Conecte-se agora

Nível do Rio Acre sobe 75 cm em Rio Branco, mas vaza nas cabeceiras

Publicado

em

O nível do Rio Acre subiu 75 centímetros em 24 horas, saindo de 10,94 metros para 11,68m entre 6 horas de segunda-feira (16) e 6h desta terça-feira (17).

Os dados são da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Rio Branco (COMDEC).

Apesar dessa elevação, o Rio Acre vaza nas cabeceiras. Em Brasiléia, por exemplo, o volume de água diminuiu substancialmente nas em 24 horas: -2,84 metros.

De outro lado, há tributários importantes para a Bacia Hidrográfica do Rio Acre, como o Igarapé Espalha e Riozinho do Rôla que estão aumentando de volume.

Propaganda

Acre

Com inquérito policial, jornalista rebate: “a farsa foi desmontada”

Publicado

em

O jornalista Rogério Wenceslau mostrou o inquérito policial que apura o caso de arrastão ocorrido no último final de semana na Estrada do Amapá, em Rio Branco. Na manhã desta quarta-feira, 29, Wenceslau tentou rebater as respostas do governo, que vinha afirmando em nota de esclarecimento que o caso denunciado pelo jornalista não aconteceu.

O jornalista reiterou que o crime aconteceu do lado de fora do restaurante Manto Verde, situado nas margens da estrada. Uma das proprietárias do estabelecimento publicou um vídeo nessa segunda-feira, garantindo que nenhum cliente se queixou de arrastão pelas localidades.

O inquérito policial garante que seis vítimas procuraram a delegacia para relatar o ocorrido. “A farsa do governo foi desmontada”, disse Rogério. Para ele, também foi vítima quando “fizeram injúria e difamação, achando que eu estava mentindo”, afirmou.

O delegado Leonardo Alves de Alvarenga é que está à frente do caso. O inquérito também confirma dois ciclistas como vítimas do arrastão, conforme Wenceslau explicou. “Às 10 horas paramos em uma sombra e neste momento pararam duas pessoas em uma Twister e realizaram o arrastão”, relatou uma das vítimas, como consta em documento.

Continuar lendo

Acre

Educação do Acre quer elevar de 5 para 7 a nota do Ideb

Publicado

em

O Secretário da Educação do Acre, Mauro Sérgio, propõe elevar de 5 para 7 a nota estadual do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Para isso, diz Mauro, é seguir as políticas em implementação. Só no ano passado foram inauguradas sete escolas e reformadas mais de 300. O governo vai investir em nova pedagogia com escolas cívico-militares –uma em cada cidade -de ensino integral e com escolas agrícolas, oferecendo bolsas estágios.

Mauro terá de enfrentar desafios como a baixa taxa de frequência escolar no Acre. O Estado desponta com a maior taxa de jovens na faixa etária dos 15 aos 17 anos no país que não frequentam a escola, segundo a pesquisa de Síntese dos Indicadores Sociais do Instituto. A taxa de frequência nesta faixa etária corresponde por 82,6% no ensino médio.

(CN)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas