Conecte-se agora

Gladson desmonta núcleo do governo

Publicado

em

O homem de maior confiança do governador Gladson Cameli (Progressistas), o chefe da Casa Civil, advogado José Ribamar Trindade, saiu do governo. O motivo real é nebuloso. Ele não fala. O governador também não, mas sabe exatamente o que está fazendo. Se vai ser bom para ele ou para o seu governo o tempo dirá. Do quadrado, que gerou uma crise no final do ano passado, Ribamar, Thiago Caetano, Maria Alice e Semírames Dias, dois já caíram de seus postos. Caetano ganhou um cargo de consolo e Trindade volta as suas funções no TCE. Quem ganhou e quem perdeu com a saída de Ribamar? Semírames e Alice continuam firmes em seus postos. A pergunta que se faz é: Até quando?

O governador Gladson vinha reclamando sistematicamente da falta de entrosamento na linha de frente do governo. Reclamou de egos, mas não de coisas erradas. De corrupção ou algo parecido. Capacidade técnica, gestão e política são seus principais problemas por isso o governo não avança como ele deseja. Ao que parece, está dispostos a fazer novas mudanças. Ele é brasileiro e não desiste nunca. Só lhe restam três anos, três verões para acertar. Isto, se for candidato a reeleição. Se for para o Senado só tem dois. O tempo é implacável. É por essas e outras que Getúlio Dornelles Vargas dizia: “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

Anúncios

Coluna do Astério

Marcus Alexandre conseguirá transferir votos para Zen?

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Gladson conversa com Petecão, elogia Marcio e vai se encontrar com Bolsonaro

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Depois da eleição, Gladson quer um novo governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Política não enche barriga de pobre

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas