Conecte-se agora

Nova política de segurança pública fecha 11 pontos estratégicos de Rio Branco para conter a violência

Publicado

em

Foto: SECOM-ACRE

A Segurança Pública do Acre iniciou 2020 colocando em prática uma operação que vem dando o que falar entre os rio-branquenses: a Operação Fecha Fronteiras. A ação ocorre por tempo indeterminado e visa, além de atender o clamor por sensação de segurança, coibir o roubo de veículos e crimes contra a vida.

Ao menos 11 pontos estratégicos de Rio Branco estão na mira da Operação desde a última sexta-feira (3). Segundo o Sistema Integrado de Segurança Pública, a atuação da polícia, neste caso, tem caráter preventivo. Abordagens diárias são feitas a veículos em locais de acessos ao Estado de Rondônia e na fronteira com a Bolívia.

Na web, alguns moradores têm reclamado da falta de abordagem no centro da cidade, mas o governo salienta que o foco da nova política de segurança pública é evitar que veículos sejam roubados e levados para as fronteiras, intensificando as fiscalizações ao longo de toda a fronteira do Estado do Acre.

Foto: Secom/Acre

Além dos carros, também são abordados motocicletas, e ainda é verificado o porte de arma ou mandado de prisão em aberto. “Em paralelo, ações específicas são realizadas pelo Grupamento Especial de Fronteira (Gefron), Polícia Penal, no interior dos presídios, e pelas Polícias Civil e Militar, em bairros em que a incidência de crimes de execução tem se manifestado de forma mais acentuada nos últimos dias”, informou o portal do governo neste final de semana.

O Tenente-Coronel Atahualpa, da Polícia Militar, é quem está no comando da operação. A operação não tem data para terminar.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas