Conecte-se agora

Gladson revela “briga” e que o governo tem ficado no “escuro”

Publicado

em

O governador Gladson Cameli comentou na noite desta quinta-feira, 19, logo após a publicação do jornalista Luis Carlos Moreira Jorge, tratando que o secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade, estaria com um pé fora do governo, prestes a pedir demissão.

Ao ac24horas, Cameli confirmou que uma conversa está marcada com Ribamar e parte do primeiro escalão nesta sexta-feira, 20, e revelou que o que ocorre de negativo é por falta de entendimento entre seus principais cabeças da gestão: Semírames Dias (Sefaz), Maria Alice ( Seplag), Thiago Caetano (Seinfra) e o próprio Ribamar. ” Na verdade, essas quatro cabeças não se entendem e eu tenho ficado no escuro. Para o governo dá certo, eu preciso desse pessoal afinado e isso não vem ocorrendo. Existe muita picuinha, briga de ego e isso precisa acabar”, explicou.

Sem entrar em detalhes, o Chefe do Palácio Rio Branco revelou que um desentendimento pode ter acarretado a reunião de emergência e que irá ouvir o que Ribamar tem a dizer. ” Eu quero deixar bem claro. O Ribamar é meu amigo, é leal, e eu vou ouvi-lo. Ele só sai do governo se quiser. Ele é de minha total confiança”, frisou o governador, ressaltando ainda que não existe pressão de parlamentares ou qualquer outra pessoa. “É uma decisão do Ribamar. O que for melhor para ele, eu apoio. Nunca o deixarei sair por baixo, isso se ele sair mesmo”.

Questionado se o caso se confirme a saída de Ribamar, já existia um substituto, Cameli negou e reforçou que o Estado não ficará sem motorista. “Eu é que estou dirigindo esse carro, trocando pneu, enchendo a câmara de ar e ainda sendo bombeiro, apagando os incêndios”, enfatizou.

Propaganda

Acre

Com inquérito policial, jornalista rebate: “a farsa foi desmontada”

Publicado

em

O jornalista Rogério Wenceslau mostrou o inquérito policial que apura o caso de arrastão ocorrido no último final de semana na Estrada do Amapá, em Rio Branco. Na manhã desta quarta-feira, 29, Wenceslau tentou rebater as respostas do governo, que vinha afirmando em nota de esclarecimento que o caso denunciado pelo jornalista não aconteceu.

O jornalista reiterou que o crime aconteceu do lado de fora do restaurante Manto Verde, situado nas margens da estrada. Uma das proprietárias do estabelecimento publicou um vídeo nessa segunda-feira, garantindo que nenhum cliente se queixou de arrastão pelas localidades.

O inquérito policial garante que seis vítimas procuraram a delegacia para relatar o ocorrido. “A farsa do governo foi desmontada”, disse Rogério. Para ele, também foi vítima quando “fizeram injúria e difamação, achando que eu estava mentindo”, afirmou.

O delegado Leonardo Alves de Alvarenga é que está à frente do caso. O inquérito também confirma dois ciclistas como vítimas do arrastão, conforme Wenceslau explicou. “Às 10 horas paramos em uma sombra e neste momento pararam duas pessoas em uma Twister e realizaram o arrastão”, relatou uma das vítimas, como consta em documento.

Continuar lendo

Acre

Balão do Google cai no meio da floresta entre o Acre e o Amazonas

Publicado

em

Um balão do Google foi resgatado no meio da floresta amazônica nesta terça-feira, 28, em Pauini, município do interior do Amazonas.

O equipamento caiu na região no dia 25 de dezembro de 2019, e só foi encontrado nesta terça (28) por uma equipe contratada pela empresa responsável pelo balão.

Dudé Mendes e Ângelo Marcos foram contratados e receberam as coordenadas de onde, possivelmente, o equipamento havia caído. Com a ajuda de moradores das comunidades Nazaré e Humaitá, profundos conhecedores da região, começaram a realizar buscas usando drones e GPS.

“Fizemos duas tentativas com as coordenadas que recebemos e não encontramos. Usamos drones e GPS, além de uma equipe das comunidades e fizemos um pente fino onde finalmente conseguimos encontrar o equipamento”, conta Ângelo.

O equipamento resgatado vai ser enviado para Manaus, onde deve ser recuperado.

Os balões fazem parte de um projeto do Google, chamado Loon, que tem como objetivo levar internet para áreas rurais e remotas. O projeto usa balões de alta altitude colocados na estratosfera, a uma altitude de cerca de 20 km para criar uma rede sem fio com

velocidade semelhante a de 3G das redes de telefonia móvel.

No Brasil, os primeiros lançamentos desse tipo de balão aconteceram em 2014, no estado do Piauí, e não é a primeira vez que acontecesse quedas desse tipo de equipamento.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas