Conecte-se agora

Cuidado: Fogos de artifício fazem a alegria dos acreanos, mas acidentes costumam ocorrer

Publicado

em

Fogos de artifício são um verdadeiro espetáculo, principalmente neste período de festas de fim e começo de ano. Ao mesmo tempo, os fogos representam um tormento para os animais domésticos: os cães, por exemplo, ficam muito assustados e chegam a passar mal por causa dos estrondos.

O Corpo de Bombeiros do Acre está alertando para essa e outras questões, grande parte relacionada à segurança no manuseio dos foguetes. “Não soltar fogos sob a rede elétrica, em locais fechados ou deixar menor de idade fazer isso”, disse, entre outros pontos, o sargento Eduardo, do CB de Rio Branco.

O consumidor deve verificar as condições da embalagem: geralmente elas são lacradas, não podem apresentar umidade e nem estar amassados. Essas características são fundamentais para se ter uma ideia de como os fogos são estocados.

Também é importante ler os rótulos das caixas, onde há orientações de como utilizar os fogos de artifícios, os cuidados necessários e como proceder para que a brincadeira não termine em acidente. Os produtos devem ser adquiridos em estabelecimentos especializados e que tenham o Certificado de Conformidade do Corpo de Bombeiros. É proibida a venda desses artefatos em barracas e para menores de idade.

Antes de acender os rojões, é preciso verificar se o local é seguro, aberto e distante de residências ou prédios; longe de redes elétricas e de materiais inflamáveis, como telhas de palhas e carros ou mesmo vegetação seca. É recomendável que pessoas que consumiram bebidas alcoólicas não soltem foguetes e rojões.

Os acidentes podem ocorrer, pois, segundo o Conselho Federal de Medicina (CRM) o Acre registrou 14 internações por queima de fogos de artifícios entre 2007 e 2018. Parece pouco mas esses são os casos registrados oficialmente. O número pode ser maior.

O CFM lembra que o manuseio inadequado de fogos de artifício levou à internação hospitalar mais de cinco mil pessoas no Brasil naquele período.

Os especialistas ainda fazem outras recomendações: não usar isqueiros para acender os fogos de artifício, usar palitos de fósforo e de boa qualidade; e não armazenar fogos, mesmo em quantidade pequena. Nunca tentar reutilizar fogos que tenham falhado. Caso isso ocorra, esperar em torno de 15 minutos para recolher o material e trocar na loja especializada em que tenha sido comprado.

Caso um acidente aconteça, a recomendação é acionar a emergência (Bombeiro – 193; Samu – 192) ou dirigir-se a uma instituição básica de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPA), visando a um primeiro atendimento para, caso seja necessário, ser encaminhado a uma unidade especializada, adequada ao perfil do paciente queimado.]

Há uma regra vigente no município de Rio Branco quanto ao nível sonoro dos foguetes. A Prefeitura reduziu em 25% o ruído dos fogos utilizando materiais adequados.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas