Conecte-se agora

Mortes violentes reduziram 56% em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

De acordo com relatório do Núcleo de Apoio Técnico do Ministério Público, no Acre houve queda de 25 % de Mortes Violentas Intencionais em 2019 com relação a 2018.Em 2018 foram 412 mortes e em 2019, foram 309.

Em Cruzeiro do Sul foram 60 mortes violentas em 2018 e 26 no ano passado, uma redução de 56%.

Em Mâncio Lima foram 8 mortes em 2018 e 6 em 2019. Em Rodrigues Alves foram 3 em 2018 e 9 em 2019. Em Marechal Thaumaturgo houve uma morte violenta em 2018 e nenhuma no ano passado. Em Porto Walter n5ão houve crime violento em nenhum dos dois anos.

Ainda de acordo com o relatório do Ministério Público, 91% das pessoas mortas eram homens e 9%, mulheres. Em 66 % dos casos foram usadas armas de fogo. Em 25% , arma branca e em 9% , outros objetos.

A motivação da maioria das mortes violentas é a droga ou acerto de contas, sendo 160 dos casos registrados. Os outros foram por feminicídio, vingança, erro de pessoa, legítima defesa e intervenção policial.

De acordo com o comandante do 6° Batalhão da Polícia Militar, que inclui as 5 cidades do Vale do Juruá, major Evandro Bezerra, a redução do número de mortes violentas é resultado do trabalho de patrulhamento ostensivo preventivo e repressivo desenvolvido pela Polícia Militar e em integração com os demais órgão de segurança pública e justiça criminal.

Destaca que em 2019, nas 1.316 operações realizadas, a Polícia Militar, aprendeu 500 quilos de entorpecentes, 153 armas de fogo, U$79 mil e R$ 23 mil em espécie. Ainda fez 2007 prisões.

O major Evandro acredita que todas essas ações impactam positivamente na redução das mortes violentas em 2019 com relação ao ano anterior ” e o objetivo é seguir nessa diminuição da violência na região “.

Propaganda

Na rede

Data da ExpoAcre 2020 gera polêmica em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A definição da data da Expoacre 2020, de 1 a 9 de agosto, gera descontentamento da Igreja Católica e da Associação do Vale do Juruá. O período coincide com o início do Novenário de Nossa Senhora da Glória, que vai de 5 a 15 de agosto.

A Diocese de Cruzeiro do Sul vai se posicionar contrária à data por meio de carta do Bispo Dom Flávio. De 5 a 15 de agosto a igreja realiza novenas diárias e um Feira em frente à Catedral Nossa Senhora da Glória, que movimenta o comércio. Bingos são realizados diariamente também. O ponto alto é a Procissão de Nossa Senhora da Glória.

Igreja e Associação temem que pequenos comerciantes, artesãos, polo moveleiro, produtores rurais e outros que expõem tanto no novenário quanto na expoacre, sejam prejudicados.

A Associação Comercial do Alto Juruá cita que o Novenário é o período em que a cidade recebe milhares de visitantes, que lotam hotéis e restaurantes. O presidente da Associação, Luís Cunha cita que no período o volume de negócio aumenta em geral 30% e em alguns casos como hotéis, taxis, mototáxis, restaurantes o aumento supera 50%.

” É nosso evento mais importante. Para nós é negativa essa data da Expoacre. Muita gente daqui pode optar por ir para o evento da capital e ao final da Feira muitos lá, muitos não virão pra cá “.

A data do Festival do Açaí em Feijó, que será de 14 a 16 de agosto, também preocupa a Associação Comercial. ” As pessoas que vêm pela BR-364 podem ficar em Feijó e não chegar até Cruzeiro para o Novenário “, pondera Luís.

Ao anunciar a data da Expoacre Rio Branco 2020, secretaria Estadual de Turismo cita o pagamento dos servidores estaduais, municipal e federal que acontece no final do mês, o que garante movimento financeiro da Feira.

Continuar lendo

Na rede

Homem morre de AVC dentro de Igapó no município de Mâncio Lima

Publicado

em

A Polícia Civil investiga a morte de João Vianer Amâncio de Souza, de 67 anos,  encontrado sem vida embaixo de uma canoa em um Igapó, no município de Mâncio Lima no início da tarde desta sexta-feira, 17.

O homem saiu para pescar por volta das 5 da manhã no igapó Porto Grande, na colônia são Francisco. A família estranhou a demora dele, o filho de João foi atrás do pai e o encontrou debaixo da canoa já sem vida.

A família conta que João já tinha tido um AVC e a suspeita é que ele tenha tido um novo Acidente Vascular Cerebral.

O delegado Alexnaldo Batista aguarda as pericias e exames necessários para definição da causa do óbito.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas