Conecte-se agora

Rio Branco já registra mais de 4 mil casos suspeitos de dengue

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco vem trabalhando desde o mês de novembro para combater o risco de surto de dengue na capital acreana. O alerta é real e equipes da secretaria municipal de Saúde estão nas ruas diariamente realizando os arrastões pelos bairros. Até agora, já foram 4.211 casos notificados/suspeitos, o que significa um aumento de 52% em relação ao mesmo período de 2018, quando o número foi de 2.733 casos.

O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) indica que Rio Branco é uma das cidades brasileiras mais ameaçadas de sofrer com surto ou epidemia de dengue, zika e chikungunya. Nesta quarta-feira, 11, o arrastão de combate ao mosquito Aedes aegypti ocorreu no bairro Adalberto Aragão.

Segundo o Departamento Vigilância em Saúde da Semsa, há infestação do mosquito em todos os bairros, por isso a necessidade de os moradores colaborarem com as ações da prefeitura e ajudarem no que diz respeito à limpeza dos quintais de suas residências.

Apesar de os agentes de endemias encontrarem bairros conscientes com relação à infestação do mosquito, ainda se deparam com lugares de muitos criadouros do mosquito Aedes Aegypti nos quintais. As análises de laboratório apontam que 65% dos casos notificados têm resultados positivos, ou seja, a maioria dos suspeitos tem diagnóstico confirmado.

O diretor do Departamento Vigilância em Saúde da Semsa, Félix Araújo da Silva, informou ainda que, por semana, há uma média de 20 casos suspeitos de dengue. Número, segundo ele, considerado normal para o período de chuvas. “Temos uma elevação dos dados com relação a 2018 porque em 2019 houve uma epidemia. O grande diferencial desse momento é que está havendo um alto índice de infestação. Então na maioria das casas há a presença do mosquito. Temos a doença, mas ainda dentro do normal e considerando, no estado, a situação de Cruzeiro do Sul e demais municípios é de esperar que com o vírus circulando possa chegar em Rio Branco e com a quantidade de mosquito que nós temos há uma grande risco de termos surto e/ou epidemia de dengue esse ano.”, alertou.

Prevenção

A metodologia da pesquisa utilizada para realizar o levantamento (LIRAa) permite identificar onde estão concentrados os focos do mosquito em cada bairro, além de revelar quais os principais tipos de criadouros predominantes. Os resultados reforçam a necessidade da intensificação das ações de prevenção pois apontam que o armazenamento de água no nível do solo (doméstico), como caixa d’água, foi o principal tipo de criadouro do mosquito com 56,7%, seguido por pequenos depósitos móveis com 24,1%, depósito fixo com 2,1%, pneus 7,9% e lixo doméstico, entulhos 9%.

Por isso, alertam os agentes de saúde, que a melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de planta, jarros de flores, garrafas, caixa d’água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Fonte: Ascom/PMRB

Propaganda

Acre

Oitavo foragido do FOC é recapturado pela polícia em Rio Branco

Publicado

em

Francisane Rocha Ribeiro estava escondido numa região de mata próximo ao presídio Francisco D’Oliveira Conde quando foi encontrado pela Polícia Penal na tarde dessa quinta-feira (23). Segundo os agentes, ele é o oitavo foragido recapturado após uma fuga em massa que aconteceu na última segunda-feira, onde 26 detentos do Pavilhão L escaparam.

De acordo com o Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), Francisane cumpre pena pelo crime de tráfico de drogas. Agora, dos 26 presos que conseguiram fugir, 18 seguem foragidos, todos com pena em regime fechado.

Os presos fizeram um buraco na parede da cela e escalaram a muralha do presídio com o auxílio de lençóis.

Seguem foragidos:

1. Francisco Santos Braga

2. Rogério Furtado dos Santos

3. Ariclene Firmiano da Silva

4. Dheyci de Angelo Lima e Lima

5. Aloísio Lucas Mesquita

6. Mirleson Nascimento da Silva

7. Saymon Wallace Fonseca do Nascimento

8. Valber de Aguiar Morais

9. Anderson de Souza Alves

10. Raimundo Nonato dos Santos Fonseca

11. Jaciel Batista do Nascimento

12. Wellington de Souza Lima

13. Lucas Souza da Silva

14. Joel Menezes de Queiroz

15. Ronicley Ribeiro da Silva

16. José Valdenes Viana da Silva

17. Gerilto Caetano da Silva

18. Sebastião Weverton Lima de França

Continuar lendo

Acre

Bebê de 8 meses morre ao se afogar em balde no bairro do Bosque

Publicado

em

Um bebê de apenas 8 meses de vida acabou morrendo na manhã desta sexta-feira, 24, após cair dentro de um balde com água. Segundo os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que atenderam a ocorrência, o acidente aconteceu na residência da família do menino, situada no bairro do Bosque, em Rio Branco.

Quando a equipe do Samu chegou ao local, a criança já estava sem vida. Extremamente abalados, os pais relataram ao Samu que o balde estava cheio para não ficarem sem água em casa.

A polícia técnica foi acionada para fazer a perícia. O corpo do bebê foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para autópsia.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image