Conecte-se agora

IAPEN diz que quando encerrar processo de licitação vai cancelar marmita que custa R$ 11

Publicado

em

Por meio de uma nota enviada ao ac24horas, o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN) se pronunciou sobre o absurdo preço de 11 reais pagos em uma refeição à uma empresa que fornece alimentos para os presidiários da Unidade de Recuperação Moacir Prado, localizada em Tarauacá.

Leia mais: IAPEN não faz licitação e paga o dobro por uma refeição de presídio

Alimentação similar é adquirida pelo ISE para os jovens infratores que estão na Pousada do Menor no município vizinho de Feijó por menos da metade do preço.

Segundo a nota do IAPEN um processo licitatório foi aberto em outubro deste ano, mas ainda não foi concluído. Por isso, a necessidade de se contratar de forma emergencial.

A nota afirma ainda que para a contratação emergencial foram cotados preços de 5 empresas e que após a conclusão da licitação, a contratação emergencial será automaticamente suspensa.

Leia a nota do IAPEN:

NOTA PÚBLICA

O Governo do Estado do Acre, por meio do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), em decorrência de denúncia anônima feita em site local, a qual fala de ausência de licitação para o fornecimento de alimentação para os presos do presídio de Tarauacá, esclarece que:

1. Ainda no mês de outubro do corrente ano, um processo licitatório foi aberto por meio da modalidade de pregão presencial. No entanto, como a alimentação dos apenados é um serviço contínuo, houve a necessidade de contratação emergencial.

2. A Lei de Licitações determina que esse procedimento deve ter o mínimo de três cotações, o que foi obedecido, sendo que o Iapen realizou cinco cotações no total.

3. Todo o processo foi acompanhado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e autorizado pela Controladoria Geral do Estado (CGE).

4. Após a conclusão da licitação, a contratação emergencial será automaticamente suspensa e a empresa vencedora assumirá o fornecimento da alimentação.

Rio Branco – Acre, 18 de dezembro de 2019.

Lucas Gomes
Presidente do Iapen




Propaganda

Cotidiano

Acrelândia abre processo seletivo com vagas para o nível médio e técnico em enfermagem

Publicado

em

A prefeitura de Acrelândia, por meio do Diário Oficial do Estado (DOE), desta quarta-feira (29), tornou pública abertura de edital que trata sobre processo seletivo simplificado para contratação de profissionais para atuar no âmbito municipal.

O prazo de validade do processo é 12 meses, podendo ser prorrogado por igual período, desde que comprovada à necessidade do serviço pela administração.

As inscrições serão realizadas nesta quinta-feira (30) e encerram no dia 03 de fevereiro, no horário de 07h às 11h e das 13h às 17h, no Prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, localizado na Avenida Edmundo Pinto nº 498, em Acrelândia.

São disponibilizadas 17 vagas para contratação imediata. A remuneração varia entre R$ 1.045,00 até R$ 1.400. A carga horária para todos os cargos são de 40h semanais.

São ofertadas quatro vagas para visitador social, seis vagas para técnico de enfermagem (necessário ter curso técnico), duas para recepcionista, e cinco vagas para agente de combate a endemias.

Para mais informações, clique aqui. 

acere

 




Continuar lendo

Cotidiano

Mulheres são presas transportando mais de 11 quilos de skunk em ônibus na BR-317

Publicado

em

Uma ação da Polícia Rodoviária Federal e do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) que faz parte da Operação Fecha Fronteira resultou em um apreensão de drogas na noite desta terça-feira, 28.

O flagrante de tráfico de drogas aconteceu durante uma abordagem dos policiais em um ônibus que vinha de Assis Brasil com destino à Rio Branco. Durante vistoria ao veículo, foi encontrado em uma das poltronas do veículo um travesseiro e duas caixas de papelão com entorpecentes escondidos.

Após os policias identificarem duas mulheres como as proprietárias da droga descobriram que em uma delas, que aparentava está grávida, a barriga, na verdade, se tratava de mais entorpecente envolto no corpo. Na mochila de sua sobrinha, que a acompanhava, foi descoberta mais droga escondida.

Em depoimento, as duas acusadas, contaram que conseguiram a droga em Xapuri por meio de um boliviano que as contratou para fazer o serviço de “mula” e afirmaram que entregariam a droga na capital acreana à um desconhecido.

Levadas até o posto da Policia Rodoviária Federal foi feita a pesagem e constatado o peso de aproximadamente 11,667 kg de skunk, que é conhecida como super maconha e é produzido a partir de uma espécie de cannabis sativa hibrida, ou seja, resultado de cruzamentos de espécies diferentes de plantas do mesmo gênero, cultivada de forma diferente, com o objetivo de obter uma concentração maior de THC (tetrahidrocannabinol).

O valor da droga aprendida é estimado em mais de R$ 75 mil.




Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas