Conecte-se agora

Fecomércio diz que preço de materiais escolares são parecidos e consumidor precisa pesquisar

Publicado

em

Todo ano é a mesma coisa. Nos primeiros meses é impossível fugir de algumas contas. Uma das que mais costumam pesar no bolso do consumidor é a compra do material escolar. Dependendo da escola, os materiais que são usados ao longo do ano chegam a custar uma pequena fortuna.

Para tentar ajudar os consumidores, todos os anos o Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC, por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac), realiza uma pesquisa junto as papelarias para averiguar a diferença de preços na capital acreana.

O deste ano foi realizado entre os últimos dias 3 e 6 de janeiro, junto a seis papelarias e comércios do segmento.

De acordo com os valores encontrados, a Fecomércio afirma que os valores são relativamente lineares, mas a instituição recomenda sondagem prévia do consumidor.

Dos itens de materiais considerados para o levantamento, 31% apresentaram variações positivas de preços de até 100%, seguidos de mais 41% com variações positivas entre 100% a 200%. A pesquisa concluiu, portanto, que 72% dos materiais exigidos pelas escolas são encontrados no segmento das papelarias a preços com variação de até 200%.

Também dentre os itens analisados, 18% apresentaram diferenças de valores entre 200 a 400% no mercado das papelarias de Rio Branco, e 10%, acima de 400%.

O assessor técnico do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/AC e responsável pela pesquisa, Egídio Garó, reiterou que este é mais um esforço em manter o mercado informado quanto aos interesses de vendedor e comprador. “Num tempo de grande consumo de material escolar, necessário às atividades dos alunos matriculados nas escolas de ensino básico da cidade de Rio Branco”, finalizou.

Apesar da pesquisa afirmar que os preços estão parecidos, a funcionária pública Amanda de Freitas, fala que se pesquisar é possível fazer uma boa economia. “No ano passado eu fiz as contas. Consegui economizar mais de 350 reais com os materiais dos meus dois filhos procurando onde era mais em conta. Este ano, vou fazer o mesmo”.

Propaganda

Destaque 5

Agricultor é suspeito de engravidar filha com deficiência mental

Publicado

em

A Polícia Civil de Feijó, interior do Acre, investiga um agricultor acusado de engravidar a filha de 18 anos, que é deficiente mental. O suspeito reside com a mulher, mãe da criança, no Seringal Riachuelo, zona rural de Feijó.

A adolescente está entre o quinto e sexto mês de gravidez. A jovem já é mãe de uma criança de 6 anos e há suspeita de que o agricultor seja o pai desta criança. Todos moram na mesma residência. Mesmo com a investigação, a jovem continua morando com o pai.

O caso foi denunciado à polícia por um familiar, em 2018. Já ano passado, a polícia aproveitou que o agricultor estava na cidade e o intimou para depor na delegacia. Ele negou ter tido relações sexuais com a filha e também de ser o pai das duas crianças.

“Se não me engano, o inquérito é de 2018. Mas, não tinham muitos elementos e em dezembro [de 2019] foram interrogados o pai e a menina. Tudo indica que ele é o pai. Um delegado que estava cobrindo minhas férias ouviu ele. Eu já estava acompanhando o caso e determinado que quando ele aparecesse na cidade fosse interrogado”, contou o delegado Valdinei Soares.

No depoimento, o agricultor, que tem entre 50 a 60 anos, falou que a filha tinha engravidado na comunidade, mas que desconhecia o envolvimento dela com algum morador local. Ele alegou que tinha ido à cidade para a jovem receber atendimento médico devido à gravidez.

“Ele negou os fatos, disse que a filha engravidou e eles foram para cidade. Disse que na zona rural ela não tinha envolvimento com ninguém, mas ela já tem um filho de 6 anos e está grávida novamente. A suspeita é de que ele seja o pai das duas crianças”, acrescentou.

Ainda segundo Soares, a jovem foi atendida por uma clínica geral da cidade. A médica constatou que ela tem dificuldades de aprendizagem, não tem noção de tempo, espaços e outras coisas.

“Ele tem mulher, que não foi ouvida. Final do ano vieram para cidade, o pai deixou a filha na cidade para morar com irmãos para evitar qualquer coisa, mas ela voltou a morar com ele novamente”, detalhou.

Teste de DNA irá apontar paternidade do filho da adolescente

O delegado ressaltou que vai esperar a criança nascer para fazer o exame de DNA e descobrir a paternidade. O agricultor se disponibilizou a fazer o exame.

Soares disse que não foi feito o exame na criança de 6 anos, mas que o caso foi encaminhado para a Defensoria Pública do município para iniciar uma investigação de paternidade, já que não se sabe quem é o pai da criança.

O delegado falou que, mesmo com a suspeita do abuso, a menina deve continuar morando na comunidade por ser maior de idade. Ele explicou que, apesar do atendimento da médica, não há um diagnóstico conclusivo de que a jovem é mesmo deficiente mental.

“Foi avaliada por uma médica que afirmou que ela tem, mas até ficar comprovado para todos os efeitos da lei ela continua sendo capaz. É uma situação complicada porque não temos certeza que ele é o autor do estupro, só temos a suspeita”, frisou.

Caso o exame de DNA comprove a paternidade, o delegado diz que só então vai pedir a prisão do agricultor. “Se for comprovado, vou indiciar por estupro e decidir pela prisão dele até para parar de conviver com a vítima”, concluiu.

 

Continuar lendo

Destaque 5

Jéssica Sales libera mais de R$ 4,8 milhões para conclusão de obras

Publicado

em

Apesar do recesso parlamentar, a deputada Jéssica Sales (MDB) continua intermediando em Brasília, pela liberação de recursos federais para a conclusão de obras esportivas que estão sendo realizadas pelas prefeituras do interior do Estado, com excelentes resultados. A parlamentar conseguiu no Ministério do Esporte a liberação de mais de R$ 4,8 milhões para a construção, melhorias e revitalizações de espaços esportivos para atender a juventude e os desportistas acreanos.

Os recursos são provenientes de emendas individuais e extraemendas, indicadas pela emedebista ao orçamento de 2017.

A prefeitura de Porto Walter foi contemplada com R$ 487,5 mil para a construção de uma quadra de esporte coberta localizada no segundo distrito e mais R$ 973 mil referente ao convênio de R$ 1,5 milhão para a ampliação e reforma do estádio de futebol da cidade. Já a Prefeitura de Manoel Urbano foi beneficiada com R$ 975 mil para a conclusão de duas quadras poliesportivas cobertas e o município de Mâncio Lima acabou de receber R$ 487 mil para a conclusão de uma quadra poliesportiva e mais a primeira parcela de R$ 585 mil referente a um convênio de R$ 3 milhões, que garantirá a revitalização do Estádio Totão, um dos patrimônios do município.

A prefeitura de Cruzeiro do Sul foi beneficiado com mais de R$ 2,4 milhões para a conclusão de quadras cobertas nas comunidades rurais ramal 2 , Liberdade e Campinas, além do valor integral de R$ 975 mil para construção de ginásio coberto na Vila Assis Brasil, sonho antigo dos moradores.

“Esses investimentos são de grande importância, é o nosso dever garantir e incentivar a boa prática do esporte. Fico feliz em contribuir, esporte é vida, é saúde e é oportunidade para os nossos jovens talentos”,  explicou a deputada.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas