Conecte-se agora

Em 2019, empresários e moradores perderam tudo o que tinham em incêndios

Publicado

em

Nos últimos meses, quase que diariamente é noticiado um caso de incêndio no Acre, seja no interior ou na capital.

Na maioria das vezes são incêndios em casas e prédios comerciais. Os fatores são os mais variados possíveis, desde incêndios criminosos, até esquecimento com algo ligado no fogão.

Mas é possível evitar um incêndio? O Corpo de Bombeiros do Acre diz que sim. Até porque a maior causa de acidentes é perfeitamente evitável.

Dos 289 incêndios em casas, prédios residenciais e prédios comerciais registrados apenas na capital acreana no ano passado, a principal causa é a fiação elétrica.

“As nossas estatísticas apontam que a principal causa é a fiação. Orientamos que seja feita revisão da fiação de um prédio ou uma casa e que de preferência ela seja trocada completamente a cada 5 anos”, afirma Cláudio Falcão, major do Corpo de Bombeiros.

Falcão explica que a sobrecarga é uma das principais causas de incêndio. “Muita gente ao construir sua casa tem pouquíssimos aparelhos eletrônicos. Muitas vezes tem um ventilador, uma geladeira e uma televisão. O tempo passa, essa família começa a adquirir outros bens e quando se percebe já tem casa dois ar condicionado, televisão em cada quarta, freezer, chuveiro elétrico, tudo isso na mesma fiação. Como não fez o que chamamos de redimensionamento, os incêndios acabam acontecendo” diz.

O Bombeiro dá mais uma dica para evitar acidentes. Quase todo mundo tem o hábito de ligar vários aparelhos em uma única tomada. Essa prática é altamente perigosa, alerta Falcão. “Essa gambiarra de ligar vários aparelhos em uma única tomada é altamente perigosa. “Isso gera uma sobrecarga e acaba ocorrendo um incêndio”.

Outra preocupação determinante para evitar acidentes é a escolha do material que vai usar na fiação. “Tem gente que instala um microondas por exemplo com um fio de 2 milímetros, que é mais barato. Ocorre que esse fio é indicado apenas para lâmpada. Ele não suporta a pressão, acaba derretendo e também provoca um incêndio”, diz Major Falcão.

Por último, o experiente bombeiro diz que há outros fatores, além da parte elétrica. “A última dica na parte elétrica é instalar uma caixa de distribuição dentro de casa. Com disjuntores com amperagem menor, qualquer curto circuito vai desligar a rede. Agora, evidentemente, que nos deparamos com outras situações que é provocada pela falta de atenção. As principais são esquecer panela ao fogo e vazamento de gás”.

Outra dica essencial para garantir sua segurança é sempre contratar profissionais capacitados e com experiência na área de eletricidade.

 

Propaganda

Destaque 4

Secretário de Saúde, Alysson Bestene anuncia mais um mutirão de exames na Fundhacre

Publicado

em

O Secretário de Estado de Saúde do Acre, Alysson Bestene, usou suas redes sociais na manhã deste sábado, 25, para anunciar que Rio Branco irá receber neste final de semana mais um mutirão de exames na Fundação Hospitalar do Acre, a Fundhacre.

Segundo o gestor, serão mais de 100 exames de Ecocardiograma adulto e infantil. Bestene relatou que semanalmente já são realizados 100 procedimentos e que com o mutirão serão realizados outros 100 durante os finais de semana.

“Vamos continuar trabalhando, dando os passos certos para melhorar nossa Saúde. Em breve vamos melhorar a oferta para exames de Colonoscopia, Endoscopia, Broncoscopia, Biópsia de Próstata, entre outros”, explicou Bestene.

O secretário ainda destacou o empenho e apoio do governador Gladson Cameli (Progressistas) para que a ação pudesse ser colocada em prática, bem como o esforço de todos os profissionais da área.

“Importante destacar o empenho e a atenção do governador para que possamos melhorar nossa Saúde. Agradecer o empenho de todos os profissionais da que se dedicam com tanto amor e carinho para cuidar da nossa população”, finalizou.

Por – Lucas Vitor e Thais Farias 

 

Continuar lendo

Destaque 4

Rio Branco está entre as capitais que mais perderam postos de trabalho em 2019

Publicado

em

Rio Branco está entre as oito capitais que fecharam vagas com carteira no ano passado. A capital do Acre encerrou 2019 com –223 vagas no mercado de trabalho. Em dezembro, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, diz que em Rio Branco o número de demitidos foi maior que o de admitidos: 455 vagas foram encerradas naquele mês.

Mas Rio de Janeiro lidera o ranking das oito que mais demitiram em 2019 com 6.640 postos encerrados; Teresina: -2.617; Natal: -1.904; João Pessoa: -976; Maceió: -186 Belém: -43, e Porto Alegre: -10.

As demais capitais registraram abertura de postos de trabalho. Além de São Paulo (80.831), as que mais abriram foram Belo Horizonte (22.703) e Curitiba (19.325).

No Estado do Acre, ao contrário de Rio Branco o município de Cruzeiro do Sul teve saldo positivo em 2019. Foram 462 vagas na soma do ano inteiro em novas contratações com carteira assinada.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas