Conecte-se agora

Duarte: “MDB continuará independente em relação ao governo”

Publicado

em

A recente reunião do governador Gladson Cameli com dirigentes do MDB pode ser considerada como uma conversa de “Rolando Lero”, alusão ao personagem cômico da “Escolinha do Professor Raimundo”, que falava, falava, e de prático não tinha nada. O presidente do MDB, deputado federal Flaviano Melo (MDB), que não participou do encontro, foi irônico ao comentar ontem o ato, com o BLOG DO CRICA: “Foi uma conversa sobre bobagens”. O secretário-geral do MDB, Aldemir Lopes, também não viu nada de prático na reunião pedida pelo governador. “Ele falou sobre o seu governo, disse que tinha dívidas com o MDB e ficou nisso”. O presidente do diretório municipal do MDB, deputado Roberto Duarte, foi mais ácido ao comentar que tudo continua como antes nas relações entre o partido e o governo. “Está definido que não integrarei a base do governo na Assembléia Legislativa, continuarei com a minha posição independente de criticar os atos do governador quando se fizer necessário, e a candidatura própria do MDB à prefeitura de Rio Branco está sacramentada”. Duarte disse também ser contra o partido indicar oficialmente qualquer integrante para uma secretaria do governo. As secretárias Eliane Sinhasique e Maria Alice são vistas como “escolhas pessoais” do governador Gladson Cameli. Traduzindo em miúdos: o MDB vai trilhar um caminho sem a parceria com o governo na eleição municipal deste ano.

NÃO SE TRATA DE RADICALISMO

A posição do deputado Roberto Duarte (MDB) de ficar á margem do governo Gladson Cameli, no fundo é pragmática. Duarte formatou durante todo o ano de 2019 uma imagem de não aceitar ser um puxadinho do governo na ALEAC, e se mudasse agora iriam dizer que se vendeu.

NÃO PODE SEGURAR O GUARDA-CHUVA

Um partido do tamanho e influência do MDB, com três dos deputados estaduais mais votados do Acre, dois deputados federais, um senador, não pode ficar carregando o guarda-chuva para o governador Gladson Cameli não se molhar, tem de romper amarras e procurar fazer o maior número de prefeitos este ano, para chegar com cartas na mesa do jogo da eleição de 2022.

FEBEAPÁ

Stanislaw Ponte Preta escreveu o cômico livro FEBEAPÁ – Festival de Besteiras que Assola o País. Se vivo estivesse o Sérgio Porto, que usava o pseudônimo, por certo incluiria na sua obra a ideia destrambelhada da secretária de Turismo, Eliane Sinhasique, de propor a construção na entrada de Rio Branco, nas Quatro Bocas, de dois grandes dinossauros para dar boas vindas aos turistas. A Eliane oscila entre idéias interessantes na gestão, e outras malucas, como esta.

ACHARAM ALGUM SÍTIO ARQUEOLÓGICO?

Qual é a ligação do Acre com os dinossauros? Acharam algum sítio arqueológico com uma das espécies, no Acre? Não consigo entender ainda o que passou pela cabeça da Sinhasique.

NEM A PAU, NICOLAU!

Quando vejo figura ilustre publicando que vai votar no candidato a prefeito de Rio Branco que o Gladson Cameli escolher, respeito. Mas vou pelo caminho contrário de votar num candidato que considerar melhor para a prefeitura da capital, independente de quem tiver apoiando.

BOM SINAL

Um bom sinal está bem visível na disputa da prefeitura de Rio Branco, o de que não teremos analfabetos ou despreparados disputando o cargo. Todos os candidatos que até aqui se apresentaram possuem formação superior nas mais diversas áreas. Isso é para comemorar.

DEFESA DA TROPA

Vejo como defesa e prestígio da tropa a decisão do Comandante da Polícia Militar, Coronel Ulysses Araújo, de condecorar policiais militares que se destacam no combate ao crime organizado, mesmo com reação letal. O PM que vai para a Rua tem que se sentir protegido.

FALTA EQUIPARAR

Uma bandeira das mais importantes para a PM continua amarrotada na gaveta, que é a equiparação salarial entre os policiais militares e policiais civis (estes ganham mais), que foi prometido durante toda a campanha política. O que mais escuto de PMS é queixa a respeito.

PURA PERDA DE TEMPO

As denúncias paroquiais contra o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, não terão nenhuma influência, nem jurídica e nem política contra ele, que em qualquer cenário no município vai disputar a reeleição este ano como favorito e com uma boa chance de vitória.

JOGO SE JOGA NA CAMPANHA

O candidato que quiser tentar derrotar o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, tem que buscar outra fórmula, os ataques pessoais feitos por autoridades do governo, não serão um componente que possa ter influência no resultado eleitoral. O jogo se joga na campanha.

 AGIU COM A RAZÃO

O governador Gladson Cameli tem agido politicamente pela impulsão, pela emoção, mas neste episódio do chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, agiu com a razão e a sobriedade que deve ter um governante. A permanência do Ribamar é a garantia da legalidade do seu CPF.

CLARO QUE NÃO GOSTARAM

Claro que, os que sonhavam ter no atual governo facilidades nos negócios, não gostaram.

UMA CHAPA COMPETITIVA

A formação de uma chapa que tenha em Tarauacá na composição o advogado Junior Feitosa (MDB) e a vereador Janaína Furtado (PROGRESSISTAS), se torna altamente competitiva.

REJEITADO NAS URNAS

Esta saída da catacumba política do ex-prefeito Rodrigo Damasceno, que era do PT e hoje está no PSDB, não deve mexer muito com o cenário eleitoral do município. Rodrigo vem de uma gestão nada popular, tanto que foi derrotado pela atual prefeita Marilete Vitorino (PSD).

AGORA COMO O TOMATE?

A EMATER-ACRE está anunciando concurso para preencher 150 vagas na área de técnicos agrícolas. Acho que agora vou comer o tomate, o repolho, o feijão produzidos pelo Bocalom. Lembro isso, porque foi um crítico de que no Acre não se produzia por falta de política pública.

NADA MAIS TRÁGICO

Numa conversa ontem com um amigo fazendeiro este relembrou a desastrada compra no governo passado de um grande lote de carneiros para purificar o rebanho acreano e ajudar os colonos. Os animes importados trouxeram uma doença que matou os carneiros regionais. E os poucos que escaparam viraram churrasco. Um exemplo de que planejar é essencial na gestão.

PIPOCAR DE QUEIXAS

Nada contra o secretário de Saúde, Alysson Bestene, uma figura respeitável, mas não se pode ser omisso e não deixar de registrar o pipocar de denúncias contra falhas no atendimento á população feitas nas redes sociais, falta de médicos e medicamentos é uma constante.

NÃO DÁ MAIS

Que a gestão do governo passado na SESACRE foi um fracasso, não há como negar, mas não dá mais para se ficar olhando pelo retrovisor e ficar se dizendo que se recebeu a Saúde um caos, porque o novo governo foi eleito em cima do bordão que dinheiro tinha, faltava era gestão.

NÃO FOI ELEITO PARA ISSO

O dirigente do IMAC, André Hassem, não entendeu que a eleição acabou, que está no cargo para mostrar serviço e não para ficar criando cizânia política dentro do grupo político aliado do governo, ao ficar trocando ofensas gratuitas com o prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores.

DEPOIS DAS FÉRIAS

Ninguém consegue arrancar nenhum comentário da prefeita Socorro Neri acerca do que vai fazer na eleição deste ano. Está com férias programadas e é bem possível que só abra o ano político em fevereiro. Até lá fica a especulação se será candidata e em que aliança.

ORÇAMENTO BLOQUEADO

Quem tiver dívidas a receber do Estado tem de esperar o fim do mês, o orçamento novo somente ficará desbloqueado ao final de fevereiro, fato normal em qualquer governo.

MEDICINA DE PONTA

Ao conseguir trazer para Cruzeiro do Sul um aparelho de ressonância magnética, o prefeito Ilderlei Cordeiro, coloca o seu município na vanguarda do atendimento médicos. O funcionamento vai atender uma clientela que tinha que se deslocar à capital para exames.

FRASE DO DIA

“Não se queixe de estar ficando velho. Pense nas pessoas que não puderam ter esse privilégio”. S. Brow

 

Anúncios


Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas