Conecte-se agora

ALERTA: em Cruzeiro do Sul, três mortes podem ter sido causadas pela dengue hemorrágica

Publicado

em

Nesta sexta-feira, 6, não houve expediente no Núcleo Estadual de Educação de Cruzeiro do Sul. Os 18 funcionários do órgão estão com dengue.

A situação é preocupante em quase toda a cidade em vários bairros, como na Várzea, o estado é de alerta . Na Várzea morava a primeira vítima fatal da dengue confirmada deste ano, Neiva Nascimento de 42 anos. Das outras duas mortes investigadas pela saúde estadual, uma também morava na Várzea, Maria Tereza de 75 anos. As três pessoas teriam sido infectadas com a dengue do tipo D, também chamada hemorrágica.

Segundo dados da Vigilância Epidemiológica de Cruzeiro do Sul, são 3.807 casos notificados este ano, sendo 1.241 confirmados. 20 pacientes são considerados graves, foram diagnosticados com dengue tipo C.

O coordenador da Vigilância Epidemiológica Municipal, Nicolau Abdala, diz que a prefeitura, por meio da secretarias Municipais de Saúde e Meio Ambiente atua em várias frentes no combate à dengue.

O trabalho de busca e eliminação de larvas do Aedes e conscientização dos moradores em cuidados com os quintais, que começou com os Agentes de Endemias, foi ampliado com os Agentes Comunitários de Saúde e homens do Exército, num total de 238 pessoas.

Há também a aplicação do novo larvicida adquirido pela prefeitura, que mata as larvas . São comprimidos de Natular DT, à base de Espinosade, que tratam a água potável, matam o aedes entre 2 a 5 minutos após a aplicação e mantém o efeito por até 60 dias após o uso em tanques, tambores e caixas d’água. Cada comprimido de 1,35 gramas trata até 200 litros de água. O larvicida não é fornecido pelo Ministério da Saúde, sendo que o investimento da prefeitura de Cruzeiro do Sul, com a compra do produto, foi de R$ 17 mil.

O objetivo da secretaria de Saúde é alcançar todos os domicílios dos 27 bairros de Cruzeiro do Sul com o novo tratamento.

A prefeitura segue também com a retirada de entulhos dos bairros de Cruzeiro do Sul. Até agora, foram mais de 3 mi toneladas entulho, que serviam como criadouros do mosquito

Nicolau Abdala, ressalta que a população também deve continuar eliminando os possíveis criadouros do mosquito e alerta para que as pessoas, com suspeita de dengue procurem as unidades de saúde. “Estando com sintomas não se automedique e procure atendimento médico”, conclui.

Propaganda

Destaque 4

De 6 para 14: leitos do SUS no Hospital Santa Juliana serão ampliados em Rio Branco

Publicado

em

Após uma reunião entre a equipe do governo do Acre e a direção-geral do Hospital Santa Juliana, em Rio Branco, ficou decidido que a unidade irá ampliar a oferta de leitos aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), em Rio Branco. A medida favorece o sistema público de Saúde, uma vez que o hospital integra a Rede Complementar de Saúde através de convênios com a Sesacre.

Segundo o titular da pasta no estado, Alysson Bestene, a recomendação para que a ação seja concretizada é um pedido do próprio governador Gladson Cameli. A ideia é aumentar a oferta para a comunidade.

O mesmo deve ocorrer no Pronto-Socorro e no Instituto de Traumatologia, onde também a oferta de novos leitos acontecerá. No Hospital Santa Juliana, a previsão é de que a disponibilidade de leitos passe de seis para 14, oito leitos a mais.

O Santa Juliana apoia a Seascre com diversas áreas de atendimento. Após a reunião, deve haver ainda um alinhamento nos critérios de regulação e de recursos para custeio desses leitos, para só então serem, de fato, ampliados.

Continuar lendo

Destaque 4

348 foram detidos em 2019 tentando entrar com material ilícito nos presídios do Acre

Publicado

em

Os dados do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) mostram que 348 pessoas foram detidas em 2019 tentando entrar com material ilícito nos presídios do Acre.

Drogas, celulares, chips e cartão de memoria estão entre os materiais mais presentes nas tentativas de acesso. Ultimamente, depois que tabaco foi proibido nos presídios, esse material tem sido encontrado nos flagrantes.

A maioria das prisões em flagrantes ocorrem nos dias normais de visita e são por porte de droga. A grande ocorrência registrada em Sena Madureira é a tentativa de entrada de celulares.

Os flagranteados usam várias formas, e o mais comum é tentar levar o material nas partes íntimas quando se trata de mulher.

“É um número bastante alto, graças ao trabalho dos nossos servidores”, disse Lucas Gomes, diretor do Iapen, informando que novos equipamentos de revistas, entre eles o body scann, estão chegando para mais presídios do Acre.

(TJAC)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas