Conecte-se agora

Diretor do Iapen sugere que Petecão não está preocupado com nada, além das eleições

Publicado

em

Mais um capítulo do conflito entre a Segurança Pública do Acre e o senador Sérgio Petecão (PSD) ocorreu na madrugada desta segunda-feira (9). Agora, foi o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) quem usou as redes sociais para destilar críticas ao parlamentar. Para Lucas Gomes, “quem vota a favor do aumento do fundão eleitoral (que tira verba da saúde, educação e da segurança) não pode dizer que está preocupado com nada além das próximas eleições”.

A declaração foi em resposta a uma fala do senador, que não poupou a situação da criminalidade e a sensação de insegurança na capital acreana. Após Petecão dizer que tem “medo de entrar nos bairros com tanta violência”, a cúpula da Segurança no Estado emitiu uma nota para repudiar as afirmações do senador.

A nota foi assinada pelo secretário Paulo Cézar, o comandante da PM, Coronel Ulysses Araújo, comandante dos Bombeiros, Carlos Batista da Costa, Diretor-Geral da Polícia Civil, José Henrique Ferreira e pelo diretor do Iapen, Lucas Gomes.

As autoridades da Segurança destacaram em nota que em 2019 não receberam nenhuma menção de recursos das emendas de bancada, bancada essa presidida por Petecão e ainda alfinetaram: Outra forma do senador ajudar, e poderia fazê-lo com bem mais rapidez por ser o primeiro secretário da mesa diretora do Senado, seria mudando as leis que hoje são responsáveis pela soltura de criminosos nas audiências de custódia ou nas progressões de penas”.

O senador não deixou “por menos” e rebateu a nota: “Amigos fazer notas com a assinatura de toda segurança do estado não resolve , ainda bem que o ministro Sérgio Moro não assinou , eu também sou governo , comandantes , eu sou aquele Petecão que lutou para não perdermos a nossa emenda de bancada , vocês esqueceram já, que proporcionou muita festa de entregas , carreatas e trouxe até o ministro MORO ao nosso estado. Se vocês acham que está bom , chame um taxista para levá-los até o Taquari , peça uma pizza lá na Cidade do Povo , peça para o caminhão da Gazin levar um fogão lá no Cabreuva , aquela Cena daquele homem pulando em cima de um ladrão armado na moto representa o desespero da nosso povo”. O parlamentar disse que se não puder expressar sua opinião enquanto estiver na política, é melhor “largar”.

Propaganda

Destaque 3

Comando da Polícia Militar diz que falta de diesel para viaturas foi culpa de posto de combustível

Publicado

em

O comando da Polícia Militar do Acre procurado pelo ac24horas se pronunciou sobre o relato de um próprio sargento da instituição que afirmou em rede social que nesta terça-feira, 21, não havia combustível para abastecer as viaturas policias.

Segundo a assessoria da PM acreana há um problema de sim de abastecimento. Ocorre que os motivos nãos seriam por falta de pagamento ou contingenciamento de combustível para as viaturas. A interrupção teria acontecido por falta de combustível nos postos de gasolina.

“O que aconteceu foi que faltou combustível nos postos que fornecem gasolina e diesel para as viaturas policiais”, afirma a PM.

Apesar de dizer que não o problema não foi da polícia, a corporação admite que as equipes que estavam nas viaturas tiveram que se adequar para que o combustível não acabasse. “Houve cautela e estratégia com relação a quilometragem das viaturas para que a polícia não ficasse sem ter como se locomover”, explica.

Como era de se esperar, o sargento que apenas relatou a verdade, corre o risco de receber uma punição, já que o ac24horas confirmou que vai ser aberto um procedimento administrativo para apurar a conduta do militar.

Continuar lendo

Destaque 3

Secretário de Socorro Neri critica viagem de Gladson e diz que armas não resolvem a violência

Publicado

em

A participação do governador Gladson Cameli, do vice Major Rocha e do Comandante Geral da Polícia Militar, Ulysses Araújo, na maior feira de armas do mundo enquanto o Acre vive uma séria crise na segurança pública, continua repercutindo.

Nas redes sociais, o embate é sobre quem acha pertinente o investimento na aquisição de novas e modernas armas para o aparelhamento das forças de segurança pública e de quem entende que a compra de armas não vai resolver o banho de sangue que tem acontecido no Acre.

Essa última, inclusive, é a opinião do presidente da Fundação Garibaldi Brasil, da prefeitura de Rio Branco. Sérgio de Carvalho, criticou a viagem à Las Vegas e disse que mais armas só trarão mais morte dos jovens nos bairros de Rio Branco.

Ele sugere ao governador que lugar de visitar a maior feira de armas do mundo, visite a Colômbia e constate que foi com investimento em cultura, esporte e educação que o país conseguiu se recriar após o domínio dos grandes cartéis do tráfico de drogas. “Sugestão: vão dar uma volta na Colômbia, pois foi com cultura, esporte e educação que o país se levantou e se recriou depois dos grandes cartéis do tráfico. Dali sim, podem trazer qualquer possibilidade de mudança”.

Sérgio diz que é preciso uma discussão mais profunda e defende a descriminalização das drogas. “Que possamos ir para uma discussão profunda. E esta discussão passa pela cultura, pela descriminalização das drogas, pelos direitos!”.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image