Conecte-se agora

Após ser exonerado da Seinfra, Thiago Caetano faz desabafo sobre “falsos amigos”

Publicado

em

O ex-titular da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, a Seinfra, fez uma publicação por meio de seu perfil no Facebook tratando de sua exoneração da pasta. Thiago Caetano afirma que essa sexta-feira, 27, dia em que o governo oficializou no Diário Oficial do Estado (DOE) sua retirada da Seinfra, foi um dos dias que mais aprendeu na vida.

A publicação sugere que sua saída da Seinfra pode não ter sido tão amigável assim. “Aprendi que quando estamos no chão, caído, muitos aproveitam para pisar, para tentar ficar um pouco maior, nem que seja um palmo do chão… Aprendi que muitas vezes, para aqueles que estendemos a mão, quando ninguém mais estendeu, são os primeiros a tentar nos empurrar e encolher seus braços”, escreveu o ex-secretário.

Segundo Caetano, não está fácil de encontrar “caráter e lealdade”. “Mas aprendi também que, em tempos de crises, é quando descobrimos os verdadeiros amigos e pessoas com quem podemos contar… Aprendi que mais vale um punhado de amigos leais, que uma multidão de falsos amigos”.

Após o desabafo, Caetano agradeceu quem fez parte de sua equipe enquanto esteve à frente da Seinfra e que defenderam seu trabalho de alguma forma. “Gratidão e Lealdade são características que valorizo muito”, finalizou.

Thiago ainda destacou as principais ações que realizou enquanto secretário durante 11 meses. Ele cita 12 obras, incluindo a conclusão do Pronto Socorro; restauração da AC-040, conclusão da UPA de Cruzeiro do Sul, entre outras.

“E não vou nem comentar sobre outras grandes conquistas como as dezenas de projetos realizados, do pioneirismo na implantação do SEI, da inovação ao criar o Manual de Gestão e Procedimentos da Seinfra, das oficinas, cursos profissionalizantes, entrega de casas, de centenas de Títulos Definitivos”, lamentou.

Anúncios

Acre 01

Menor supostamente abusada está grávida e conselheiro tutelar preso pode ser o pai

Publicado

em

Após o andamento das investigações e a prisão do conselheiro tutelar do município de Porto Acre, Antônio Alexandre Gomes Neto, 32 anos, acusado de abusar uma menor de idade, fatos de como o crime supostamente aconteceu vão sendo revelados.

A investigação da denúncia de abuso, mostrada em primeira mão pelo ac24horas, revela que a relação do conselheiro tutelar com a menor não seria de hoje. Atualmente com 16 anos, o crime, já que manter relação sexual com menor de 14 anos é considerado estupro de vulnerável pela lei, teria começado três anos atrás, quando a menor teria apenas 13 anos de idade.

Um outro passo da investigação que precisa ser esclarecido é que a menor está grávida. Apesar de em depoimento à polícia, a jovem ter informado que o filho é de um atual namorado, a polícia tem dúvidas e já solicitou um exame de DNA que deve comprovar se a paternidade é do conselheiro tutelar.

O processo de investigação iniciou há pouco mais de um mês após outros conselheiros tutelares terem recebido a denúncia. A polícia civil, sob o comando do delegado Nilton Boscaro, titular da delegacia de Porto Acre, deu início ao procedimento investigativo. Até o trabalho de uma psicóloga foi usado para esclarecer os fatos. A confissão da jovem à profissional, o que já tinha acontecido também para familiares, foi decisiva para que a justiça determinasse a prisão temporária de Alexandre, ocorrida na sexta-feira, 18, após o acusado se apresentar na Delegacia de Polícia.

“Trabalhamos de forma silenciosa, com todo o cuidado que uma denúncia dessas requer. Aos poucos, fomos avançando, ouvindo testemunhas e realizando diligências no caso, inclusive fora do estado, para colher os elementos necessários”, afirma Boscaro.

A acusação também repercutiu na Associação de Conselheiros e Ex-conselheiros Tutelares do Acre (Ascontac) que se posicionou por meio e uma nota.

Confira a nota:

O Estatuto Social da Ascontac em seu artigo 2° onde trata dos objetivos da Entidade, especialmente a letra “L” que diz que um dos objetivos é: “defender os conselheiros tutelares de abusos e omissões”, ou seja, no exercício do mandato.

Diante da denúncia em que envolve a suposta prática de um crime por um conselheiro tutelar, a Ascontac, lamenta profundamente, mas, não compactua com qualquer prática delituosa por quem quer que seja.

É bom que se diga, que o conselheiro(a) tutelar está sujeito a responder civil e criminalmente como qualquer outro servidor público, dependendo de sua conduta perante a sociedade, uma vez que está submetido ao ordenamento jurídico (regras, princípios e normas).

Lucinaira Carvalho

Presidente Ascontac.

 

Continuar lendo

Acre 01

Acre diminuiu mais de 30% casos de covid-19 e mortes caíram em mais de 40% em setembro

Publicado

em

Na tarde desta sexta-feira, 18, durante a 7ª coletiva de imprensa realizada pelo governo do Acre e membros Comitê do Pacto Acre sem Covid, anunciou que todas as regiões do Estado se mantém na Bandeira Amarela na classificação de risco da pandemia do novo coronavírus. Apesar de alguns indicadores terem apresentado melhora, o cenário geral continua o mesmo, fazendo com que o Acre não migre para a Bandeira Verde.

O ac24horas fez um cálculo comparativo do início deste mês de setembro com o mesmo período do mês anterior. A conta comprova o que tem acontecido ultimamente. Apesar do número ter diminuído, existem variações que mostram que ainda é preciso incentivar a prática do isolamento social, manter as medidas de distanciamento social, quando possível, sob risco dos casos voltarem a aumentar, o estado ser obrigado a regredir no nível de classificação e medidas como o fechamento de determinadas atividades comerciais tenham que ser novamente implementadas.

Os números comparam a incidência da doença e de óbitos nos primeiros 18 dias do mês de setembro em comparação ao mesmo período de agosto.

Os números mostram que o aparecimento de novos casos neste intervalo de tempo entre os dois meses houve uma redução de 31%. De 1º a 18 de agosto, o Acre teve o registro de 3.063 novas pessoas infectadas, o que representa um média diária de novos casos de 170,2. Já em setembro, este número caiu para 2.102 novos casos nos primeiros 18 dias. Isso significa que 116,8 novas pessoas se infectam pelo novo Coronavírus diariamente neste mês.

Já a redução do número de mortes foi ainda maior e chegou a 43,33%. Em agosto, nos 18 primeiros dias, foram registradas 55 vítimas fatais da doença. Uma média de 3 óbitos diários. No mesmo período deste mês, o Acre contabilizou 31 mortes, o que representa uma média de 1,7 mortes por dia.

É importante lembrar que o Comitê leva em conta outra variáveis para decidir o nível de classificação do estado como isolamento social; notificações por síndrome gripal; novas internações por síndrome respiratória aguda grave; novos casos confirmados de covid-19; novos óbitos por covid-19; ocupação de leitos clínicos por pacientes com coronavírus e ocupação de leitos de UTI por pessoas acometidas pela covid-19.

Até a sexta-feira, 18, o Acre tinha registrado 26.942 contaminados e 647 óbitos pela pandemia.

Continuar lendo

Acre 01

Em menos de 1 hora, dois homens são mortos e quatro pessoas ficam feridas a tiros

Publicado

em

A guerra entre facções continua fazendo vítimas e assustando a população na capital. Em menos de 1 hora, duas pessoas foram mortas quatro ficaram feridas por disparos de arma de fogo na noite deste domingo (13). Os crimes aconteceram nos bairros Rui Lino e João Eduardo.

A primeira ocorrência aconteceu por volta das 19h15min, o jovem Fernando Menezes da Silva, de 19 anos, foi executado com 10 tiros enquanto caminhava na rua Santa Edvirgens, no bairro Rui Lino, com destino a casa de seu padrasto. Segundo a polícia, homens armados em um veículo modelo Fiat Palio de cor branca, se aproximaram da vítima e efetuaram vários disparos em direção de Fernando que foi atingido com 10 projeteis em várias partes do corpo. Após a ação, os criminosos fugiram do local.

A segunda ocorrência aconteceu na Travessa da Hosana Carneiro, no bairro João Eduardo II, em uma festa infantil. Criminosos armados chegaram em um veículo modelo Gol, de cor branca, pararam, invadiram a residência e efetuaram vários tiros aleatoriamente. Durante a ação dos bandidos quatro pessoas ficaram feridas, Francisco Diego Tavares de Oliveira, de 31 anos; Thiago, de 27 anos, um adolescente de 14 anos e uma criança de 8 anos. Já Wenderson Miranda de Farias, de 27 anos, foi morto enquanto tentativa fugir dos criminosos, a vítima foi perseguida e executada com 4 tiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada e encaminhou Francisco com um ferimento na perna ao Pronto-Socorro de Rio Branco em estado de saúde estável. Já as outras três pessoas foram conduzidas por terceiros ao hospital.

As áreas aonde se encontravam os corpos de Fernando e Werderson foram isoladas pela Polícia Militar para os trabalhos do perito em criminalística, removidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

As forças da segurança pública fizeram patrulhamento nas regiões em busca dos criminosos, mas ninguém foi encontrado. Agentes de Polícia Civil da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações.

Continuar lendo

Acre 01

Corpo do ex-deputado Alércio Dias é velado na Assembleia Legislativa do Acre

Publicado

em

Foto: Reprodução/Contilnet 

O velório do ex-deputado federal Alércio Dias ocorre na manhã desta sexta-feira, 4, no hall da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em Rio Branco. O enterro está previsto para ocorrer no Cemitério Morada da paz. Há profissionais na entrada da Aleac gerindo a entrada de pessoas ao local, que é feita sob protocolos de segurança para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Alércio faleceu na noite dessa quinta-feira, 3, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Juliana. Ele estava internado desde a última segunda-feira, vítima de um grave problema gastrointestinal. O governo do Acre emitiu nota de pesar após confirmação da morte do ex-político, que antes de morrer foi secretário na gestão de Gladson Cameli.

Nascido em Joinvile (SC) e graduado em ciências jurídicas e sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1974, assumiu em 1979 a presidência da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre), no governo de Joaquim Falcão Macedo (1979-1983).

Em novembro de 1982 elegeu-se deputado federal pelo Acre na legenda do Partido Democrático Social (PDS). Já em novembro de 1986, concorreu a uma vaga na Assembleia Nacional Constituinte pelo PFL. Eleito, iniciou novo período legislativo em 1º de fevereiro de 1987, dia em que foram instalados os trabalhos constituintes.

Já em 1994, elegeu-se deputado estadual pelo PFL, assumindo sua cadeira no Legislativo acreano e foi ainda secretário de educação no governo de Orleir Cameli.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas