Conecte-se agora

Gestão de Mazinho Serafim marca trajetória de avanços no município de Sena Madureira

Publicado

em

Três anos de gestão à frente da prefeitura de Sena Madureira foram suficientes para o emblemático Mazinho Serafim (MDB) transformar e implementar ações que mudaram para melhor a vida dos moradores do município situado na Regional Purus.

As dificuldades e desafios encarados pela atual gestão foram inúmeros, desde dívidas de gestões passadas, até empecilhos na aquisição de recursos oriundos do governo e bancada federal do Acre. Contudo, devido ao empenho dos servidores públicos do município, do legislativo e o executivo local, a terceira cidade mais populosa do estado já pode comemorar avanços significativos quanto à saúde, educação, segurança, economia, lazer e muitos outros aspectos.

Rodeada pelo rio Iaco e os afluentes Macauã e Caeté, atualmente Sena Madureira é grande não só em extensão territorial – segundo maior do Acre, mas em execução de serviços, geração de emprego e referência no serviço público de qualidade.

Boa parte disso se deve ao trabalho empreendido por Mazinho e sua equipe, que fizeram e continuam fazendo o que era tido como impossível, tendo em vista os muitos entraves relacionados às dívidas do município.

Neste início de 2020, a cidade já tem empenhados mais de R$ 20 milhões provenientes de emendas parlamentares, resultado das reuniões solicitadas por Mazinho em Brasília, ao logo de todo o ano passado. A verba será aplicada na conclusão do projeto de pavimentação asfáltica iniciado pela prefeitura, além de obras de saneamento básico que ainda serão finalizadas.

O prefeito se orgulha por nunca ter atrasado o salário do funcionalismo público do município, nem o 13º salário, que inclusive, foi pago dentro do prazo em 2019. “Nossa gestão, apesar das dificuldades encontradas (muitos débitos e parcelamentos), pode ser vista com sucesso. Com muito empenho atravessamos as dificuldades e hoje só temos a agradecer a todos que fizeram e ainda fazem parte desse trabalho, como nossos deputados federais, senadores, o governador Gladson Cameli, nossos secretários, vereadores e todos os funcionários públicos”, pontua Mazinho.

Para ele, seria impossível realizar tantas obras em tão pouco tempo não fosse a ajuda e apoio que recebeu de todos parlamentares: “eles contribuíram para o desenvolvimento de nossa cidade”. A seguir, estão elencadas uma pequena parcela do que já foi feito na gestão municipal atual em áreas como saúde, educação, cultura, segurança e obras.

Saúde

Em 2019, a prefeitura finalizou a reforma e ampliação de todas as Unidades Básicas de Saúde localizadas na zona urbana da cidade. Além disso, também foi iniciada a construção de uma unidade de saúde avançada, que segue em andamento.

A implementação do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) também é um marco desta gestão, bem como a construção do Centro De Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

A secretaria municipal de saúde ainda implementou a Farmácia Municipal Aguinaldo Chaves, que entrega medicação gratuitamente aos moradores, com apoio do Governo Federal.

A aquisição de um novo veículo de transporte para os pacientes que precisam ir até a Fundação Hospitalar, em Rio Branco, passar por hemodiálise, evita que a população compre passagens de ônibus e oferece o transporte gratuito.

O programa Saúde Itinerante segue realizando as ações rigorosamente, atendendo os ribeirinhos e moradores de ramais. Em dezembro, foram deixados mais de R$ 30 mil em medicamentos para os moradores dessas localidades, além dos atendimentos completos de saúde, com exames, vacinação, etc.

Educação

Ao todo, 43 escolas municipais também passaram por reestruturação física, além de capacitações aos gestores e professores ao longo desta gestão. Uma escola modelo com 12 salas, no valor de R$ 4,5 milhões, teve sua obra recentemente iniciada na cidade.

Novo ônibus escolar foi adquirido pela prefeitura para transporte dos alunos da zona rural. Além disso, no início da gestão Mazinho Serafim, a educação do município estava em 6º lugar na posição do IDEB com relação ao índice de qualidade do ensino. Após três anos, saltou para o 2º lugar.

Uma creche, cujo custo está avaliado em cerca de R$ 2 milhões, provenientes de emenda parlamentar, ainda será construída no bairro Eugênio Areal.

Obras

Entre os serviços estruturais realizados pela secretaria de Obras na cidade, destaca-se a pavimentação asfáltica de 18 quilômetros de ruas na zona urbana de Sena Madureira, construção de cerca de 20 quilômetros de meio-fio e calçadas e a abertura de 2 mil quilômetros de ramais no município.

Todo o maquinário utilizado pela secretaria de Obras foi renovado com uma compra no valor de mais de R$ 5 milhões, investido no maquinário da prefeitura.

O cemitério municipal foi totalmente reformado com ampliação de 400 gavetas construídas. A principal avenida da cidade, a Avelino Chaves também está sendo totalmente revitalizada, assim como quatro praças municipais, que passaram por reforma nesses anos de gestão de Mazinho.

Pontes foram construídas entre os ramais e outras foram reformadas, com tubos de ferro em três locais. Ainda está para ser iniciada este ano a construção do Memorial Padre Paolino. Também haverá a construção de uma orla às margens do rio Iaco.

Economia

Nesta área, a prefeitura construiu o Mercado do Peixe e o Mercado Municipal de Sena Madureira. O local que recebe a feira municipal foi reformado e ampliado. Os produtores agora contam com estrutura adequada, onde receberam caixas d’água com capacidade de 10 mil litros, além da construção de banheiros públicos no local. O fortalecimento das feiras de economia também foi atendido.

Esporte

Neste setor, a secretaria de Cultura contemplou a cidade com a construção de três quadras de grama sintética. Os moradores também foram agraciados com a entrega do estádio de futebol mais tradicional do município, o Marreirão, cuja obra ficou parada por quase 22 anos, até a gestão do prefeito Mazinho, que conduziu, finalizou e entregou o estádio pronto. Outras duas quadras da cidade receberam reforma na cobertura.

Segurança

A segurança recebeu um olhar cuidadoso da atual gestão. Uma parceria com a polícia militar do município permitiu a construção de um posto policial em um dos bairros mais críticos da cidade no que diz respeito à violência. Desde então, foram instaladas câmeras e monitoramento diário. Há ainda um convênio para construção de outro posto policial na região do Segundo Distrito da cidade.

Cultura

A parte cultural da prefeitura tem recebido grande apoio da atual gestão, os trabalhos da Banda Municipal puderam ser retomados após aquisição de dezenas de instrumentos por parte da prefeitura. Hoje, o grupo realiza apresentações musicais ao público gratuitamente, além de envolver quase 100 crianças e adolescentes na música. A ExpoSena também foi retomada nesta gestão, uma idealização do próprio prefeito.

Propaganda

Destaque 7

Magistrados do Acre revertem indenizações e valores apreendidos em benefício da segurança pública

Publicado

em

Magistrados destinam recursos obtidos por meio de sentenças para apoiar a segurança pública do Acre. Um dos exemplos são as condenações por dano moral coletivo proferidas pelas Varas do Trabalho de Rio Branco, conforme explicou o juiz auxiliar da Presidência do TRT-14, Dorotheo Barbosa Neto. Com os valores, foi possível realizar a aquisição de armamento, fardamento, viaturas, entre outros itens.

O titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, Danniel Bomfim, presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), também encaminhou R$ 95.959,04 apreendidos durante a Operação Fim da Linha da Polícia Civil, em 2016, para a proteção da sociedade. O valor, liberado em 2017, serviu para a reestruturação da Delegacia de Combate ao Crime Organizado.

Dorotheo Barbosa explicou que os juízes do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 14ª Região encaminharam cerca de R$ 18 milhões, entre 2016 e 2019, para a segurança pública, sendo que uma parte desse dinheiro contribuiu para construção da Casa Tática do Batalhão de Operações Especiais (Bope), inaugurada na terça-feira (14/01).

“Os recursos vieram de condenações por dano moral coletivo propostas pelo Ministério Público do Trabalho que também é um dos maiores responsáveis por esta destinação. O objetivo foi reverter para a sociedade acreana, o dano que ela mesmo sofreu”, explicou o juiz do Trabalho.

A titular da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas da Comarca de Rio Branco (Vepma), Andréa Brito, também já encaminhou R$ 856.422,50, sendo R$ 485.735,42 em 2017 e R$ 370.687,08 em 2018 para o setor da segurança pública e entidades assistenciais. O dinheiro utilizado foi obtido mediante o pagamento de penas pecuniárias.

Os dados divulgados pela Vepma demonstraram que os recursos foram usados para apoiar o trabalho de entidades e associações que buscam a recuperação de usuários de entorpecente, para colaborar com o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), além de ajudar financeiramente o próprio Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, o Instituto de Análise Forense, entre outros órgãos do Poder Executivo que colaboram com o combate e a prevenção de crimes.

Segundo a magistrada, 67 projetos concorrem no edital lançado em 2019, e o montante total disponível é aproximadamente R$ 400 mil. Os selecionados terão os alvarás liberados neste ano para que as ações sejam implementadas, sendo obrigada a prestação de contas dos recursos usados.

Danniel Bomfim afirmou buscar utilização positiva, em prol da sociedade, de valores apreendidos e que possam retornar em benefício coletivo.

“Destinar para a segurança da sociedade bens apreendidos que foram obtidos de forma ilícita e que estavam nas mãos de criminosos, é uma forma de desarticular financeiramente o crime organizado e reverter em benefício da sociedade pelos danos que o crime causou”, finalizou o titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco.

O próprio programa Fantástico, da TV Globo, mostrou no domingo (12) a conversão de veículos esportivos em viaturas. Os carros foram apreendidos durante operações policiais, mostrando o trabalho do Poder Judiciário.

Continuar lendo

Destaque 7

Enquanto Danilo Gentili faz piada, governo Bolsonaro estuda aplicar projeto do senador Petecão

Publicado

em

Em 2017, o humorista a apresentador Danilo Gentili leu uma matéria sobre Projeto de Lei que prevê data de validade para as cédulas de papel-moeda, de autoria do senador Sérgio Petecão (PSD-AC)).

Mas o invés de dar importância ao projeto, que agora poderá se tornar realidade no governo de Jair Bolsonaro, sob os aplausos do ministro da Economia, Paulo Guedes para combater a sonegação e o dinheiro de caixa dois (guardado por corruptos em malas, cofres ou buracos), Gentili preferiu fazer piada no The Noite, talk-show exibido pelo SBT.

O projeto do senador Petecão, que é do Acre, sugere que o dinheiro brasileiro tenha prazo de validade impresso e em alto-relevo. Segundo o político, a medida vai fazer o dinheiro circular mais e evitar que os corruptos guardem mala cheia de grana.

“Eu apresentei uma proposta aqui nesta Casa que tratava da troca das cédulas de R$ 50 e de R$ 100. Meu projeto está tramitando, e eu fui vítima, no programa do humorista Danilo Gentili,… Ele falou exatamente desse projeto, mas distorceu completamente o nosso projeto. Ele falava de vencimento de nota, ele falava… Inclusive, Senador Jorge Viana, ele, de uma forma, tentou diminuir o nosso Estado, tentou fazer gracejos e desdenhou do nosso Estado.

O meu projeto é um projeto simples. Ele não fala de vencimento de nota. O meu projeto fala da troca de nota de R$ 50 e de R$ 100. O objetivo do projeto é para essas pessoas que todo dia a imprensa apresenta com dinheiro, dinheiro desviado da corrupção. E acabamos de ver o exemplo lá na Bahia, onde foram encontrados R$ 50 milhões. É para que esse dinheiro? Ou será que só tinha esse dinheiro escondido? Será que neste País continental só existiam aqueles R$ 50 milhões?

A minha preocupação, e o grande foco do nosso projeto, é para que esse dinheiro que está escondido aí possa vir para o mercado, porque, na hora em que nós trocarmos essa nota de R$ 50 e de R$ 100, essas pessoas vão ser obrigadas a botar esse dinheiro fora”, afirmou Petecão em discurso no plenário do Senado.

É uma excelente iniciativa do senador Sérgio Petecão que também é o Primeiro Secretário da Mesa Diretora do Senado Federal. Ele merece aplausos e não piadas protagonizadas por pessoas que de fato não se preocupam com o desenvolvimento do Brasil.

Por – Donny Silva

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas