Conecte-se agora

Governo do Acre abre 2020 com crise: caiu Ribamar Trindade 

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

Uma das figuras mais preparadas e sérias do governo, o chefe de gabinete civil do governador Gladson Cameli, Ribamar Trindade, entregou no entardecer de ontem o importante cargo que ocupava na atual administração. Até aqui continuam nebulosos os motivos pelos quais Ribamar não quis mais continuar no governo, mesmo com a insistência do governador e de familiares. Ribamar sempre foi da mais extrema confiança do governador, dos quais foi coordenador financeiro quando disputou os mandatos de deputado federal, senador e mais recentemente para o governo estadual. Era uma espécie de protetor do CPF do Cameli. Por não permitir facilidades no governo granjeou a antipatia de empresários e políticos, que tiveram os seus interesses brecados. Tinha a gestão na mão. Com a saída de Ribamar Trindade, o governador Gladson Cameli terá que procurar alguém do mesmo perfil do seu ex-secretário. Graças à mão de ferro com que Ribamar conduziu as contas públicas, ser dar brecha a um escândalo, a única dedução a que se pode chegar é que, principalmente, na questão da confiança, o Gladson Cameli perde o seu mais importante auxiliar num momento em que a sua gestão ainda se acomoda e não conseguiu dar as respostas que os eleitores esperavam.

POLITICAGEM SERIA O FIM

Não se sabe quem o governador Gladson Cameli escolherá para ser o novo chefe do seu gabinete, mas se entrar pela escolha por pressões políticas, colocar alguém que não seja rígido, mas maleável para agradar os políticos, poderá estar decretando a balbúrdia.

SINAL VERMELHO

O que deixou muitos empresários e políticos chateados com o chefe do gabinete, Ribamar Trindade, foi nunca ter permitido uma bandalheira, passava o pente fino da legalidade antes de liberar qualquer processo que passasse pelas suas mãos. Claro que a turma que queria navegar pelas marés ilegais não gostava da sua rigidez no trato com a gestão, por isso os ataques que sofria.

SEMÍRAMES PODE SAIR?

Publiquei cerca de 30 dias uma conversa informal do Conselheiro do TCE, Antonio Malheiros, de que todos que foram do TCE para o governo iriam voltar. O Ribamar saiu ontem. Há quem aposte todas as fichas de que a secretaria de Fazenda, Semírames, também sairá do cargo.

FIM DA REPÚBLICA DO TCE

Caso a secretária Semírames deixe a Fazenda, será o fim da “República do TCE” no governo.

FESTIVAIS DE DEMISSÕES

Paulo Wadt na Agricultura, Ribamar Trindade no Gabinete Civil, Mônica Feres na SESACRE, Alércio Dias no ACREPREVIDÊNCIA, Thiago Caetano na SEINFRA, foram cabeças de secretários que rolaram neste primeiro ano de governo. Muitas que eram para rolar não rolaram.

OLHANDO PARA 2022

Para o deputado federal Flaviano Melo (MDB), se o senador Sérgio Petecão (PSD), tem os olhos voltados para a disputa do governo em 2022, a aliança para a PMRB tem que ser com o MDB.

NÃO ENTENDEU O ENREDO DO SAMBA

A prefeita Socorro Neri (PT) não entendeu o enredo do samba do PT, de que não tem intenção de lhe apoiar na reeleição e busca uma candidatura própria? Só pode ser isso, para ela não ter mexido até aqui as peças estranhas ao jogo do seu tabuleiro de cargos na prefeitura.

SINAIS CLAROS 

Por três vezes o ex- senador Jorge Viana (PT) demonstrou que não vê no seu perfil a candidata que quer apoiar. A primeira foi quando declarou que o mandato que ocupa é do Marcus Alexandre. A segunda vez foi também uma crítica pública pelo não aproveitamento do ex-prefeito Angelim na gestão da AMAC, como seu representante em Brasília. E a terceira foi agora, ao nominar a festa feita pela prefeita na Gameleira, citando que ocorreu num espaço que construiu, sem um comentário elogioso ao evento por ela promovido. É preciso o JV falar mais alguma coisa para a Socorro entender o samba?

FRANGO PARA O VIZINHO

 Ou a prefeita Socorro Nery faz agora uma avaliação política com que secretário ou ocupante de cargo de confiança poderia contar numa eventual candidatura à reeleição num enfrentamento com o PT, ou será o mesmo que engordar o frango para o vizinho comer.

LER MAQUIAVEL 

A prefeita Socorro, se não leu, deveria ler Maquiavel: medidas duras devem ser tomadas em conjunto e de imediato. Ao não ser que não queira ser candidata à reeleição e ficar de fora do processo político. E, na política, a indefinição nunca foi uma boa companheira.

MUITO CLARO

Todo este processo de tensão nos bastidores entre dirigentes do PT e a prefeita Socorro Neri remonta à derrota petista para o governo. A esperança era que, ela transformasse a PMRB num reduto dos derrotados do PT, e não fez isso. A mágoa ficou. Não é opinião minha não, escuto sempre o lamento de petistas, principalmente, depois da reforma que promoveu.

O BURACO É MAIS EMBAIXO

O ex-prefeito Angelim (PT) é um nome honrado, nem se discute. Mas inteligente o suficiente para saber que só isso não é passaporte para ganhar uma eleição de prefeito. Estará fora do poder, com os velhos amigos passando longe, e ele será cara do desgaste do PT na campanha.

CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

Ao terceirizar aos partidos a indicação de nomes para ocupar secretarias e cargos de confiança, sem um critério final da sua lavra, o governador Gladson criou no seu governo o modelo das capitanias hereditárias, onde cada secretário se acha donatário e não se vê no direito de se reportar ao governador. Neste modelo, o secretário deve fidelidade a quem o indicou.

REFLETE NOS ATOS PÚBLICOS

Este modelo se refletiu em coisas simples, como nos atos públicos em que o governador se faz presente. Raro é o secretário que aparece para lhe prestigiar, no que seria uma obrigação pelo cargo que ocupa. Ou corrige isso, ou chegará a ocasião que não terá um secretário na platéia.

BANDIDAGEM DEU A RESPOSTA

A bandidagem mostrou que não está nem um pouco intimidada com a nova estratégia de combate ao crime organizado, com o fechamento de vias de acesso e de saída da cidade. Roubos, tentativas de arrastões em ônibus e de invasão da UPA, ou seja, execuções, o povo continua acuado.

VIRA FESTA DA BANDIDAGEM

Mas, no momento em que centralizam as forças policiais nos pontos de saída e entrada da cidade está se deixando a descoberto os bairros. Andar de moto hoje na cidade é pedir para ser assaltado. Não se controla nem a Cidade do Povo, como controlar a capital como todo?

MAIS TEMPO PARA SE AVALIAR

É uma medida nova, precisa de mais tempo para ser avaliada, mas está ficando cada dia mais claro de que se precisa por outro lado de mais presença efetiva da polícia nos bairros.

ISSO SERIA ESTRANHO

Não sei o motivo do carnaval, das críticas pelos deputados do PCdoB, Perpétua Almeida e Edvaldo Magalhães, terem ido prestar solidariedade ao Irã, na sua embaixada em Brasília. Estranho seria se fossem prestar solidariedade no Alvorada ao presidente Bolsonaro.

 POSSIBILIDADE ZERO

 O senador Sérgio Petecão (PSD) só apoiaria uma candidatura do ex-prefeito Angelim (PT) se este se filiasse ao PSD. O mesmo acontece com a prefeita Socorro Neri (PSB), que teria que deixar o PSB e entrar no PSD. A informação é do coordenador político do PSD, Carlos Coelho.

SERIA NEGATIVO

Na avaliação do professor Carlos Coelho (PSD), o senador Sérgio Petecão (PSD) apoiar Angelim ou Socorro, com estes nos seus respectivos partidos, o eleitor do PSD não entenderia, seria uma queimação e passaria a impressão que nos juntaríamos à esquerda, pondera o Assessor.

GERANDO RESULTADO

 Graças a um trabalho comandado pelo secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, os artesões acreanos foram destaque nacional através da Empresa Brasil de Comunicação, com a inclusão para participarem de feiras nacionais permanentes de artesanato. Os artesões sempre foram uma classe para qual não se costumava em governos passados se dar muita bola.

QUAL PEDRA VAI MEXER

No campo da disputa da PMRB está todo mundo no aguardo da pedra que a prefeita Socorro Neri vai colocar no tabuleiro político: se for candidata à reeleição, com qual aliança?

NÃO VENHAM COM GALHOFA!

A pouca soja que foi plantada no Acre foi fruto de esforço e gasto pessoal de fazendeiros, não é resultante da política do governo atual. Cessem, pois, com esta balela que o agronegócio vai render os primeiros frutos, para não virar galhofa. O agronegócio patina na tabatinga molhada.

EM ÚLTIMA HIPÓTESE

Em última hipótese, para ter candidato à PMRB, o PT acabará saindo com o deputado Daniel Zen (PT) para a prefeitura de Rio Branco. Eu ainda duvido que o Angelim aceite ser candidato.

ELEIÇÃO PULVERIZADA

Pedro Longo (PV), Jarbas Soster (AVANTE), Rogério Vescenlau (PSL), Minoru Kinpara (PSDB), Socorro Neri (PSB), PT (nome não definido), Roberto Duarte (MDB), Sanderson Moura, são nomes até aqui ventilados para disputar a PMRB, o que configura uma eleição pulverizada.

FRASE DO DIA

“Antes de acreditar na palavra de um político, aprenda que político não tem palavra”. Máxima da política mineira.

Propaganda

Acre

Oitavo foragido do FOC é recapturado pela polícia

Publicado

em

Francisane Rocha Ribeiro estava escondido numa região de mata próximo ao presídio Francisco D’Oliveira Conde quando foi encontrado pela Polícia Penal na tarde dessa quinta-feira (23). Segundo os agentes, ele é o oitavo foragido recapturado após uma fuga em massa que aconteceu na última segunda-feira, onde 26 detentos do Pavilhão L escaparam.

De acordo com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Francisane cumpre pena pelo crime de tráfico de drogas. Agora, dos 26 presos que conseguiram fugir, 18 seguem foragidos, todos com pena em regime fechado.

Os presos fizeram um buraco na parede da cela e escalaram a muralha do presídio com o auxílio de lençóis.

Seguem foragidos:

1. Francisco Santos Braga

2. Rogério Furtado dos Santos

3. Ariclene Firmiano da Silva

4. Dheyci de Angelo Lima e Lima

5. Aloísio Lucas Mesquita

6. Mirleson Nascimento da Silva

7. Saymon Wallace Fonseca do Nascimento

8. Valber de Aguiar Morais

9. Anderson de Souza Alves

10. Raimundo Nonato dos Santos Fonseca

11. Jaciel Batista do Nascimento

12. Wellington de Souza Lima

13. Lucas Souza da Silva

14. Joel Menezes de Queiroz

15. Ronicley Ribeiro da Silva

16. José Valdenes Viana da Silva

17. Gerilto Caetano da Silva

18. Sebastião Weverton Lima de França

Continuar lendo

Acre

Bebê de 8 meses morre ao se afogar em balde no bairro do Bosque

Publicado

em

Um bebê de apenas 8 meses de vida acabou morrendo na manhã desta sexta-feira, 24, após cair dentro de um balde com água. Segundo os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que atenderam a ocorrência, o acidente aconteceu na residência da família do menino, situada no bairro do Bosque, em Rio Branco.

Quando a equipe do Samu chegou ao local, a criança já estava sem vida. Extremamente abalados, os pais relataram ao Samu que o balde estava cheio para não ficarem sem água em casa.

A polícia técnica foi acionada para fazer a perícia. O corpo do bebê foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para autópsia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image