Conecte-se agora

Após Zen chamar Whendy de “bebê monstro”, N. Lima acusa deputado petista de “racismo”

Publicado

em

O vereador N. Lima (PSL) saiu em defesa do seu filho, o atual deputado estadual, Whendy Lima (PSL), na tribuna da Câmara na manhã desta quinta-feira (05) após saber que seu filho foi chamado de “bebê monstro” pelo deputado Daniel Zen (PT).

Lima classificou as ofensas de Zen como “o maior racismo” praticado por um deputado que se intitula defensor dos direitos humanos.

“O meu filho é uma pessoa de coração bom, nunca o vi atacando ninguém, e foi agredido por esse homem. É só isso que o pessoal do PT sabe fazer. Senhores, eu quero saber do que posso chamar esse homem? A minha família foi citada e eu sou um cara que trabalha e eu sou reconhecido por isso. Como devo chamar ele? Como as redes sociais chamam? De deputado maconheiro? Defensor da liberação da maconha? Não estou ofendendo a família desse deputado. Agora, como que eu vou chamar esse elemento de representante do povo, que dedica sua profissão para defender tudo de ruim para a população: como liberação de drogas, ideologia de gênero, contra os princípios básicos da família, e que defende uma sigla (PT) que degrada a família e que defende o socialismo”, externou.

Revoltado, N. Lima ameaçou Zen e disse que vai dar uma oportunidade para que o petista peça desculpas ao seu filho e cobrou que Aleac tome responsabilidade sobre a fala de Zen.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas