Conecte-se agora

Mais um afogamento no Rio Juruá

Publicado

em

Nesta quinta feira, 2, o Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul segue as buscas por Francisco Albenizio Lima de Souza, 44 anos, que desapareceu no Rio Juruá na tarde desta quarta,1 na Comunidade São Luís.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, Capitão Oliveira, a mãe de Albenizio contou que ele estava bebendo quando colocava um motor no barco e caiu no Juruá junto com o equipamento e não conseguindo voltar à superfície.

Em Cruzeiro do Sul este é o primeiro afogamento de 2020. Em todo o Estado em 2019, foram 33 mortes nas águas e alguns aconteceram em cidades do Juruá:

No dia 9 de dezembro o professor da UFAC de Cruzeiro, Gleisson Oliveira, se afogou no Rio Juruá ao tentar salvar uma mulher que estava dentro do manancial. O corpo nunca foi encontrado.

No dia 27, em Mâncio Lima, João Gabriel, de 7 anos morreu afogado em um Igarapé durante uma confraternização.

Propaganda

Na rede

Homem que aparece em vídeo dançando tomba carro e foge

Publicado

em

Na noite desta segunda-feira, 27, o mototaxista Jodacy Cunha, conhecido como Tatu, que aparece bebendo e dançando em um vídeo, bateu em um poste e capotou o veículo que aparece nas imagens. O acidente aconteceu na rua Lauro Muller.

Segundo o comandante interino da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul, capitão Éber, quando a guarnição da PM chegou ao local do acidente, o motorista havia se evadido. O carro já havia sido desvirado e estava guardado na garagem de uma casa próxima ao local.

“Ele não esperou o SAMU ou a polícia em um acidente deste porte. Isso vai ser averiguado”, explicou o comandante.

Veja o vídeo em que aparece o homem dançando:

Continuar lendo

Na rede

Policiais penais frustram tentativa de fuga no presídio Manoel Neri

Publicado

em

Seis presos do Complexo Penitenciário Manoel Neri em Cruzeiro do Sul, tentaram fugir do local no final de semana, mas o início do buraco no teto de uma cela foi descoberto pelos Policiais Penais durante revista no fim da tarde de sexta-feira, 24.

Os presos que planejaram a fuga são do Bloco 02 e pertencem a uma facção criminosa.

O diretor do Complexo, Missael Melo, conta que o teto é uma laje e que os presos usaram ferro para iniciar o buraco. “A princípio os presos começaram o buraco com o ferro que fica no eixo do ventilador, com esse eixo eles tiram mais ferros da parede. A fuga foi evitada por conta da intensificação das revistas estruturais realizadas pelos polícias penais”, conclui o diretor afirmando que em Cruzeiro do Sul os presos não fazem greve de fome, como a que acontece no presídio na capital.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas