Conecte-se agora

Ana Paula é a única primeira-dama a participar da COP 25

Publicado

em

Fotos: Secom

A primeira-dama do Estado do Acre, Ana Paula Cameli, levou uma delegação feminina do Acre para participar da Conferência do Clima da ONU, a COP 25, que está sendo realizado em Madri, na Espanha, até o dia 13 de dezembro. Ana Paula é a única primeira-dama presente na COP 25. O evento está em sua 25ª edição e trata sobre mudanças climáticas, com objetivo de lidar com o aquecimento global, refletindo sobre o que já foi feito e o que ainda precisa ser realizado.

A proposta de participação feminina na COP 25 teve uma agenda sobre a igualdade de gênero no trabalho das mudanças climáticas nessa segunda-feira (10). Cameli explicou que seu papel como uma representante feminina do Estado é de influenciar o empoderamento feminino e a liderança para que todas as mulheres busquem capacitar-se.

“Nosso papel é criar programas pra que essa capacitação aconteça. Nosso objetivo com a Escola de Gastronomia no Acre é exatamente esse: ajudar mulheres a se tornarem independentes. Assim, poderemos ser cada vez mais representadas em eventos como a COP”, ressaltou a primeira-dama do Estado.

Em Madri, Ana Paula se reuniu com a diretora da Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas, GCF Task Force (GCF-TF), Collen M. Scanlan Lyons, discutiu sobre a participação de mulheres representando países e estados no GCF e na COP e o que pode ser feito para mudar esta realidade.

Na reunião, foi deliberado a construção de uma carta onde as mulheres cobram uma participação efetiva tanto na COP quanto na Força Tarefa dos Governadores para o Clima e Florestas, GCF Task Force, (GCF-TF). O encontro busca fortalecer as capacidades técnicas das mulheres aumentando sua participação, criando um ambiente de atuação onde tenham voz.

Sobre a COP 25

Representantes de 200 países participam do COP 25, cerca de 29 mil pessoas. O evento, adotou o slogan “Hora da Ação” (Time for Action). O desafio da COP 25 é acelerar o combate às mudanças climáticas. A próxima reunião, a COP 26, será em Glasgow (Escócia), em novembro do ano que vem.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Propaganda

Acre

Representantes do Estado traçam planos de combate à violência

Publicado

em

Os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Acre estiveram juntos nesta terça-feira, 21, numa reunião direcionada ao enfrentamento estratégico para salvaguardar a população em meio ao índice de violência desse primeiro mês de 2020. O esforço, segundo o governo, é para assegurar a paz social. Os poderes decidiram mostrar união e traçar uma grande força-tarefa para a garantia da lei e da ordem.

O encontro ocorreu no palácio Rio Branco. O presidente da Assembleia Legislativa e governador em exercício, Nicolau Júnior, debateu com o presidente do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) e com a procuradora-chefe do Ministério Público do Acre (MPAC), Kátia Rejane, novas medidas que serão adotadas no combate à violência.

Ficou decidido que as três instituições trabalharão em conjunto na agilização de procedimentos judiciários para legitimar a atuação do Estado no enfrentamento à criminalidade. Houve ainda o alinhamento estratégico de ações para o fortalecimento da Segurança Pública.

“A união de todos os poderes demonstra que todos estão empenhados ao máximo para darmos as condições legais para que a Segurança Pública possa atuar em todo o Estado. Queremos dizer para a população acreana que estamos fazendo tudo que podemos para garantir mais segurança”, afirmou o governador em exercício, Nicolau Júnior.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Acre

TCE condena Marcinho Miranda a devolver mais de R$ 500 mil

Publicado

em

O ex-prefeito de Xapuri, Marcio Pereira Miranda, mais conhecido como “Marcinho Miranda”, foi condenado nesta terça-feira (21) pelo Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE) a devolver mais de R$ 500 mil em decorrência de prestações de contas irregulares.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do TCE.

Segundo o TCE, ocorreu divergência do saldo de caixa para o exercício seguinte de R$ 438.031,47, o que ocasionou em incorreções nos lançamentos contábeis e a não comprovação de saldo para exercício seguinte.

O órgão decidiu por condenar Marcinho, a devolução aos cofres da municipalidade o valor de R$ 519.475,95 e ao pagamento de multa no valor de R$ 50 mil correspondente a 10% do total a ser devolvido.

Por fim, o TCE determinou ao atual prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos, a recondução imediata dos valores da despesa de pessoal aos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas