Conecte-se agora

Inauguração do Into, que seria em dezembro, é adiada para 2020

Publicado

em

Há poucos meses o governo do Acre comemorava a aproximação de dezembro, pois seria o mês em que o Instituto de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into) finalmente seria inaugurado por completo em Rio Branco. Porém, um problema detectado na reta final dos serviços impede que a obra seja entregue neste mês. A infraestrutura está praticamente pronta, segundo o governador Gladson Cameli (Progressistas), mas agora faltam os equipamentos hospitalares.

Foi o próprio governador quem deu a notícia nessa segunda-feira (2). Ainda não tem data definida para a entrega, mas sabe-se que será em 2020. “Não vai dar para inaugurar o Into por falta de aparelhos. As obras estão completas, mas faltam alguns equipamentos”, disse Cameli durante entrevista ao programa ‘Fale com o Governador’, na rádio Aldeia FM.

. O problema pode ser ainda mais grave: ninguém sabe, ainda, onde estariam alguns equipamentos que pertencem ao Into. Isso porque durante o período de obras teriam sido emprestados a outras unidades da capital, com formalização entre gestores da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Mas Gladson foi enfático: “eu quero os equipamentos lá [no Into]”.

O governador destacou que até poderia inaugurar as instalações do Into este mês, mas que não seria de acordo com os princípios de sua gestão, pois a unidade não teria como entrar em funcionamento imediatamente devido à falta do material necessário.

A obra realizada pelo Estado na unidade corresponde a investimento de R$4,5 milhões, e faz parte das promessas de Gladson à frente do governo. O Into está localizado na AC-01, em frente à rotatória do Tucumã, bem próximo a Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre). Recentemente, a unidade passou por serviços na parte elétrica, hidrossanitária, forros e ajustes nas paredes já na fase de pinturas.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas