Conecte-se agora

Apenas neste ano, notificações de dengue triplicam em Xapuri

Publicado

em

São grandes os riscos de surto de dengue em Xapuri neste inverno amazônico, segundo a direção de Atenção Básica em Saúde do município.

Os casos da doença notificados até o mês de novembro são mais que três vezes os noticiados no município no mesmo período do ano passado.

Em 2018, Xapuri teve notificados até novembro 136 casos de dengue. Neste ano, já são 436, dos quais 391 foram confirmados. Os bairros mais afetados são o Pantanal e o Laranjal, as regiões mais populosas da cidade.

Em número de notificações no ano, Xapuri fica atrás apenas dos municípios de Rio Branco (4.214), Cruzeiro do Sul (3.487), Tarauacá (1.026) e Rodrigues Alves (587).

Leia mais: Em Xapuri, Saúde reúne sociedade para prevenir dengue, zika e chikungunya

O Acre tem 11.666 notificações de dengue em 2019, das quais 5.724 aparecem como casos confirmados, segundo dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação – O Sinan Online.

Os casos de chikungunya notificados no Acre são 148, de janeiro até novembro deste ano, enquanto os de zika foram 131.

De acordo com a diretora de Atenção Básica em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde de Xapuri (Semusa), Iraíde Mendes, não existe suporte no município para uma situação de surto.

“O que nos preocupa é a notória incapacidade de o município dar suporte à população em um caso de surto. As Unidades Básicas de Saúde não possuem leitos disponíveis para esse tipo de situação. O próprio hospital de Xapuri possui pouco mais de 30 leitos”, disse.

A profissional afirma ainda que este ano não haverá na cidade o chamado bloqueio químico, medida de combate ao mosquito Aedes aegypti conhecida popularmente como “fumacê”.

“Essa medida é muito importante no combate ao mosquito, chegando a melhorar de 80% a 85% a situação de infestação nos bairros da cidade. Infelizmente, neste ano não disporemos desse instrumento porque não houve ainda sequer licitação para a compra do produto por parte do governo federal”, explicou.

De acordo com a Semusa, o Ministério da Saúde ainda não disponibilizou, em 2019, o inseticida usado no combate ao Aedes, restando como alternativa o trabalho de conscientização da população.

No Brasil, o inseticida utilizado no fumacê é o malathion. Sua fórmula é diferente dos inseticidas encontrados nos supermercados e sua distribuição é feita somente pelo Governo Federal, que compra o produto e distribui para os Estados, que repassa aos municípios.

Anúncios

Acre

Nicolau Júnior comemora o aniversário de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), participou na manhã de ontem (28), ao lado do governador Gladson Cameli, da solenidade de entrega da Avenida Cultural, onde estão localizados importantes prédios que foram revitalizados como o Ginásio Poliesportivo Alailton Negreiros e o Salão Cultural Cordélia Lima. A cerimônia fez parte da programação das comemorações do aniversário de 116 de Cruzeiro do Sul.

Durante a solenidade, o parlamentar destacou felicidade em participar da entrega de obras tão importantes em uma data tão especial. “O Espaço Cultural Cordélia Lima e o Ginásio Poliesportivo Alailton Negreiros, estão sendo entregues à população cruzeirense devidamente revitalizados. São espaços que já tiveram utilização e que sediaram campeonatos esportivos, grandes eventos, shows e que estavam abandonados. Para a população em geral e os artistas da terra, essa é mais uma prova da valorização e respeito do governo Gladson Cameli com a cultura cruzeirense”, enfatizou Nicolau Júnior.

O presidente da Aleac parabenizou a população cruzeirense pelos 116 anos do município e aproveitou o momento para agradecer ao governador pelo trabalho realizado frente à pandemia no Estado. “Sabemos que vivemos um momento difícil, mas, o importante é que as coisas estão melhorando. Não poderia deixar de agradecer o empenho do governador Gladson Cameli que trabalhou incansavelmente para garantir a saúde da população. E ao prefeito Clodoaldo Rodrigues que também não tem medido esforços para fazer um bom trabalho na cidade”, frisou o parlamentar.

Na ocasião, o governador também realizou a entrega de uma frota de 20 ônibus escolares. Veículos que vão beneficiar vários alunos da zona rural de Cruzeiro do Sul. Gladson Cameli anunciou ainda investimentos no município para a área da saúde, com a implantação de um trabalho de quimioterapia, a compra de ressonância, e tomógrafo, para que as pessoas não saiam mais do município para ter que fazer tratamento fora do estado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em seu discurso, o governador destacou que esse é um tempo de união e reflexões para juntos vencer os próximos desafios e entregar a Cruzeiro do Sul um trabalho importante de gere crescimento da região. O gestor revelou ainda ter cerca de R$ 100 milhões para investimentos este ano em todo o Acre, principalmente no setor de saúde.

“Vamos investir não apenas na regional do Juruá, mas do Alto Acre e Baixo Acre. Porque nosso trabalho é amenizar a dor da população. Teremos a OCA de Cruzeiro do Sul, que está com as obras em fase final. Tudo isso nos anima em saber que temos uma grande motivação para melhorar a vida das pessoas”, destacou Gladson Cameli.

O prefeito Clodoaldo Rodrigues participou do evento, e também comemorou os benefícios recebidos. O gestor frisou que a união entre estado e município é fundamental para um melhor desenvolvimento da cidade.

“Agradecemos muito pelos investimentos que estão sendo realizados pelo governo do estado, nesta parte estrutural, de revitalização de espaços tão importantes como esses. Precisamos ter esse olhar diferenciado, de valorização cultural e esportiva, oferecendo espaços de qualidade para nossos jovens”, disse o prefeito.

A inauguração do Teatro dos Náuas que estava marcada para acontecer às 19h, foi cancelada devido à forte chuva que caiu sobre a cidade.

A entrega do prédio totalmente revitalizado que encerraria a programação de comemorações de aniversário de Cruzeiro do Sul, foi remarcada para a próxima quinta-feira (1).

Continuar lendo

Acre

Acre institui núcleos de repressão ao narcotráfico no interior

Publicado

em

Com as facções criminosas se espalhando cada vez mais também pelo interior do estado, o governo sabe que precisa de respostas mais rápidas para o enfrentamento ao tráfico de drogas. Por isso, cria, a partir desta terça-feira, 29, Núcleos Especializados de Repressão ao Narcotráfico e os Núcleos Especializados de Repressão às Ações Criminosas Organizadas em todas as regionais do estado, com o objetivo de atender todos os municípios do interior.

De acordo com publicação no Diário Oficial, serão criados dois núcleos, um de Repressão às Ações Criminosas Organizadas e o Especializado de Repressão ao Narcotráfico em cada regional: Baixo Acre, Alto Acre, Purus, Envira e Juruá, com atuação em todos os municípios das regionais.

Os Núcleos de Especializados de que trata esta portaria serão dirigidos por Delegados de Polícia designados pelo Delegado Geral da Polícia Civil. Compete aos Núcleos Especializados de Repressão ao Narcotráfico o registro e a investigação, preventiva e repressiva, das infrações estabelecidas na Lei nº. 11.343/06, da regional de sua atuação, sob a coordenação operacional do Delegado Titular da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (DENARC).

Já aos Núcleos Especializados de Repressão às Ações Criminosas ficarão sob a coordenação operacional do Delegado Titular da Delegacia de Repressão às ações criminosas organizadas (DRACO).

As Delegacias de Repressão ao Narcotráfico – DENARC, e de Repressão às ações criminosas organizadas – DRACO, respectivamente, serão responsáveis pela criação de banco de dados, visando à identificação de pessoas envolvidas nos delitos em questão, ampliando o cadastro para o cruzamento de informações com os respectivos núcleos especializados e demais unidades policiais do estado.

Continuar lendo

Acre

60,5% dos lares acreanos receberam o auxilio no mês de agosto

Publicado

em

No Acre, 60,5% dos domicílios receberam o Auxílio Emergencial do governo federal no mês de agosto, segundo levantamento do Ministério da Cidadania. Os resultados também apontam que 43,9% dos lares brasileiros, ou 30,1 milhões, foram impactados pelo benefício. Os maiores percentuais continuam sendo no Norte (61%) e no Nordeste (59,1%). As duas regiões ainda apresentam os maiores valores médios recebidos por domicílio: R$ 963 e R$ 958, respectivamente.

O valor médio do Auxílio Emergencial por domicílio foi aumentando mês a mês no país. Em maio, foi de R$ 851, passou para R$ 887 em junho, R$ 898 em julho e, no último mês, chegou a R$ 901 por residência. Depois do Norte e do Nordeste, as maiores transferências médias por residência foram no Sudeste (R$ 858), Centro-Oeste (R$ 855) e Sul (R$ 840).

Os 16 estados das regiões Norte e Nordeste continuam sendo os primeiros nos percentuais de lares beneficiados, todos com índices acima de 50%. Na lista, o primeiro é o Amapá, com 71,4%, seguido por Maranhão (65,5%), Pará (64,5%), Alagoas (63,5%) e Amazonas (61,9%).

Segundo a atualização da Caixa Econômica Federal, o Auxílio Emergencial foi pago a 67,2 milhões de pessoas até esta quarta-feira (23.09), com um investimento do Governo Federal que chegou a R$ 204,4 bilhões. São 19,2 milhões de beneficiários do Bolsa Família (que já estão recebendo a sexta parcela do benefício, agora no valor de R$ 300 ou R$ 600), além de 10,5 milhões de pessoas do Cadastro Único e 38 milhões de trabalhadores inscritos pelos meios digitais.

Continuar lendo

Acre

Adicional de titularidade no Acre deve contemplar 2,6 mil militares

Publicado

em

Associação dos Militares do Estado do Acre (AME) avalia que o pagamento do adicional de titularidade contemplará 2,6 mil PMs e Bombeiros, inclusive o pessoal inativo.

A bonificação terá um custo de R$ 5 milhões. Em entrevista ao jornal A Tribuna, o presidente da associação, Kalyl Moraes de Aquino, aponta que a medida beneficiará cerca de 90% dos PMs e bombeiros que ao longo da carreira investiram na sua capacitação profissional e formação superior, mas recebia apenas R$130 por isso.

“O militar é a única categoria que não recebe os 20% de titularidade”, desabafou Kalyl, destacando que o governo sinalizou que pretende buscar resolver o problema, somente não estabeleceu data. (CN).

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas