Conecte-se agora

Corpo encontrado no Rio Juruá é de comerciante desaparecido

Publicado

em

A angustia da família do comerciante Raimundo Cabral Alves, de 60 anos, que desapareceu no final de novembro e que teve o corpo encontrado no Rio Juruá na última sexta-feira,13, e já reconhecido, ainda não acabou.

A família terá que esperar de 45 e 60 dias pelo resultado do exame de DNA, feito pelo Instituto Médico legal, para que o corpo seja liberado para o sepultamento.

A sobrinha do comerciante, Artemísia Cabral, conta que o pai dela, reconheceu oficialmente o corpo encontrado às margens do Rio Juruá.

” A ossada foi reconhecida pelo meu pai pelas roupas e arcada dentária, mas o médico não quis liberar por que tinha que fazer o DNA, mas a gente só pede agilidade porque o natal e ano Novo vão ser muito triste” , disse a sobrinha Artemiza.

Ele havia desaparecido no dia 28 de novembro depois de fazer um negócio de R$ 4 mil fruto do ramo mercadorias que vendia como ambulante.

Quando o cadáver foi encontrado, houve suspeitas de que se tratava do professor da UFAC, Gleisson Oliveira, desaparecido no Rio Juruá no domingo passado.

Propaganda

Na rede

Juíza se defende contra pedido de suspeição feito por Ilderlei

Publicado

em

A juíza Mirla Regina, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AC), apresentou sua defesa em relação ao pedido de suspeição feito pela defesa do atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas) contra a sua pessoa.

A defesa da juíza foi encaminhada para a Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Denise Bonfim, e foi publicada no Diário Oficial do TRE, desta terça-feira (28).

A defesa de Ilderlei Cordeiro alegou no pedido de suspeição que a magistrada (Mirla Regina), fez a ‘antecipação pública de voto’, e que isso “soou de fácil percepção interpretativa, inclusive, na imprensa acreana que veiculou matérias anunciando um suposto ‘fôlego’ do Prefeito Ilderlei Cordeiro para a permanência de mais alguns dias no cargo eletivo”.

Em sua defesa, Mirla Regina, relatou que o recurso feito pela defesa de Ilderlei não visa a condenação do recorrente, como ele próprio alega, pois tal condenação já foi objeto da decisão de primeiro grau, restando somente a análise do julgado pela corte eleitoral.

“Sobremais, os fatos alegados pelo excipiente (Ilderlei) não se amoldam a nenhuma das hipóteses previstas nos arts. 144 e 145 do Código de Processo Civil nem no art. 192 do RI-TRE/AC para que se reconheça como fundada a suspeição desta relatora (Mirla Regina), pois não há elementos probatórios concretos hábeis a demonstrar a sua parcialidade, sendo o incidente inoportuno e protelatório”, afirmou.

Mirla argumentou que mesmo que sua decisão já estivesse logicamente formada na data em que o processo estava pautado para julgamento, 02/12/2019, alegou que o voto em nenhum momento representaria a decisão final, uma vez que poderia vir a ser alterado pelo julgamento da Corte Eleitoral, porquanto a juíza Mirla Regina representa apenas um voto num colegiado de sete membros.

A magistrada alegou que a argumentação de Ilderlei é insuficiente e não se fez acompanhar de qualquer prova substancial, inequívoca e robusta.

“Nenhum fato concreto em relação a esse aspecto foi apontado, ficando tudo no campo da mera suposição. Suposição essa firmada em presunções infundadas e publicações da imprensa local, sem nenhum suporte fático que lhe confira sólida sustentação”, afirmou.

Continuar lendo

Na rede

Criminoso invade antiga delegacia e rouba armas e celular

Publicado

em

Os ladrões não poupam nem os órgãos da Segurança Pública. Na noite desta segunda-feira, 27, a antiga Delegacia de Polícia de Cruzeiro do Sul, atual sede do Instituto de Criminalística, foi invadida e roubada.

Segundo o coordenador da Segurança no Juruá, delegado Marcos Vinicius, foram roubadas uma arma de fabricação caseira tipo garrucha, uma espingarda e munição antigas além de e um celular.

O delegado cita que não há câmeras de segurança no local e nem próximas. Pegadas de uma única pessoa foram encontradas. Impressões digitais foram coletadas no local, como tentativa de identificação do ladrão . “As pegadas são pequenas e a pessoa agiu sozinha. Estamos investigando”, explica o delegado.

Como resposta ao roubo, Marcos Vinicius afirma que o local passará a ter escala noturna de policiais civis para garantir a segurança da antiga delegacia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas