Conecte-se agora

Por um número, servidores do TRE do Acre não ficam milionários na Mega da Virada

Publicado

em

Imagine está acompanhando o sorteio da Mega da Virada, perceber que os números de sua aposta estão sendo sorteados e ver a chance de ficar milionário escapar por um número? Mais ainda quando o prêmio não acumula e quem faz quina também pode ganhar uma bolada?

Foi o que viveu 19 servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TER) que costumam se juntar e apostar em forma de bolão.

Por apenas um número, o 35, os apostadores acreanos não ficaram milionários na Mega da Virada que pagou um prêmio total de 304 milhões de reais.

Quatro apostas, duas de São Paulo, uma de Santa Catarina e outra do Mato Grosso, acertaram as seis dezenas e vão receber cada uma 76 milhões de reais.

Se o grupo acreano tivesse acertado todos os números o prêmio passaria a ser dividido com o valor de 60.8000.00 (sessenta milhões e oitocentos mil reais). Ou seja, dividido pelos 19 apostadores do bolão, cada um embolsaria mais de 3 milhões de reais.

Apesar de não ficarem milionários, os servidores do TRE que fizeram a quina vão ganhar um reforço no bolso neste início de ano. Como foram uma das 1.031 apostas que fizeram a quina, vão levar um prêmio R$ 57.537, o que representa pouco mais de 3 mil reais para cada.

Os números sorteadores da Mega da Virada foram 03 – 35 – 38 – 40 – 57 – 58.




Propaganda

Acre 01

Presidiário em condicional é perseguido por faccionados e executado com seis tiros

Publicado

em

Mais um homicídio com características de execução foi registrado na Capital. O presidiário monitorado por tornozeleira eletrônica Mateus Figueiredo dos Santos, de 21 anos, foi morto com seis tiros na tarde desta segunda-feira (27). O crime aconteceu na rua Osvaldo Miranda,  no Conjunto Laélia Alcântara, na região do bairro Calafate, em Rio Branco.

De acordo com informações da polícia repassadas a reportagem do ac24horas, Mateus estava em sua residência quando dois homens não identificados, membros de uma facção, chegaram numa motocicleta, desceram, o chamaram na frente da casa. Quando o jovem saiu, um dos criminosos em posse de uma arma de fogo começou a atirar, Mateus correu para dentro de casa, pulou a janela e em seguida pulou a cerca de madeira. O jovem foi perseguido na rua por cerca de 100 metros e foi atingido com seis tiros na região das costas, braço, peito e no pescoço e caiu dentro de uma casa de oração. Após a ação os bandidos fugiram tomando rumo ignorado.

A área foi isolada pela Polícia Militar para os trabalhos dos peritos em criminalística, em seguida colheram as características dos autores do crime, fizeram rondas na região em busca de prendê-los, mas ninguém foi encontrado.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

O caso segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo informações de familiares já havia se desligado da organização e estava frequentando uma igreja no bairro.

A polícia acredita que a motivação do crime é a guerra entre facções.




Continuar lendo

Acre 01

Detentos de seis pavilhões da FOC iniciam greve de fome contra atitudes tomadas pelo IAPEN

Publicado

em

Uma carta enviada à redação do ac24horas feita por presos que estão no presídio Francisco D’Oliveira Conde denuncia o que eles chamam de humilhação e perseguição por parte do IAPEN após a fuga em massa de 26 detentos da unidade prisional.

“Por causa dessa fuga nós vem (sic) sofrendo opressão, abuso de poder e constantes humilhações por parte dos agentes. Cortaram o nosso banho de sol, visita íntima e tiraram todas as televisões dos pavilhões”, diz um trecho da carta.

Os presos denunciam ainda que estão recebendo comida estragada e que os agentes estariam se negando a trocar a alimentação. “no dia 23, algumas marmitas vieram estragadas, azedas e os agentes não quiseram trocar. Neste domingo, o café da manhã veio todo azedo”.

Como forma de protesto, agentes que estão de plantão nesta segunda-feira, 27, no Francisco D’Oliveira Conde e o próprio IAPEN, confirmaram que detentos de seis pavilhões rejeitaram o café da manhã e deram início a uma greve de fome.

Os presos dos pavilhões B, C, D, E, O e P entraram em greve de fome. A expectativa é que o movimento também chegue ao chapão, como é denominado onde estão os pavilhões J, K e L. Este último foi onde aconteceu a fuga dos 26 presos.




Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas