Conecte-se agora

Festival de Fanfarras não terá participação de alunos do interior por falta de transporte

Publicado

em

Centenas de estudantes do interior do Acre, mais precisamente de Cruzeiro do Sul, Sena Madureira e Xapuri, reclamam por não poderem participar do Festival Estadual de Fanfarras que irá ocorrer em Rio Branco neste sábado (7). Segundo os alunos, depois de um ano de ensaio, eles foram informados de que não seria possível concretizar o projeto por falta de ônibus escolares para fazer o transporte até a capital acreana.

Conforme relatado pelos alunos ao portal Juruá Em Tempo, só em Cruzeiro do Sul, as escolas Dom Henrique Ruth, Flodoardo Cabral e Craveiro Costa não irão participar da 17° edição do Festival de Fanfarras de 2019 “porque não há ônibus disponíveis pra a viagem”. A Dom Henrique Ruth, por exemplo, já participou de várias edições do festival e já foi até premiada.

O coreógrafo da fanfarra da escola Dom Henrique lamentou o ocorrido e ressaltou a importância do evento. “Vínhamos nos preparando desde o início do ano letivo para participar desse evento, nosso trabalho é totalmente voluntário, não recebemos apoio financeiro para custear nossos deslocamentos. Nosso objetivo é trabalhar a cultura com nossos alunos, isso foi como um banho de água fria, toda comunidade escolar se esforçou ao máximo para participarmos dessa competição”, disse Artur Oliveira.

Segundo a coordenadora da Secretaria Estadual de Educação, não ha ônibus disponíveis para levar os alunos, pois precisariam de quatro veículos para transportar os estudantes e instrumentos. “Fomos avisados desse festival ontem, e não temos como parar dois dias do ano letivo para levar esses alunos, se tirarmos os quatro ônibus necessários vários alunos que necessitam do transporte escolar ficariam sem aula”, justificou Ruth Bernadino.

Procurada pelo ac24horas, a secretaria estadual de educação informou que, de fato, a secretaria não possui frota, nem mesmo contrato para locação de ônibus para viagens interestaduais. “Os ônibus que temos são ônibus escolares e são exclusivamente para transportar aluno para a escola e para atividades pedagógicas dentro da cidade, desde que seja em horário que não interfira no transporte de entrada e saída da escola”, afirmou a SEE por meio de sua assessoria de comunicação.

Com informações Juruá Em Tempo

Propaganda

Cotidiano

Operação Lábaro da Polícia Rodoviária Federal prende 38 pessoas no Acre

Publicado

em

Do dia 6 a 25 de janeiro deste ano, a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal no Acre realizou a Operação Lábaro 2020, com reforço dos policiais rodoviários federais recém-empossados e integração com demais órgãos e forças de segurança pública que atuam no estado. A Operação ocorreu com objetivo de combater a criminalidade em Rio Branco, nas divisas do Acre com demais estados da região Norte do Brasil e na fronteira com os países vizinhos, Bolívia e Peru.

Os resultados obtidos durante o período da Operação Lábaro 2020 foram divulgados nesta terça-feira (28). Ao todo, 7.410 veículos foram fiscalizados, 7.457 pessoas foram abordadas e foram feitos 1.424 teste de alcoolemia (sendo 20 pessoas autuadas por embriaguez).

Dentre as apreensões, estão quatro por crimes ambientais, uma apreensão de arma branca, uma Pistola. Cerca de 215 eletrônicos também foram apreendidos, 20 pneus, mais de 1.800 pacotes de cigarros. A PRF ainda deteve 55 gramas de maconha, recuperou seis veículos (entre motos, carros e caminhonetes) e prendeu 38 pessoas.

A ação dividida em três etapas, considerada estratégica, foi incluída dentre as medidas prioritárias do Ministério da Justiça e Segurança Pública e contou com apoio do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Receita Federal, Exército Brasileiro e polícias Federal, Civil e Militar.

Na primeira etapa, dias 6 e 7, ocorreu a apresentação das áreas da SPRF/AC aos novos policiais; na seguinte, dias 8 a 10, aconteceram palestras e ambientações e, na última, durante os dias 11 a 25, ocorreram as ações operativas de fiscalizações principalmente contra as organizações criminosas. Ainda, houve minicurso sobre Contrabando  de Migrantes, promovido em parceria com o MPAC, no dia 15.

Ascom/PRF

Continuar lendo

Acre

Área desmatada dobra no Acre entre agosto e dezembro de 2019

Publicado

em

Acre contribuiu com 2% do desflorestamento na Amazônia em dezembro de 2019 desmatando e degradando 3 km². Já entre os meses de agosto de 2018 e igual período de 2019 o desmatamento cresceu 100%. Foram derrubados 119 km² no período agosto-dezembro 2018 e no ano seguinte, nesse mesmo tempo, 238 km².

Os dados são do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

Na Amazônia a área derrubada entre agosto e dezembro 2019 representa 67% a mais do que o que foi registrado, pelo Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), plataforma usada pelo Imazon, em 2018 –ano que teve 1.706 km² desmatados.

Entre agosto e dezembro de 2019, 2.852 km² de florestas foram derrubados na Amazônia. A maior parte das matas perdidas no último mês do ano passado foi no Pará: 47% de 227 km².

O Imazon classifica desmatamento como o corte raso, que é a remoção completa da vegetação florestal. Geralmente, é a formação de áreas de pasto. Já a degradação é caracterizada pela extração das árvores, que costumam abastecer o mercado da madeira. Outros exemplos de degradação são os incêndios florestais — controlados ou não, em áreas privadas — mas que acabam atingindo a floresta e se alastrando.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas