Conecte-se agora

Sérgio Moro, o herói!

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O ex-juiz Sérgio Moro é uma espécie de herói para os ante petistas e, como diria Odorico Paraguaçu, eterno prefeito de Sucupira, para os direitistas torturistas juramentados também. Mas, para os esquerdistas, comunistas, satanistas um carcará sanguinolento. Atualizando: Para a direita Moro é o Batman e o Lula o Coringa; mas para a esquerda o Lula é que é o Batman e o Moro sim, o Coringa. Tudo uma questão de ponto de vista. Tem gente que não está nem aí para os dois. E não são poucos. Os que não acreditam em super-heróis. Sabem que é apenas criação ilusória do gênio Stan Lee.

O Moro é o ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro (deveríamos confiar nele…?!) Largou a toga para se dedicar a combater o crime organizado e desorganizado (não acredito que o assalto a uma ambulância do SAMU e de uma UPA seja operação de organização criminosa). É coisa de ralé, da pior espécie. Bandido bobalhão querendo ser herói para sua turma. Lúcio Flávio, “O Passageiro da Agonia”, dizia que para ser bandido tinha que saber ser homem, macho, não se assalta pobre lascado. Não se mata mulher, criança, idosos. Era sua ética de bandido no Rio de Janeiro dos anos 70.

Voltando ao Sérgio Moro. Ele agora é político (vixe!) e bateria Bolsonaro na disputa presidencial (está tirando o sono do presidente). Para os que não acreditam em super-heróis, mas vão ao cinema, o ministro precisa antes mostrar a que veio: combater o crime organizado, acabar com a violência e fazer justiça. Prender o Lula, Zé Dirceu, Eduardo Cunha (ainda não sei por que o Aécio, Serra, Renan não estão presos) não é difícil. Eles não têm pistolas, fuzis, revólveres e drogas. Não reagem a uma prisão. Não atiram em policiais.

Deve-se prender corruptos, mas também acabar com essa violência que nos rouba a liberdade e a paz diariamente. Acabe com milícias, tráfego de drogas, guerras entre facções, a morte de tantos jovens. Quem sabe votem no senhor para presidente com todos os defeitos e falhas de um ser humano que um povo órfão e desesperado quer transformar em herói. Para os jovens pobres de hoje, os heróis mesmo estão do lado de lá, dentro dos presídios. Do lado oculto da Força como na trilogia Guerra nas Estrelas. Se não dá para ser o Batman, seja ao menos o lendário Luke Skywalker, ou quem sabe, simplesmente um presidente melhor do que o atual. Coisa do Stan Lee.

Anúncios

Coluna do Astério

Gladson conversa com Petecão, elogia Marcio e vai se encontrar com Bolsonaro

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Depois da eleição, Gladson quer um novo governo

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

Política não enche barriga de pobre

Publicado

em

Continuar lendo

Coluna do Astério

MDB escancara as portas para Gladson

Publicado

em

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas