Conecte-se agora

“Desconhecidos” são responsáveis por 40,8% das agressões atendidas nas unidades de saúde

Publicado

em

A frequência de atendimentos nas unidades de saúde por agressão cometida por desconhecido soma 40,8% do total de atendimentos por agressão nas unidades de saúde de Rio Branco. Desse percentual, 45% são homens. Os dados foram divulgados no fim de dezembro de 2019 e se referem a 2017. A Vigilância de Violências e Acidentes em Serviços Sentinelas de Urgência e Emergência (Viva Inquérito) produziu o levantamento para o Ministério da Saúde.

Em nível nacional, o percentual variou entre 23,6% em Teresina e 57,1% em Manaus. As maiores frequências desses atendimentos foram encontradas, entre homens, em Manaus (67,5%), Natal (61,9%) e Distrito Federal (59,6%); entre mulheres, em Salvador (35,3%), São Luís (31,9%) e Recife (29,6%).

As menores frequências de atendimentos por agressão cometida por desconhecido, o sexo masculino, ocorreram em Teresina (31,2%), Vitória (37,7%) e Campo Grande (39,2%); no sexo feminino, em Teresina (11,8%), Belo Horizonte (18,3%) e Cuiabá (22,6%).

Os atendimentos na rede pública de saúde são tema de estudos científicos. Um deles, de Alice Medeiros, da Universidade de Brasília, e Leila Garcia, do Ipea, aponta, neste caso avaliando homens jovens, para a associação do atendimento por violência perpetrada por desconhecido com a pior condição socioeconômica da vítima, mensurada pela menor escolaridade e não exercício de atividade.

“A maior frequência de agressões durante as noites e as madrugadas entre as vítimas de violência perpetrada por desconhecido também está relacionada ao fenômeno da violência urbana, que está fortemente atrelado à exclusão social, principalmente dos jovens nos grandes centros urbanos”, diz o estudo “Fatores associados a agressões por desconhecidos entre jovens do sexo masculino atendidos em serviços de urgência e emergência: estudo de casos e controles”.

O dado da Viva Inquérito 2017 sobre Rio Branco põe a capital do Acre entre as 11 maiores em registros de agressões cometidas por pessoas desconhecidas da vítima

Anúncios

Destaque 4

Alan Rick visita secretário Mauro Sérgio e reforça compromisso com a Educação no Acre

Publicado

em

O deputado federal Alan Rick (DEM) visitou na manhã de quinta-feira, 24, o secretário de Estado de Educação, Cultura e Esportes, Mauro Sérgio. Na pauta, as melhorias no sistema de educação do Estado proporcionadas através das emendas destinadas pelo parlamentar ao longo dos seis anos de mandato.

No total, o deputado já destinou para a pasta mais de R$ 59 milhões em emendas individuais e recursos extras. Somente no último ano foram mais de R$ 7 milhões. Os recursos foram direcionados para obras de construção, reforma e ampliação de escolas e creches na capital e em cidades do interior, além da aquisição de ônibus escolares.

“Essa parceria com o secretario Mauro Sérgio tem rendido bons frutos para o nosso Estado. Somente do ano passado para cá já viabilizamos R$ 7 milhões em emendas para a Secretaria de Educação e que já estão sendo executadas. Aquisição de ônibus, reforma de escolas, construção de quadras, aquisição de equipamentos, enfim, juntos estamos trabalhando para fortalecer a Educação no Acre e mantê-la no caminho certo”, disse o deputado.

Na próxima segunda-feira, 28, o deputado estará em cruzeiro do Sul, juntamente com o secretário Mauro Sérgio, para fazer a entrega de novos ônibus para as escolas rurais. “A aquisição desses ônibus irá contribuir de forma efetiva no transporte de alunos que estudam em áreas de difícil acesso, melhorando, consequentemente, o rendimento escolar e qualidade de vida de nossos estudantes”, finalizou.

Continuar lendo

Destaque 4

Após prejuízo de R$ 150 mil, governo estuda fazer um ‘acerto’ com indústria de açaí no Acre

Publicado

em

Passado mais de uma semana da denúncia feita pela indústria de frutas Norte Hortifruti, sediada em Mâncio Lima, de que uma abordagem errada da Polícia Militar na BR-364, próximo à cidade de Tarauacá, resultou na perda de uma carga de 15 toneladas de açaí com um prejuízo de mais de R$ 100 mil, o comando da PM do Acre deu calado como resposta.

O ac24horas fez contato nesta quinta-feira, 24, com um representante da Norte Hortifruti, Janaldo Pinheiro, que afirmou, sem querer entrar em detalhes, que já há um indicativo de acerto com o governo do estado sobre o prejuízo. No entanto, a Polícia Militar não se pronunciou se foram corretos os procedimentos adotados durante a barreira policial que resultou na perda de 15 toneladas de açaí.

Leia também:  Empresa perde 15 toneladas de açaí avaliada em R$ 150 mil durante abordagem da PM

Por meio de uma carta endereçada ao Secretário de Segurança Pública do Acre (Sejusp), Paulo Cézar dos Santos, a empresa conta que o policial responsável pela abordagem, que não é identificado, sem justificativa, resolveu que toda a carga deveria ser revistada e ainda passar pelo equipamento de detecção de infravermelho que fica dentro presídio Moacir Prado, localizado em Tarauacá.

No documento, a empresa esclarece que o motorista explicou que o açaí é um produto extremamente delicado, não podendo ser manipulado de qualquer maneira, sem refrigeração, o que pode fazer com que fique inapto para o consumo.

Mesmo assim, de acordo com a denúncia, por volta de meio-dia, o policial obrigou o motorista a levar o caminhão até o presídio. Um trecho da carta detalha: “Ato contínuo, fez com que os detentos descarregassem toda a carga para ser vistoriada, que além de causar a ruptura das embalagens pelo manejo inadequado, pois os sacos eram jogados dentro de uma “carrocinha” e depois carregados pelos presos até o interior da penitenciária, fez com que a mesma ficasse por horas sem refrigeração adequada gerando a fermentação do produto e consequentemente perda total da carga!”. O prejuízo, de acordo com a empresa, foi de R$ 150 mil.

Continuar lendo

Destaque 4

Quase meia tonelada de maconha aprendida no Rio Juruá era trazida do Peru a Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A polícia descobriu que dois homens que transportavam 415 quilos de maconha no Rio Juruá, estavam trazendo o entorpecente do Peru para Cruzeiro do Sul. A dupla foi presa nas primeiras horas da manhã desta quinta feira, 24, ainda no rio, nas proximidades de Rodrigues Alves. Uma arma também foi encontrada com a dupla que transportava a droga em canoas.

Por volta de 2h30 da madrugada de hoje, os policiais encontram uma pequena quantidade da maconha em uma canoa de pequeno porte e prenderam o condutor. Uma hora mais tarde, abordaram um segundo barco, de médio porte, onde estavam mais dois suspeitos e a maior parte da droga. Um deles pulou na água e conseguiu fugir entrando na mata bruta. O segundo suspeito foi preso.
Como a origem da droga é peruana, tudo foi levado para a delegacia da Polícia Federal, onde os suspeitos disseram pertencer a uma organização criminosa e revelaram inclusive o nome da pessoa a quem iriam entregar o entorpecente.

Os homens serão conduzidos para o Complexo Penitenciário Manoel Neri em Cruzeiro do Sul, onde aguardarão à disposição da justiça e responderão pelo crime de tráfico de entorpecentes, podendo pegar até 15 anos de prisão.

O delegado da Polícia Federal de Cruzeiro do Sul, Fabrício Silva, disse que as investigações continuam e que o objetivo é chegar ao dono do entorpecente. O delegado de Polícia Civil, Venicius Almeida, e o comandante da Polícia Militar, tenente-coronel Evandro Bezerra, ressaltam a importância da integração das forças de segurança do Juruá, que apreenderam esse ano, mais de uma tonelada de maconha e cocaína.

A investigação, abordagem e prisões foram feitas pelas Polícias Civil, Federal, Companhia de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar e pelo Grupamento Especial de Fronteira (GEFRON).

Continuar lendo

Destaque 4

Com asfalto criticado, Duarte promete pavimentar 100% das ruas de Rio Branco

Publicado

em

O debate público acerca da qualidade do asfaltamento de ruas está dando muita dor de cabeça para muitos candidatos à Prefeitura de Rio Branco, principalmente, à prefeita Socorro Neri.

Nos últimos dias, as redes sociais têm sido palco de uma guerra declarada entre o candidato Jarbas Soster e a Chefe do Executivo Municipal, que é criticada por “maquiar” a cidade em plena campanha eleitoral.

Nesta quarta-feira, 23, o candidato à prefeitura de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte, postou um vídeo nas suas redes sociais, prometendo à população de Rio Branco se, caso eleito, pavimentar 100% das ruas da capital em quatro anos.

Em um vídeo curto, o advogado e deputado estadual diz que a proposta de pavimentar 100% de Rio Branco contará com o apoio do senador Márcio Bittar (MDB), que é relator do Orçamento Geral da União (OGU).

Roberto afirmou que Bittar se comprometeu em colocar uma emenda no Orçamento Geral da União (OGU) trazendo 200 KM de asfalto para o Acre, sendo 100 KM de asfalto, apenas para Rio Branco.

Roberto argumentou que no primeiro ano à frente da Prefeitura de Rio Branco irá pavimentar 100 Km. “Isso será um compromisso de campanha com a nossa gente!”, afirmou.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas