Conecte-se agora

Ex-petistas e camelistas no mesmo bloco da folia eleitoral  

Publicado

em

Destroçados nas urnas, ex-petistas perderam a eleição, mas não perderam a pose, e voltam agora na disputa para prefeito deste ano numa carapuça de aliados do governador Gladson Cameli. Na capital, o ex-presidente do PT, professor Minoru Kinpara, será o nome a ser lançado pelo PSDB para a PMRB. Em Porto Acre, o candidato do MDB será o ex-prefeito do PT, Zé Maria, que integrava o núcleo duro do petismo até antes da última eleição. Em Tarauacá, o PSDB foi buscar nas sombras o ex-prefeito do PT, médico Rodrigo Damasceno, para ser o nome a apresentar para a prefeitura do município. Ainda em Rio Branco, o ex-prefeito pelo PT, Raimundo Angelim, só não será candidatura do PSD para a PMRB se não quiser. Em Brasiléia, o MDB convidou a ex-deputada Leila Galvão (PT) para ser o seu nome para prefeita. Então, ninguém se assuste se no Baile de Carnaval da eleição de outubro para as prefeituras, se encontrarem nos blocos políticos de camelistas e ex-petistas pulando o mesmo frevo em meio a confetes e serpentinas. A política como diz o filósofo do Abunã, Luiz Pereira, é dinâmica.

EVENTUAIS VOTOS DA ESQUERDA

O deputado Roberto Duarte (MDB) não tromba com os deputados do PT e PCdoB na ALEAC, por uma estratégia política. É que se for para o segundo turno na eleição de prefeito, e petistas e comunistas não chegarem lá, espera ter o apoio de segmentos dos dois partidos ao seu nome.

SITUAÇÃO BEM CLARA

Uma situação que parece bem clara na eleição para prefeito da capital este ano é que, caso o nome a ser apoiado pelo PT e PCdoB não chegue ao segundo turno, a tendência natural é que petistas e comunistas descarreguem seus votos contra o nome a ser apoiado pelo Gladson.

NÃO HÁ MAIS TEMPO

Estou entre os que não crêem que o governador possa lançar pelo PROGRESSISTAS um nome para disputar a prefeitura de Rio Branco, porque não tem alguém de densidade eleitoral na capital em suas fileiras e candidatura a prefeito se trabalha ao longo prazo e sem afogadilho.

NÃO APOSTE NO CONTRÁRIO

Ninguém aposte que a deputada federal Vanda Milani (SD) está blefando ao colocar o seu nome no jogo para disputar a prefeitura de Rio Branco, na eleição deste ano. A sua candidatura é assunto definido nas esferas regional e nacional do SOLIDARIEDADE.

RIBAMAR ERA A ESTABILIDADE

No confuso governo do Gladson Cameli, que não consegue ainda ter um norte no planejamento da gestão e da política, o ex-chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, era um porto de estabilidade da nau a deriva, e a certeza de que nada de ilegal seria chancelado.

CPF LIMPO

Ribamar Trindade deixou o gabinete civil com críticas dos queriam ter facilidades e foram brecados nas suas tentativas. Ribamar saiu, mas deixou o CPF do Gladson Cameli limpo.

NOME MAIS COMENTADO

O nome mais comentado nos bastidores para suceder Ribamar Trindade na chefia do gabinete civil é o de Paulo Roberto Corrêa, superintendente da SUDAM, e que estaria de saída do cargo. No campo político, sabe-se apenas ser irmão do deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS).

FIM DO ESCRAVO DE JÓ

Chegou no ponto do governador Gladson Cameli parar de brincar de: -Escravo de Jó/Tirava caxangá/Tira/Bota/ Deixa o zambelê/Ficar… E hora de parar com este troca-troca no seu secretariado, definir uma equipe e tocar o barco. Ou o seu governo vai navegar na indefinição.

O QUE FOR PARA MUDAR, MUDA AGORA

O que tiver de mudar no seu secretariado, onde têm alguns que ainda não disseram o que foram fazer nos cargos, que mude nesta lapada do gabinete civil. Tem que bater na mesa também e dizer que os secretários devem lealdade a ele e não aos políticos que o indicaram.

PERDE A AUTORIDADE

O que ficou faltando ao governador Gladson Cameli durante o primeiro ano da sua gestão foi exercer a autoridade. Pecou quando disse, por exemplo, que a Segurança pertencia ao vice-governador Major Rocha. Quando assim age passa a impressão que governa pela metade.

SERENIDADE OU ESPATIFAMENTO

Começou o ano político. Não existe ao Gladson outro caminho que não seja o de ficar isento onde tiver mais de um candidato a prefeito do seu campo político. Principalmente, na capital, onde não nada mais sereno do que se guardar para apoiar alguém só no segundo turno. 

SEM CHANCE

O MDB não aceitará colocar na mesa da conversa que vai ter com o governador, dois pontos: a candidatura própria para a prefeitura da capital e a posição crítica de independência na ALEAC do deputado Roberto Duarte (MDB). São duas vertentes consideradas inegociáveis no MDB.

NÃO QUER DAR O PRIMEIRO GRITO

Quando o PT diz que vai esperar a prefeita Socorro Neri se definir para tomar uma posição a respeito da disputa da prefeitura é jogo de cena. Já se definiu. Não quer dar o primeiro grito.

GRUPOS ANTAGÔNICOS

Esqueça na eleição de 2022 a unidade dos partidos que formaram a aliança que elegeu o governador Gladson Cameli. Se o Gladson sair para o Senado, o vice-governador Major Rocha (PSDB) disputa o governo contra o senador Sérgio Petecão (PSD) apoiado pelo MDB. E se o Gladson ficar no governo, o MDB e PSD vão apoiar a deputada federal Jéssica Sales (MDB) contra o Major Rocha (PSDB), para o Senado. Os interesses são conflitantes para ter unidade.

SEM BASÓFIA

Para um deputado ser independente na ALEAC tem de começar não tendo cargo no governo, como no caso do deputado Roberto Duarte (MDB). Quando vejo deputado com um caminhão de afilhados em cargos no governo afirmando que será “independente,” é a mais pura basófia.

NÃO É EMPURRAR BÊBADO

A eleição no Alto Acre não será fácil para os adversários do prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores (PSB), e nem da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT). Em municípios pequenos, derrotar um prefeito que disputará a reeleição no cargo não é impossível, mas não é empurrar bêbado de ladeira abaixo. Um prefeito montado na máquina começa com esta vantagem.

APOSTANDO NO APOIO

O MDB joga suas fichas de que poderá fechar uma coligação para apoiar a candidatura a prefeito da capital do deputado Roberto Duarte (MDB), tendo no palanque o senador Sérgio Petecão (PSD), o deputado federal Alan Rick (DEM) e a ex-deputada federal Antonia Lúcia.

COLIGAÇÃO PROVÁVEL

Com o PT tendo candidato a prefeito de Rio Branco é provável que seja sustentado por uma coligação em que estariam o PSOL-PV- PCdoB-PROS, o que sobrou da finada FPA.

DESAFINADOS

Enquanto a prefeita Socorro Nery anda a 120 por hora a equipe da EMURB anda a passos de jaboti, leva meses para planejar a recuperação de um pequeno trecho na Rua 10 de Junho.

RECORDE DE CANDIDATURAS

Rio Branco poderá ter nesta eleição um recorde de oito candidaturas para prefeitura, o que não deixa de ser uma boa novidade, porque amplia o leque de opção ao eleitorado.

PULANDO FORA

O ex-prefeito de Epitaciolândia, Luizinho Hassem, não se mostra muito entusiasmado em disputar a eleição para a prefeitura do município. Quer ver primeiro que estrutura terá do SOLIDARIEDADE.

“NÃO CONVERSEI COM NINGUÉM”

O ex-deputado federal Osmir Lima disse ontem ao BLOG que não foi procurado pelo governador para tratar do seu ingresso em qualquer secretaria, o que sabe é pela imprensa.

ORÇAMENTO PRÓPRIO

No ano de 2019 foi usado o orçamento planejado pelo governo passado, 2020 é o primeiro ano que o atual governo vai trabalhar com o planejamento orçamentário próprio. Não terá mais com desculpar-se de problemas para executar as ações de cada secretaria.

NÃO É POR FALTA DE EMPENHO

Se a Saúde continua se arrastando com os mesmos problemas do governo passado de falta de médicos, de medicamentos, emperramento das ações, não foi por falta de empenho do Gladson, que deu todas as condições. Não se faz gestão nova na SESACRE com velhos vícios. O que se tem visto, são figuras de proa do governo passado em postos chaves da Saúde.

ROUPA REMENDADA COMO NOVA

Se estas figuras carimbadas de governos petistas não conseguiram durante 20 anos mudar a cara da Saúde, deixaram um caos, continuando neste governo, vão conseguir mudar agora? É como pegar uma roupa furada, colocar remendos e apresentar como se fosse nova.

CONVERSANDO SE ENTENDE

Quando o governador Gladson diz que não considera Ribamar Trindade como fora do governo, mostra que deixou, enfim, de agir pela emoção e passou a agir pela razão. Ribamar é a certeza de ter alguém ao seu lado em que pode confiar cegamente que não haverá maracutaia.

ACERTAR COM A EQUIPE

O que tem de se acertar é com a sua equipe, onde tem secretário só de enfeite.

SONHANDO COM O IMPONDERÁVEL

O dirigente da Emater-Acre, ex-prefeito Tião Bocalom, tem recusado todos os convites para disputar a prefeitura de Rio Branco, não há quem tire da sua cabeça que o TSE manterá a cassação do deputado federal Manuel Marcos (PRB), e que assumirá a sua vaga.

FRASE DO DIA

“Aquele que faz perguntas não pode evitar respostas”. Ditado camaronês

 

Propaganda

Blog do Crica

A réplica perfeita da Torre de Babel 

Publicado

em

A Torre de Babel é uma passagem bíblica de um episódio em que os homens queriam construir um monumento para chegar ao céu e em certo estágio começaram a falar línguas diferentes, ninguém se entendeu e a obra ruiu. O governador Gladson Cameli precisa chamar os seus secretários, diretores de órgãos, dá um murro na mesa e dizer: – no meu governo todos têm que falar a mesma língua. O governo virou um pandemônio de egos na Segurança. A Associação dos Delegados de Polícia acusa o governo de privilegiar a PM e sucatear as Delegacias da Polícia Civil, onde nem internet tem. Delegado acusa a existência de politicagem nas transferências de profissionais para o interior; dois grupos brigam publicamente dentro do IAPEN, numa feroz troca de acusações por fuga de presos; o secretário de Segurança em exercício, debitou à morosidade do Judiciário a mazela que inflama a violência e leva à impunidade, e por ai vai. O judiciário rebateu com uma nota dura. Nada contra o vice-governador Major Rocha. Mas o Gladson errou quando apareceu num vídeo na campanha (virou gozação nas redes sociais) entregando a Segurança de porteira fechada ao Rocha, como a pessoa que tinha a bala de prata para acabar com a violência num curto prazo. Não tinha esta bala. Errou porque, a partir deste momento terceirizou a sua autoridade. Um governador jamais deve abrir mão do poder e nem da autoridade. Comandante forte, exército forte. Comandante fraco, exército fraco. Passou da hora do Gladson Cameli chamar todos os setores da Segurança numa grande reunião, acabar com as trocas de acusações entre os seus órgãos internos, mostrar que é ele quem manda, ou o quadro vai deteriorar.

LUZ NO FIM DO TÚNEL

Aos poucos a SESACRE vem dando respostas positivas. Aumentou o número de cirurgias e está aumentando as salas cirúrgicas na FUNDHACRE, está reativando a radioterapia, e foi anunciado o desentrave da fila do TFD, pedra no sapato de todos os governos. Enfim, luz no fim do túnel.

PODE FECHAR O ANO EM ALTA

Caso o secretário de Saúde, Alysson Bestene, consiga resolver a questão da falta de médicos, falta de medicamentos e reduzir ao tolerável a fila para exames laboratoriais, pode chegar ao final do ano com a SESACRE fora da UTI. Seria um feito que os ex-secretários não conseguiram.

CARNAVAL DE BUMBO FURADO

O governo está repetindo o carnaval de bumbo furado promovido pelo então secretário de Indústria, Edvaldo Magalhães, nesta questão do intercâmbio Cruzeiro do Sul-Pucallpa. É o mesmo roteiro anunciado pelo vice-governador Major Rocha. O resultado foi aquele que viram todos que acompanharam daquela patuscada: não passou de uma viagem de turismo ao Peru.

ARROUBOS DELIRANTES

Lembro que na primeira viagem com carregamento de cebolas, tomates cenouras, alho, vindo num vôo de Pucallpa à Cruzeiro do Sul e do qual o ex-secretário de Indústria, Edvaldo Magalhães, fez uma festa como a redenção para o barateamento de verduras e legumes na região, os produtos eram de baixa qualidade e os comerciantes de Cruzeiro levaram um tombo. Por isso, me recuso e embarcar nestes arroubos delirantes de quem chega ao governo.

LIDERANÇA NOVA NO MDB

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) é sim uma das gratas surpresas na nova safra de políticos do MDB. Nunca tinha sido uma militante ativa, médica, morava fora, elegeu-se e virou hoje uma das maiores lideranças do seu partido e muito ativa na sua produção parlamentar.

COSTUMA POLARIZAR

Não contém os candidatos muito com a chamada “opção alternativa” na disputa da prefeitura de Rio Branco, a eleição na capital costuma polarizar entre as duas maiores forças da campanha. O que a campanha vai definir é que candidatos estarão na polarização.

NÃO SE PERDE O QUE NÃO SE TEM

Sobre a nota do BLOG da saída dos vereadores Mário Jorge e Rogério Pontes do MDB, o secretário-geral do partido, Aldemir Lopes, foi irônico: – não se perde o que não se tem. Aldemir diz que ambos há muito não participam mais das decisões do MDB em Brasiléia.

O QUE É LEGAL É LEGAL

Um parlamentar tem uma cota para divulgar os seus atos com impressos sobre a sua atuação no parlamento. Se gastou 100% do valor estipulado, qual o problema? Se está dentro da legalidade, não há o que se criticar. Crítica caberia se houvesse prova que desviou a quantia.

NÃO ESPEREM TROMBAR

Não acredito que o governador Gladson Cameli vá se manifestar a favor de um candidato a prefeito de Rio Branco do seu grupo político no primeiro turno. Ao não ser que, o PROGRESSISTAS, seu partido, tenha um candidato à PMRB. Fora isso seria uma burrada.

NÃO CONSEGUE DESCANSAR

Um cidadão que alugou a casa de um político em Epitaciolândia, contou aos amigos que vai se mudar porque não consegue ter paz. Quase todo dia aparece um oficial de justiça batendo palmas para notificar o dono do imóvel. E tem de explicar que o dono não mora mais lá.

NÃO ESPERE REFRESCO

O governo não espere na volta do recesso parlamentar refresco por parte do deputado Roberto Duarte (MDB) na tribuna da Assembléia Legislativa. Como candidato a prefeito de Rio Branco quer marcar ainda mais a posição de uma candidatura independente politicamente.

NA SUA POSIÇÃO PODE

Como não tem negócios com o governo, não tem indicados em cargos de confiança, o deputado Roberto Duarte (MDB) pode partir para esta linha política sem nenhum problema.

NÃO VAI CONSEGUIR

O PT ainda busca uma bucha de canhão para ser candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul na eleição deste ano. Mas em que pese o empenho do presidente Cesário Braga, não será fácil. É que falta ao partido um nome que quebre a polarização entre os grupos do Ilderlei e Vagner.

TEM QUE TER PASSAGEIROS

Outra balela que escuto há anos é esta questão de se estabelecer um voo entre Cruzeiro do Sul -Pucalpa. Algumas tentativas, eu lembro que até foram feitas, mas foram efêmeras. Para ter um voo regular tem de se ter passageiros perenes e não há atrativo turístico em Pucallpa.

AGÊNCIA DE VIAGENS

Não está no Plano de Governo, mas ainda dá tempo de ser incluído: a criação de uma Agência de Viagens do Estado. Com uma viagem emendada atrás da outra, ficaria até mais prático.

NOS DOIS CASOS NÃO RESOLVE

Estão confundindo. O deputado Roberto Duarte (MDB) não pediu intervenção no Estado. Pediu intervenção na Segurança Pública. Nos dois casos, não vejo que seja a solução para o faroeste caboclo em que virou a cidade. Só num ponto concordo: passou do suportável.

FICAR ROUCO DE GRITAR ALELUIA

O Missionário José, aquele que saiu do Estado em meio a uma confusão conjugal e pastoral, vai ficar rouco de gritar aleluia, ao imaginar que poderá substituir no Senado a senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS), que está grávida. Não está nos seus planos se afastar do mandato tirando licença-maternidade. E também esqueça outros motivos para assumir.

NÃO DISSE HERESIA

A prefeita Socorro Neri não disse uma heresia quando falou que o município não tem aporte financeiro para recuperar as destroçadas vias do programa “Ruas do Povo”, um projeto do último governo com um belo no objetivo, mas que na prática foi um fracasso rotundo.

ÂNSIA DE GANHAR A PMRB

Na ânsia de ganhar a prefeitura de Rio Branco, o último governo se pôs a asfaltar ruas com  finas capas asfálticas, que não resistiram às primeiras chuvas. Aquilo que foi vendido como o sonho e fim dos problemas com as ruas nos bairros periféricos, virou num pesadelo.

PONTO IMPORTANTE

O governo do Gladson Cameli fechou o primeiro ano com um ponto importante ao seu favor, na questão seriedade administrativa: não se conhece dele um ato de bandalheira na gestão.

REDUZINDO A NADA

O que melhor ficaria para a imagem do Ministro Sérgio Moro, seria deixar agora o governo do presidente Jair Bolsonaro, já que vem sendo queimado publicamente. O site O ANTAGONISTA divulgou que nem chamado para a reunião com os secretários de Segurança foi. A prevalecer a tese de desmembramento da pasta da Justiça, Moro vai virar um ministro merreca.

ANTES TARDE DO QUE NUNCA

A Cidade do Povo, um dos bairros mais violentos de Rio Branco, ganhou uma base integrada de polícia comunitária permanente, com policiais militares e civis. Antes tarde do que nunca

FRASE DO DIA

“A água que não corre forma um pântano; a mente que não pensa forma um tolo”. Vitor Hugo.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

As mulheres vão à luta e pedem passagem

Publicado

em

Dos nove nomes até aqui apresentados como postulantes a disputar a cadeira de prefeito de Rio Branco, o “Clube do Bolinha” – formado por candidatos homens, é maioria. São sete. Apenas duas mulheres deverão se apresentar para o eleitorado: a prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), que faz uma boa gestão dentro do seu limite orçamentário, enxugou a máquina municipal, acabou com os empregos tipo penduricalhos indicados por políticos, pôs fim à politicagem na PMRB e não há contra ela um resquício de desvio de conduta. Outro nome igualmente qualificado é o da deputada federal Vanda Milani (SD), cuja passagem como Procuradora-Chefe do MP foi marcante nas realizações, faz um bom mandato parlamentar, e também ao longo da sua vida pública não se conhece um ato contra ela que a desabone como cidadã ou profissional. Embora minoritárias na eleição, por outro lado as mulheres compensam isso com as suas qualidades na gestão e na política. O desafio de ambas é o de montar alianças fortes que possam garantir na campanha chapas com candidaturas numerosas para vereadores. Com um eleitorado feminino majoritário na capital, as mulheres vão á luta e pedem passagem.  

TAMBÉM NÃO SE RESOLVE LIBERANDO AS DROGAS

Concordo em parte com o comentário do secretário municipal de Cultura, Sérgio Carvalho, sobre a violência na capital. A Colômbia é de fato um exemplo de combate à criminalidade. Mas, lá se aplicou uma política de País. Não é o caso do Acre, um Estado pobre para um investimento do porte do feito em Medelin. Não estão morrendo “jovens pobres e pretos”, mas sim os majoritariamente envolvidos com o crime. Uma ou outra exceção. Não se combate criminosos bem armados com policiais com armas obsoletas e romantismo. Também não é liberando ou descriminalizando as drogas; como defende no comentário, que se acabará o tráfico. No mais, o fracasso até aqui do atual governo no combate ao crime organizado não é menor do que foi o fracasso dos governos petistas, que defendeu, na área de segurança. As sugestões apresentadas no seu comentário são tardias, deveriam ter sido feitos nos 20 anos de PT, no Acre. E do qual você foi um defensor. No mais, respeito, o seu livre pensar diferente. 

NÃO DISCUTO ROMANTISMO

As políticas de longo prazo como educação, cultura, emprego, são essenciais no combate ao crime, mas estamos falando em Rio Branco do aqui e agora, são mais de 30 execuções este mês, sem computar assaltos. A população está acuada. O que se quer é uma política para refrear o crime agora, neste momento. Depois se pensa em estratégias ao longo prazo.

UMA GRANDE FANFARRONICE

A polícia tem sim que estar bem armada. Mas foi uma fanfarronice descomunal esta viagem do governador Gladson Cameli; do Comandante da PM, Coronel Ulysses Araújo, e do vice-governador Major Rocha aos EUA, para “comprar armas”. Poderiam ser compradas no Brasil das representações das indústrias. Este governo está se especializando em plantar abacaxis e colocar no seu colo. Não podem nem reclamar depois das críticas sofridas. 

NUNCA, JAMAIS!

Ninguém vai ver este BLOG batendo palmas para o que considero atos falhos do governo.

FÁBRICA DE CRISES

O ideal em todo o governo é criar pautas positivas, mas o governo da dupla Cameli-Rocha virou uma fábrica de pautas negativas e antipáticas. Nada do que disserem sobre esta ida ao EUA, com o Estado, principalmente a capital, em uma crise de violência, justificará a viagem.

TENTO, MAS NÃO CONSIGO

Disse e repito que, tento mas não consigo entender o confuso Gladson Cameli. É um moço dotado de boas intenções, mas não consegue tocar o governo sem criar celeumas grátis.

CONVERSA OFICIAL

O PT espera a chegada do presidente regional do PSB, César Messias, para uma conversa franca sobre as relações políticas dos dois partidos, arranhadas desde que a prefeita deu um chega para lá nos petistas dizendo que, ela disputará um novo mandato á PMRB. Os petistas não aceitam terem sido comunicados do rompimento via imprensa pela prefeita Socorro (PSB).

BOM DIA, SECRETÁRIO, KELLYTON!

A Praça principal do Jardim Tropical, onde famílias levam seus filhos para passear, desde ontem está na mais completa escuridão, o que é um perigo nestes tempos bicudos de violência na capital. Faço o alerta ao secretário Kellyton Carvalho, sempre atencioso.

CONTRADITÓRIO ESTÁ SEMPRE ABERTO

Recebo NOTA do Coronel da PM Ricardo Brandão, com alguns comentários sobre notas do BLOG. Diz que: quando aconteceu a fuga de 26 presos a PM ainda estava no local. Discorda que o efetivo de agentes penitenciários é pequeno e que, proporcionalmente, é um dos maiores do País. Que em relação ao caso da UPA da “Cidade do Povo” já estava programada a instalação de uma base integrada no bairro. Fica assim exercido o contraditório no BLOG.

COMO DIRIA, JACK, O ESTRIPADOR

E, como diria, Jack, o Estripador, vamos por partes, meu bom Coronel: vocês precisam se entender internamente no sistema de segurança. Quem afirma publicamente que o efetivo dos agentes penais é pequeno, é a Associação da categoria. E que diz ser a fuga uma pedra cantada há tempos. Que bom que, a “Cidade do Povo” terá uma base policial ampliada! Também reconheço o esforço das forças policiais no combate ao crime. No mais, torço tanto quanto o senhor, Coronel Ricardo, para que o esforço de vocês se traduza num sentimento de paz à população e que, convenhamos, até aqui não foi alcançado.

FALANDO DE FLORES

Não se fala só de espinhos no BLOG, mas também de flores. Ponto para a ação comandada pelo Delegado Henrique Ferreira, por apresentar ações práticas no combate ao crime, como a prisão de 38 membros de organizações criminosas. Não me furto em reconhecer os méritos.

DEBANDADA NO MDB

O grupo da prefeita Fernanda Hassem (PT) começou a agir em Brasiléia. Dois vereadores do MDB, Mario Jorge e Rogério Pontes, anunciaram que vão deixar o partido na janela de mudanças, em março. É a primeira reação á possível candidatura da ex-deputada Leila Galvão (PT), pelo MDB, para disputar a prefeitura. Ambos estarão no palanque da prefeita Fernanda.

LEILA ATÉ O TALO

O presidente da Câmara Municipal de Brasiléia, vereador Rogério Pontes (MDB), é um dos mais entusiasmados com a mudança e justifica que estará de cabeça na reeleição da prefeita Fernanda Hassem (PT). A eleição nem começou, imagine como será o clima na campanha!

O CACHIMBO DEIXOU A BOCA TORTA

Lendo a NOTA do PT, dá para se notar que o partido não tirou ensinamentos da fragorosa derrota que sofreu na última eleição, continua com a mesma empáfia e com o velho dualismo do só nós prestamos e quem é adversário não presta. O cachimbo deixou a boca torta.

NÃO FOI A IMPRENSA

Quem deu um tranca no PT na questão da sucessão municipal não foi a imprensa, esta apenas reproduziu o que comentou acerca das ações de bastidores do senador Jorge Viana. E ninguém colocou em sua boca a palavra de que ela será candidata na eleição deste ano. São os fatos.

É OUTRA HISTÓRIA

Agora, se o PT esperava o desfecho da prefeita Socorro Neri não ser candidata e apoiar um nome próprio lançado pelo partido para disputar a prefeitura e deu chabu, a imprensa não tem culpa. A imprensa se limita a registrar os fatos da política, os senhores se entendam.

O INTERNAUTA NÃO PERDOA

Uma postagem de campanha em que o Gladson aparece apresentando o então candidato à vice-governador Rocha como o personagem que iria resolver o problema da segurança se tornou viral nas redes sociais, pegando o gancho da violência que domina a cidade.

VÃO TER QUE ENGOLIR DE NOVO

As viúvas do ex-presidente Lula, pelo visto, vão ter que engolir o presidente Jair Bolsonaro, na eleição de 2022. Pesquisa CNT/MDA da semana apontou que se a eleição fosse hoje o Bolsonaro teria 29,1%, Lula 17% e Ciro Gomes 3,5%. Pelo visto, os ataques da GLOBO e da turma esquerda não surtiram efeito na população. Nem com as trapalhadas do Bolsonaro!

CANOA SEM QUILHA

No campo político o PROGRESSISTAS, partido do Gladson Cameli, continua uma canoa sem quilha, não se sabe se o governador lançará ou não um candidato pela sigla na eleição deste ano. Não me surpreenderia se virasse um puxadinho do PSDB indicando o vice dos tucanos.

SABE O C*  QUE TEM

Só faltava esta: dois presos foram flagrados na checagem eletrônica com celulares no estômago. É a velha história que o passarinho que come pedra sabe o c* que tem.

CUTUCADA DO JAMIL

O ex-deputado Jamil Asfury (PSC), que será candidato a prefeito de Rio Branco, considera que o anúncio de que o Rocha, o Gladson e o Ulysses “afronta” a inteligência do povo acreano quando dizem que foram combater a violência do Acre, comprando armas nos EUA. 

TENTATIVA FINAL

O presidente do PT, Cesário Braga, tem ida programada esta semana para Brasiléia, onde tentará convencer a ex-deputada Leila Galvão (PT), a não deixar o partido para disputar a prefeitura pelo MDB. Quer ela no palanque da prefeita Fernanda Hassem (PT). Missão difícil.

ENFIM, BOAS NOTÍCIAS!

Enfim, boas notícias na FUNDHACRE. O aparelho desativado de radioterapia deve voltar a funcionar, os procedimentos cirúrgicos diários vão pular dos 16 para até 30 e aumentará o número de salas para as cirurgias. Gostaria de continuar dando boas notícias da Saúde.

QUANDO FUNCIONA SE REGISTRA

Ninguém torce para não dar certo, quando a coisa não funciona na gestão da SESACRE se registra, quando dá certo se registra também. Este é o papel sempre cumprido pelo BLOG.

BAJULADORES DE PLANTÃO

Para ser agradável e ficar bajulando, os que estão no poder não contem com este BLOG.

CRIANDO POLÊMICA

O jornalista Rogério Venceslau, que deverá disputar a PMRB pelo PSL, já entrou no jogo dando uma cutucada que tem o endereço certo: o candidato a prefeito do PSDB, ex-presidente do PT, Minoru Kinpara. Lançou o grito de campanha: “não vote no PT genérico”. A chapa esquentou. 

FRASE DO DIA

“Em política, o que não é possível é falso”. Antonio Cánovas Del Castillo.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

welcome image