórum.

Propaganda

Acre

Vítimas do acidente com ônibus na balsa são mãe e filha

Publicado

em

As duas vítimas de um acidente envolvendo um ônibus na BR-364, em Vista Alegre do Abunã, na manhã desta sexta-feira, 24, são mãe e filha. Lidiane Correia Lima, de 39 anos, morreu e Luísa Stephany, de 14 anos, ficou gravemente ferida e foi trazida para Rio Branco (AC), com fraturas na bacia. Segundo o portal Rondoniagora, as duas viajaram na madrugada, num ônibus que saiu de Porto Velho com destino ao Acre. A mulher iria ficar em Extrema, onde residia. Lidiane estava na Capital após fazer tratamento de saúde.

Segundo informações preliminares, o motorista do ônibus teria acelerado bastante na subida da rampa. O namorado de Luísa conseguiu empurrá-la e gritou, mas a mãe não teve tempo de correr, em razão de problemas na perna. O corpo foi arrastado por cerca de 30 metros.

O acidente aconteceu a cerca de 220 quilômetros de Porto Velho, no porto da balsa. Não há mais detalhes sobre a dinâmica, explica a PRF, que se deslocou às 6h30 para a localidade, após ser acionada pela PM.

Com informações Rondoniagora

Continuar lendo

Acre

Acre encerra 2019 fechando 559 vagas de carteira assinada

Publicado

em

Mais um dezembro frustrante em termos de oferta de emprego no Acre em 2019. Ao invés de empregar, o Acre fechou 559 vagas de trabalho no último mês do ano passado, confirmando a tradição de ser um mês ruim para o emprego no Estado.

Em termos percentuais (0,71%) o Acre é 12º no ranking nacional do desemprego em dezembro. Mato Grosso, com –1,31%, é o que mais desempregou no período.

Os dados são do adastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na manhã desta sexta-feira (24) pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Ecomomia.

Em dezembro, o Acre admitiu 1.539 trabalhadores mas demitiu 2.098, diferença de 0,71%. Em nível de País, o cenário é diferente: o Brasil fechou 2019 com o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Caged de dezembro mostram que houve a geração de 644.079 novas vagas de emprego formal no país em 2019, o que significa 115 mil postos a mais do que o registrado em 2018. Com isso, o estoque de empregos com carteira assinada chegou a 39 milhões de vínculos – em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

As cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da região Sudeste, com a criação de 318.219 vagas. Na região Sul, houve abertura de 143.273 postos; no Nordeste, 76.561; no Centro-Oeste, 73.450; e no Norte, 32.576. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (+2,01%); Norte (+1,82%); Sudeste (+1,59%) e Nordeste (+1,21%).

Em 2019, o saldo também foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo com a geração de 184.133 novos postos, Minas Gerais, com 97.720, e Santa Catarina, com 71.406.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image