Conecte-se agora

Em meio ao surto de dengue em Cruzeiro do Sul, Coordenador de Saúde do Juruá pede exoneração

Publicado

em

Nesta terça-feira, 7, o coordenador Regional de Saúde do Juruá, Roberto Holanda, pediu exoneração do cargo que ocupava há seis meses. Enviou o pedido ao governador Gladson Cameli e ao secretário Alisson Bestene e publicou o fato em suas redes sociais.

Ele confirmou que há 50 casos suspeitos de dengue grave (antes denominada hemorrágica) em Cruzeiro do Sul, onde circula atualmente o tipo 2 da doença, considerado muito letal, mas diz que o motivo de sua saída não é o surto de dengue apesar de confirmar que “o governo do Estado deveria dar mais atenção e suporte aos municípios, com insumos e pessoal”, cita ele reconhecendo que a situação é muito grave em Cruzeiro do Sul onde três pessoas já morreram com dengue grave.

“Tem muita coisa errada que eu não tenho como corrigir. Tem coisas que acontecem abaixo do secretário e ele nem sabe”, afirmou.

Holanda diz que não tem autonomia para comprar um parafuso sequer, mas que é cobrado “como se eu fosse um secretário”.

 

Outra crise que Roberto não mais terá que contornar é com relação à reclamação de servidores do Hospital do Juruá, do não recebimento do salário de dezembro. Enfermeiros dizem não terem recebido ainda.

No início da noite Roberto Holanda publicou em suas redes sociais, um atestado médico de oito dias e em seguida, postou seu pedido de exoneração. Biológico e servidor público municipal, Holanda deverá voltar para a secretaria Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul.

Propaganda

Na rede

Empresários e políticos acreanos vão ao Peru em fevereiro para encontro de integração

Publicado

em

Cerca de 70 empresários, políticos acreanos e peruanos realizarão em Pucallpa, nos dias 10 e 11 de fevereiro, o Encontro Empresarial Acre Ucayali onde tratarão de negócios de interesse dos dois grupos. Haverá Rodas de Negócios e Feira de Produtos.

No encontro de dois dias, os empresários vão prospectar entre si, oportunidades de negócios e meios para a concretização de importação e exportação de itens brasileiros e peruanos.

Na Feira os empresários peruano vão apresentar itens de 15 setores industriais como energético, florestal, agroindustrial e outros.

De Cruzeiro do Sul, a expectativa segundo o presidente da Associação Comercial do Alto Juruá, Luís Cunha, é que 20 empresários sigam na viagem. “Essa é a continuidade desse movimento de Integração iniciado no ano passado e agora vamos definir potencialidades dos produtos e ver as ações em execução nos dois países”.

A expectativa é pela abertura da Estrada, a partir de Mâncio Lima, até Pucallpa. Enquanto a rodovia não é concretizada, políticos e empresários buscam a regularização de voo entre Pucallpa e Cruzeiro do Sul para a concretização da integração comercial entre os dois países.

O evento é organizado pelo governo do Estado do Acre, Grupo de Integração Regional Acre, prefeitura de Cruzeiro do Sul, governo do Departamento de Ucayali, prefeitura de Pucallpa, Câmara de Comércio, Indústria e Turismo de Ucayali. O apoio é da Federação das Indústrias – FIEAC, Associação Comercial do Alto Juruá e outras constituições.

TRILHA HÁ 38 KM DO PERU

A trilha feita pelo governo do Estado do Acre para definição do eixo central da rodovia até Pucallpa, já passou no Parque Nacional da Serra do Divisor e está há 38 km da fronteira com o Peru. No lado brasileiro são 130 quilômetros.

A trilha, que é o levantamento topográfico, é a primeira fase da futura obra. Em seguida será feito o levantamento florestal, para mapeamento das espécies que estão a 30 metros para cada lado desse eixo, quando haverá o levantamento das espécies florestais.

“Nesse levantamento é feita a verificação das espécies protegidas por lei e quais servirão para manejo”, explica Francimar Cavalcante, coordenador do Grupo de Integração Regional Acre.

Continuar lendo

Na rede

Forrozeiro de Cruzeiro do Sul é assassinado a tiros em Manaus

Publicado

em

Na tarde desta segunda-feira, 20, o forrozeiro cruzeirense Jeferson Michel Vieira de Figueiredo, de 29 anos, foi morto a tiros no Beco Canumã, bairro Petrópolis, em Manaus, onde ele morava.

Jeferson teria sido sequestrado pro criminosos, levado para execução e teria tentado uma fuga correndo para o beco. O cantor se escondeu embaixo de uma das residências. Mesmo assim foi atingido com vários disparos e morreu.

Ainda não há informações sobre a motivação do crime.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas