Conecte-se agora

Por medo de assalto, motorista de ônibus não para e pedreiro “dorme fora de casa”

Publicado

em

Que a criminalidade tem mudado a rotina dos cidadãos em Rio Branco, não é novidade. A informação mais recente que se tem é que no meio do caos que assola a segurança dos moradores, um trabalhador precisou dormir na casa de uma família desconhecida esta semana porque não conseguiu embarcar num ônibus e retornar para sua casa. O caso aconteceu com o pedreiro José Ramison, nessa quarta-feira, 18, na região da Transacreana.

Segundo ele, o motorista do ônibus que faz a linha do Colégio Agrícola, na Estrada da Transacreana, não tem parado nos pontos da zona rural no período noturno, por medo de ser vítima dos frequentes assaltos que ocorrem aos coletivos no local.

Ramison alerta que a situação já vem ocorrendo há muitos meses, desde que a sensação de insegurança aumentou significativamente entre os rio-branquenses. Porém, nunca havia chegado ao extremo de ter que dormir fora de casa por conta da criminalidade.

O pedreiro tem quatro filhos e mora na zona urbana de Rio Branco, mas sempre presta serviços em residências situadas na Transacreana. “É algo muito chato o que vem acontecendo com a linha que faz o Colégio Agrícola. Quem precisa retornar para casa no último ‘balão’ do ônibus tem passado muito constrangimento porque o ônibus não tem parado”, explica o trabalhador.

Não só ele, mas outros passageiros também têm reclamado e se sentindo prejudicados. O horário mais difícil de conseguir embarcar num ônibus na região é após as 21h30. “Após esse horário não conseguimos mais entrar no coletivo. Isso tem sido constante. Tive que pedir dormida em casa alheia porque [o ônibus] não parou para mim”, lamenta o pedreiro.

O morador ressalta que tentou embarcar em todos os pontos na noite, mas foi rejeitado pelos motoristas, que depois explicaram para ele o medo de serem assaltados. “Lá, de fato, está muito perigoso. Mas os passageiros não podem sofrer por isso. Se ninguém tivesse me dado dormida, teria ficado na rua”, pontua o homem.

José diz que até passam alguns policiais militares pela região, mas “só o que moram por lá mesmo”, afirma. O ac24horas procurou a superintendência municipal de Transportes e Trânsito de Rio Branco, a RBTRANS. O órgão informou que “infelizmente não há nada que a RBTRANS possa fazer. Essa situação é inerente ao Sistema Integrado de Segurança Pública”, disse o representante Nélio Anastácio.

Já o comandante-geral da Polícia Militar do Acre, Coronel Ulysses Araújo, garantiu que existem rondas policiais em todos os horários na região da Transacreana. “Rondas inopinadas são realizadas na principal e também nos ramais”, afirma Ulysses.

Anúncios

Cotidiano

Motorista perde controle, colide contra poste e passageiro morre no Apolônio Sales

Publicado

em

Um grave acidente tirou a vida de Clever Madeira de Lima, de 27 anos, após a colisão de um carro com um poste de energia elétrica seguida de um capotamento. O acidente aconteceu na noite desse domingo, 2, na Estrada Jarbas Passarinho, situada no bairro Apolônio Sales, em Rio Branco.

De acordo com informações de populares que presenciaram a fatalidade, Clever estava com vários amigos trafegando em um veículo modelo Voyage com a velocidade acima do permitido para estrada, quando o motorista perdeu o controle da direção, invadiu a pista contrária e colidiu violentamente contra um poste de energia.

Com o impacto, o carro capotou várias vezes e Clever desmaiou. Os amigos da vítima ainda conseguiram colocar Clever para fora do carro e após perceberem que ele não reagia, o deixaram com o motorista do veículo e fugiram do local. A ambulância do suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda chegou na ser acionada, mas quando os paramédicos chegaram ao local Clever que já estava sem vida.

Policiais Militares do Batalhão de Trânsito (BPtran) estiveram no local e isolaram a área para os trabalhos da perícia. O motorista que permaneceu no local e estava em estado visível de embriaguez, recusou-se a fazer o teste do bafômetro (etilômetro).

O corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos. O condutor do veículo foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla) para os devidos procedimentos. O veículo foi removido e levado por um guincho ao pátio do Departamento de Trânsito (Detran).

Continuar lendo

Cotidiano

Rio Branco quer diminuir violência doméstica com ajuda da saúde da família

Publicado

em

O Acre, segundo o com o Monitor da Violência, elaborado pelo Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, carrega a vergonhosa marca de estado campeão de violência contra as mulheres com uma taxa de 7 mortes para cada 100 mil mulheres. A prefeitura de Rio Branco, que concentra mais da metade da população do estado, e onde, consequentemente, acontece o maior número de casos quer mudar essa realidade.

A aposta é em um Projeto de Lei apresentado pelo vereador Mamed Dankar (PROS) que institui o Programa de Prevenção da Violência Doméstica com a Estratégia de Saúde da Família.

O Programa tornou-se a lei 2361/2020, sancionada pela prefeita Socorro Neri e publicada na edição desta segunda-feira, 3, do Diário Oficial do Estado, e é voltada à proteção de mulheres em situação de violência, por meio da atuação preventiva dos Agentes Comunitários de Saúde.

Através do Programa de Prevenção da Violência Doméstica com a Estratégia de Saúde da Família, o município irá promover o acolhimento humanizado e a orientação de mulheres em situação de violência por Agentes Comunitários de Saúde especialmente capacitados, bem como fará o encaminhamento aos serviços da rede de atendimento especializado, quando necessário.

Para a correta implementação das ações do programa, a prefeitura de Rio Branco solicitará a participação do Grupo Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica – Gevid, do Ministério Público do Estado do Acre.

Através deste Programa será possível, ainda, a realização de estudos e diagnóstico para o acúmulo de informações destinadas ao aperfeiçoamento das políticas de segurança que busquem a prevenção e o combate à violência contra as mulheres.

Continuar lendo

Cotidiano

Mais de 150 quilos de cocaína e maconha são apreendidos pela PF na BR-364

Publicado

em

A Polícia Federal prendeu em flagrante na tarde desse domino, dia 2 de agosto, um homem transportando aproximadamente 142 quilos de cocaína e 18 quilos de skunk (supermaconha) em um caminhão no quilômetro 100 da BR- 364, na cidade de Acrelândia.

A PF atuou mediante denúncia anônima. Na abordagem, o motorista apresentou nervosismo e o caminhão foi levado à Superintendência da Polícia Federal, onde cães farejaram a droga em dois compartimentos ocultos do caminhão.

Continuar lendo

Cotidiano

Veículo é flagrado pela polícia ao transportar 59 barras de cocaína na BR-317

Publicado

em

Após denúncia anônima, agentes da Polícia Civil e Militar realizaram nesse domingo, 03, uma apreensão de 59 tabletes de base de cocaína que era transportado em um fundo falso da carroceria de madeira de uma caminhonete modelo F-1000, cor branca, e placa JYT 5270. A apreensão aconteceu na BR-317.

Segundo informações, a operação contou com o apoio de agentes do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), que ajudaram a interceptar o veículo na estrada acreana.

Na abordagem, todos os ocupantes do veículo passaram por uma revista e, com eles, também foram encontradas quantias significativas em dinheiro. Após prisão, todos foram conduzidos juntamente com o veículo à delegacia de Assis Brasil, onde poderão responder pelo crime de tráfico de entorpecente.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas