Conecte-se agora

Dois criminosos são mortos e um fica ferido durante troca de tiros com a polícia

Publicado

em

Dois criminosos foram mortos, um ficou ferido e outro fugiu em uma área de mata após efetuarem um roubo e trocar tiros com a Polícia Militar na noite desta quarta-feira (8) no Ramal do Mineiro, na região da Vila Acre, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, os quatros bandidos que ainda não foram identificados.  Armados, eles fizeram um roubo de um carro Voyage de cor vermelha, de um suposto motorista de aplicativo no município de Senador Guiomard e, em seguida, saíram em fuga pela rodovia AC-40 com destino a Rio Branco. A Polícia Militar foi acionada e saiu em perseguição aos criminosos que entraram no Ramal Bom Jesus, em seguida, os bandidos seguiram para o Ramal do Mineiro. Na perseguição os criminosos efetuaram vários tiros contra os policiais que revidaram. Os assaltantes entraram em uma chácara na tentativa de fugir pela área de mata, mas na troca de tiros com os policiais, três bandidos foram feridos a tiros e um conseguiu fugir na área de vegetação.

Três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionada, ao chegar no local os paramédicos nada puderam fazer por um dos assaltantes que já se encontrava morto. Um outro criminoso foi atendido, mas no trajeto da ambulância ao Pronto Socorro de Rio Branco, não resistiu aos ferimentos e morreu na viatura. O terceiro bandido está em estado de saúde grave.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística. Na ação da Polícia foi apreendido dois revólveres calibre 38, uma escopeta e o veículo Voyage.

Os dois corpo foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos e identificação.

O caso segue sob investigação dos Agentes da Delegacia de Homicídios

Propaganda

Cotidiano

Polícia diz que acreana sofreu “estupro virtual”; acusados foram presos em MG e PE

Publicado

em

Na manhã desta quarta-feira (22), a Polícia Civil do Estado do Acre informou que uma acreana que não teve a sua identidade revelada, vinha sofrendo estupro virtual desde 2019, e que dois suspeitos de participação no crime foram presos em outros estado da federação.

O delegado Nilton Boscaro, explicou que o autor da prática teria feito vítimas Brasil a fora. “O principal acusado está nesse exato momento na delegacia de Pernambuco prestando esclarecimentos”, concluiu.

A delegada Juliana D’Angelis, da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), falou sobre o caso em coletiva na sede da Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira (22).

“São crimes que estão se tornando comum nesse mundo de redes sociais. Uma vítima procurou a Polícia Civil para dizer que estava sendo coagida a praticar atos sexuais. A partir de então, foi instalado um inquérito policial, e todas as diligências foram tomadas e que culminou na operação conjunta com os Estados de Pernambuco e de Minas Gerais”, afirmou.

O delegado Nilton Boscaro alertou aqueles que costumam trocar mensagens sexuais com desconhecidos.

“Ele adicionou a vítima no Facebook, e aos poucos foi enviado videos de roupas íntimas para encorajá-la a enviar vídeos também. Posteriormente, ela enviou vídeos. Logo depois, ele exigiu que ela enviasse nudes. Com os vídeos salvos, ele deflagrou o golpe e começou a ameaçá-la, exigindo dinheiro para não divulgar o conteúdo nas redes sociais.

Abalada psicologicamente, a vítima teria tentado até em suicídio.

“A vítima chegou a ser hospitalizada e o sujeito como não conseguiu mais contato, acabou divulgando alguns videos. Graças ao trabalho, em conjunto com o Ministério da Segurança Pública e o laboratório de crimes cibernéticos, conseguimos localizar as residências de onde estavam saindo a conexão de internet e nesta quarta-feira (22), com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais e de Pernambuco, foram presas duas pessoas. O alvo de pernambuco, era o principal suspeito”.

Continuar lendo

Cotidiano

Justiça condena homem a 21 anos de prisão por estuprar sobrinha em Brasileia

Publicado

em

Um homem foi condenador pelo Juízo da Vara Criminal da Comarca de Brasileia por cometer estupro de vulnerável contra sua sobrinha. O acusado deve cumprir 21 anos e oito meses de reclusão, em regime inicial fechado sem direito a recorrer em liberdade. A prisão preventiva foi a única medida eficaz à garantia da integridade física da vítima.

Na sentença, o juiz de Direito Clovis Lodi enfatizou que o réu agiu com dolo em grau elevado, visto que era tio da criança e se utilizou da relação de confiança e parentesco para dormir na residência da vítima e cometer o crime enquanto os moradores da casa estavam dormindo.

Segundo o magistrado, a vítima sofreu abusos desde os sete anos até os 14 anos de idade. “Dos depoimentos, restou nítido que o crime causou grande abalo psicológico e emocional na vítima”, informou o juiz.

Fonte: Agência TJ/AC

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas