Conecte-se agora

Jéssica Sales entrega R$ 3 milhões em materiais hospitalares e medicamentos para a saúde

Publicado

em

A deputada federal Jéssica Sales (MDB) participou na última quinta-feira, 19, da entrega de medicamentos e materiais hospitalares que que irão fortalecer as ações das Unidades Hospitalares de Rio Branco e dos municípios do interior do Estado. A parlamentar conseguiu no Ministério da Saúde a liberação de R$ 3 milhões provenientes de indicação extra emenda ao orçamento vigente, para apoiar as ações na atenção especializada em saúde no Acre.

Sales compareceu na Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) de onde acompanhou o secretário Alysson Bestene nos depósitos de medicamentos para verificar de perto a alta remessa de remédios que chegam ao Acre para suprir as necessidades de 39 Unidades de saúde no Estado em equipamentos e medicamentos (hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), Centro de Controle Oncológico (CECON) e Unidades Móveis (SAMU).

O Secretário de saúde Alysson Bestene, parabenizou a parlamentar destacando o que representa esse investimento para a saúde no Estado. “Isso vai ser de grande usufruto para a população que muitas vezes padece nos hospitais com à falta de remédios. A deputada Jéssica tem provado em seu mandato, grande zelo pela saúde no Acre”.

A parlamentar foi acompanhada pela deputada estadual Antônia Sales (MDB), mãe de Jéssica, que encara a saúde como uma de suas principais bandeiras de luta no legislativo estadual. “Esse ato me deixa muito feliz, pois sei que esses medicamentos e materiais hospitalares serão muito úteis nas unidades, que apresentam grande carência em nosso Estado”, disse a deputada Antônia.

O Ministério Público do Acre que recebe em suas audiências sempre muitas reclamações sobre a necessidade de melhorias na área da saúde, e como órgão fiscalizador, demonstrou contentamento com a informação da liberação de 3 milhões de reais para a saúde pública no Estado. A Procuradora-Geral do Ministério Público do Acre Dra. Kátia Rejane, acompanhou a visita da deputada Jéssica Sales nos depósitos de medicamentos em Rio Branco. “Isso nos alegra muito porque vemos na deputada Jéssica um grande comprometimento da parlamentar em manter um nível de qualidade na área da saúde, de modo que a população não fique desassistida”, ressaltou.

Propaganda

Na rede

Juíza se defende contra pedido de suspeição feito por Ilderlei

Publicado

em

A juíza Mirla Regina, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AC), apresentou sua defesa em relação ao pedido de suspeição feito pela defesa do atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas) contra a sua pessoa.

A defesa da juíza foi encaminhada para a Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Denise Bonfim, e foi publicada no Diário Oficial do TRE, desta terça-feira (28).

A defesa de Ilderlei Cordeiro alegou no pedido de suspeição que a magistrada (Mirla Regina), fez a ‘antecipação pública de voto’, e que isso “soou de fácil percepção interpretativa, inclusive, na imprensa acreana que veiculou matérias anunciando um suposto ‘fôlego’ do Prefeito Ilderlei Cordeiro para a permanência de mais alguns dias no cargo eletivo”.

Em sua defesa, Mirla Regina, relatou que o recurso feito pela defesa de Ilderlei não visa a condenação do recorrente, como ele próprio alega, pois tal condenação já foi objeto da decisão de primeiro grau, restando somente a análise do julgado pela corte eleitoral.

“Sobremais, os fatos alegados pelo excipiente (Ilderlei) não se amoldam a nenhuma das hipóteses previstas nos arts. 144 e 145 do Código de Processo Civil nem no art. 192 do RI-TRE/AC para que se reconheça como fundada a suspeição desta relatora (Mirla Regina), pois não há elementos probatórios concretos hábeis a demonstrar a sua parcialidade, sendo o incidente inoportuno e protelatório”, afirmou.

Mirla argumentou que mesmo que sua decisão já estivesse logicamente formada na data em que o processo estava pautado para julgamento, 02/12/2019, alegou que o voto em nenhum momento representaria a decisão final, uma vez que poderia vir a ser alterado pelo julgamento da Corte Eleitoral, porquanto a juíza Mirla Regina representa apenas um voto num colegiado de sete membros.

A magistrada alegou que a argumentação de Ilderlei é insuficiente e não se fez acompanhar de qualquer prova substancial, inequívoca e robusta.

“Nenhum fato concreto em relação a esse aspecto foi apontado, ficando tudo no campo da mera suposição. Suposição essa firmada em presunções infundadas e publicações da imprensa local, sem nenhum suporte fático que lhe confira sólida sustentação”, afirmou.

Continuar lendo

Na rede

Criminoso invade antiga delegacia e rouba armas e celular

Publicado

em

Os ladrões não poupam nem os órgãos da Segurança Pública. Na noite desta segunda-feira, 27, a antiga Delegacia de Polícia de Cruzeiro do Sul, atual sede do Instituto de Criminalística, foi invadida e roubada.

Segundo o coordenador da Segurança no Juruá, delegado Marcos Vinicius, foram roubadas uma arma de fabricação caseira tipo garrucha, uma espingarda e munição antigas além de e um celular.

O delegado cita que não há câmeras de segurança no local e nem próximas. Pegadas de uma única pessoa foram encontradas. Impressões digitais foram coletadas no local, como tentativa de identificação do ladrão . “As pegadas são pequenas e a pessoa agiu sozinha. Estamos investigando”, explica o delegado.

Como resposta ao roubo, Marcos Vinicius afirma que o local passará a ter escala noturna de policiais civis para garantir a segurança da antiga delegacia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas