Conecte-se agora

Rio Branco corre risco de epidemia de dengue, zika e chikungunya

Publicado

em

O último Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), divulgado em novembro de 2019, revelou que Rio Branco é uma das milhares de cidades do país com risco de surto e epidemia de dengue, zika e chikungunya, doenças provenientes da infestação do mosquito Aedes aegypti.

A capital acreana ficou classificada com o número 9,32 da tabela, o que representa um dado preocupante para a secretaria municipal de saúde. Para conter esse risco, a prefeitura antecipou a campanha de combate ao mosquito, que geralmente só inicia no mês de janeiro. Este ano, a campanha foi lançada já esta semana, na segunda-feira (18).

Os índices mais preocupantes, conforme levantamento das equipes locais, foram detectados no bairro Esperança. Na solenidade de lançamento da campanha, a prefeita Socorro Neri destacou que a luta contra o mosquito depende de todos – poder público e comunidade. “Cada um de nós tem que fazer a sua parte”, afirmou.

O município elencou três principais estratégias no combate ao Aedes Aegypti. Segundo o secretário municipal de Saúde, Oteniel Almeida, elas são: “a frente de limpeza pela equipe da Zeladoria; educação e saúde, com campanha de conscientização que vai estar também nas escolas com atividades educativas; e o reforço nas visitas domiciliares”.

A prefeitura pretende visitar mais de 183 mil domicílios para completar o ciclo este ano. Segundo a saúde municipal, a forma mais eficaz de combate e prevenção das doenças é a eliminação dos materiais, lixos e resíduos que possam acumular água parada e limpa.

Medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti:

Manter bem fechado caixas d’água, tonéis, bacias e barris de água;

Lavar semanalmente com água e sabão tanques e caixas d’água utilizados para armazenar água;

Remover galhos e folhas de calhas;

Não deixar água acumulada sobre a laje;

Encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana;

Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;

Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;

Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;

Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;

Acondicionar pneus em locais cobertos;

Fazer sempre manutenção de piscinas;

Tampar ralos;

Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;

Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;

Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;

Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;

Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;

Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Com informações da PMRB

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas