Conecte-se agora

Ensino Médio do Colégio Acreano será retirado em 2021

Publicado

em

Alunos que irão cursar o 1º ano do Ensino Médio ano que vem continuarão na escola

A nota pública divulgada na tarde desta segunda-feira, 02, encaminhada pela Secretaria Estadual de Educação (SEE), foi derrubada após uma reunião ocorrida entre o governador Gladson Cameli, o departamento de gestão da SEE e o titular da pasta, Mauro Sérgio Cruz. O governo exigiu que as mudanças não ocorram em 2020. Com isso, os 180 alunos do 9º ano que teriam de ser remanejados para outras escolas no ano que vem, continuarão a estudar no Colégio Acreano.

A regra agora vale para até 2021, ou seja, o Colégio Acreano deixará, sim, de ofertar o Ensino Médio, mas a partir de 2021 e não no próximo ano, como previa a SEE. As mudanças que serão impostas daqui a dois anos serão as mesmas que foram divulgadas, a referida escola passará por reformulações gradativas em poucos anos deixará de abrir novas vagas para o Ensino Médio.

Os estudantes que já estão estarão cursando o 1º, 2º e o 3º ano permanecerão na escola, até que as novas regras sejam impostas, previstas para começar em 2021.
Sobre a mudança

A secretaria afirma que a Lei 13.415/2017, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), estabelece mudanças no currículo do Ensino Médio, tais como o aumento da carga horária mínima diária e anual e itinerários formativos que aprofundam conhecimentos em áreas específicas, conforme escolha dos próprios alunos.

“Com as mudanças que deverão acontecer no Ensino Médio, não será possível manter escolas mistas (com ensino fundamental e médio juntos). Assim, para que a implementação desse novo currículo aconteça, atendendo as determinações das legislações aprovadas, a SEE vem desenvolvendo uma série de ações que estão sendo adotadas gradualmente até 2022, ano em que o Novo Ensino Médio será obrigatório em todo o país”.

Segundo o secretário, a organização da rede é uma dessas ações e que desde o início do ano a equipe da secretaria tem dialogado com as equipes gestoras.

Propaganda

Acre

Saúde zera demanda de saída e retorno do TFD no Estado

Publicado

em

Emissão de bilhetes do Tratamento Fora de Domicílio dependia da liberação do orçamento geral do estado, que aconteceu no dia 20

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), restabeleceu nesta quarta-feira, 22, o sistema de emissão de passagens para os pacientes do sistema de Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

A Sesacre estava no aguardo da liberação do orçamento do Estado, ocorrida no último dia 20, para então poder emitir, pelo menos, 138 passagens de retorno ao Estado e de deslocamento para fora do Acre.

“São 74 viagens de retorno para o estado, que já estão acontecendo, sendo 37 delas para pacientes e 37 para acompanhantes; e outras 32 para pessoas em tratamento e 32 para acompanhantes saindo do estado, neste momento”, explica o gerente do setor, Marcelo Nery Vitorino.

O TFD é um mecanismo importante para que pessoas com problemas de saúde mais complexos, cujo tratamento não é fornecido no Acre, possam obter atendimento especializado em outros hospitais e centros específicos do país.

Continuar lendo

Acre

Governo coloca 250 alunos soldados na rua para apoiar ações da PM

Publicado

em

Os 250 alunos do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar passaram a atuar nas operações realizadas pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) em Rio Branco. Segundo o governo, o reforço começou a ser colocado em prática na última segunda-feira, 20, para tentar combater a onda de criminalidade que vinha amedrontando os moradores.

Os alunos soldados da PM do Acre trabalham juntamente com os policiais que participam do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos. Todos realizam desde o policiamento ostensivo até as buscas por foragidos do Sistema Penitenciário. A secretaria de segurança pública garante que as operações nos bairros e as barreiras feitas pelo cerco tático são exemplos do reforço dos alunos.

Segundo o secretário de Justiça e Segurança Pública em exercício, Ricardo Brandão, juntos, alunos soldados e alunos do Curso de Habilitação de Oficiais Administrativos somam o efetivo de 270 policiais. “Esse número, dividido em turnos de seis horas, implica numa média de 65 policias a mais nas ruas”, garante.

Nessa quarta-feira, 22, o efetivo administrativo também foi mobilizado. O objetivo é colocar o maior número possível de policiais militares nas ruas em Rio Branco e também do interior do estado. “De modo a garantir com que o cidadão sinta de fato a sensação de segurança”, disse.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas

welcome image