Conecte-se agora

Vereadores querem barrar transferência de local da sede da prefeitura de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Na tarde desta quinta-feira, 9, três dos cinco vereadores do MDB: Carlinhos Alves , Romário Tavares e Antonio Cosmo, protocolaram no Ministério Público do Acre, uma ação com objetivo de impedir a mudança da sede da prefeitura de Cruzeiro do Sul do Centro para o bairro Miritizal.

A Câmara Municipal autorizou no último dia 27 de dezembro, que o prefeito Ilderlei Cordeiro dê os prédios da antiga sede da Semec e da Biblioteca Municipal e mais R$ 600 mil pelo prédio da Unopar, que fica no bairro Miritizal, Segundo Distrito de Cruzeiro do Sul. O objetivo é fazer do local um Centro Administrativo onde funcionarão a prefeitura e todas as secretarias municipais.

Nenhum dos três vereadores falou com a imprensa na saída do Ministério Público. Na recepção do órgão, a informação é que só depois do promotor Ocimar da Silva Tales Junior se inteirar dos fatos, falará com a imprensa sobre o caso. Não foi informado que tipo de ação foi apresentada pelos vereadores.

O prefeito Ilderlei Cordeiro disse ter estranhado a ida dos vereadores ao Ministério Público já que o projeto foi aprovado por 7 votos a favor e 5 contrários.

“Os mesmos vereadores que questionam o projeto, tiveram a chance de realizar o debate no parlamento por que tudo foi realizado como impõe a lei. O diálogo sempre foi e continua aberto. As divergências são naturais do processo democrático, mas as decisões legais também devem ser respeitadas para que essa mesma democracia prevaleça. A manifestação dos vereadores de oposição é incompreensível tendo em vista que o Centro Administrativo otimiza recursos e tem como principal beneficiário a população, desenvolvendo um dos maiores bairros da nossa cidade, o Miritizal. Com o projeto estima-se a economia de R$ 300 mil”, concluiu Ilderlei.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas