Conecte-se agora

A grande cartada 

Publicado

em

O governo dará a sua grande cartada política na votação da PEC da Previdência Estadual, a entrar em pauta na Assembléia Legislativa, no próximo dia 26. Estará em jogo com quem realmente poderá contar na sua volátil base de apoio em momentos tensos. Os deputados governistas estarão em cheque por ser um projeto polêmico e contestado pelos sindicatos. A matéria não foi votada até aqui porque alguns parlamentares da base pularam para cima do muro. Se vão descer do muro e votar com o governo, esta é a dúvida na cúpula do Palácio Rio Branco. O governo argumenta que, a rejeição do projeto implicaria em medidas drásticas, como a não contratação dos concursados da PM e Polícia Civil e a decretação de calamidade financeira, panorama em que apenas os pagamentos dos salários serão prioridade. A votação do dia 26 é, portanto, o grande divisor de água para o futuro da atual administração. Aguardar!

VAMOS JOGAR COM A VERDADE

A prefeita Socorro Neri fez o que era para ter sido feito ante as denúncias de irregularidades no concurso para ocupação de cargos na PMRB: anulou. A responsabilidade era da FUNDAPE.

ERA O ESPERADO

Quem conhece o caráter da prefeita Socorro Neri não era de se esperar outra decisão.

AVANÇO ZERO

O governo vai fechando o ano com avanço zero na sua principal bandeira de campanha, o agronegócio. O próprio governador tem lamentado que, este foi um ano perdido nesta área.

MENOS TEORIA E MAIS PRÁTICA

Do novo secretário de Agricultura, Edivan Maciel, espera-se menos teoria e mais prática.

IMPARCIALIDADE

A deputada federal Vanda Milani (SD), que vai disputar a prefeitura da capital no próximo ano, diz esperar do governador neutralidade em relação aos candidatos do seu campo político.

TRAPALHADA POLÍTICA

Com vários candidatos aliados disputando a PMRB, seria uma trapalhada por um deles debaixo do braço no primeiro turno. A neutralidade impediria o desgaste desnecessário com os aliados.

HIPÓTESE DESCARTADA

No PSD é hipótese descartada apoiar a candidatura do Minoru Kinpara a prefeito de Rio Branco. A meta do senador Petecão é costurar uma aliança com a prefeita Socorro Neri.

CONDIÇÕES DEFINIDAS

Entre as condições definidas pelo PSD do senador Sérgio Petecão (PSD) para uma aliança com a prefeita Socorro Neri é ela se descolar de qualquer relação política com o PT e o PCdoB.

DEFINIÇÃO EM JANEIRO

A outra aspiração do senador Sérgio Petecão (PSD) para a aliança é que a prefeita Socorro se filie ao PSD, para ser mais fácil trabalhar o seu nome. Numa aliança, o PSD indicaria o vice.

DATA FECHADA

Até o dia 26, quando será votado o projeto da PEC da Previdência estadual, as conversas continuam com os sindicatos, mas segundo boa fonte do governo, sem o recuo na data.

 LONGE DE AJUDAR

As presenças dos deputados Jenilson Lopes (PSB), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Roberto Duarte (MDB) no movimento, favoreceram o discurso do governo de politização do debate.

 QUE SITUAÇÃO!

Que situação a do PT? Nos últimos 20 anos era o bolo da cereja, com os dirigentes partidários brigando para posar ao lado nas fotos, hoje esta mesma turma foge léguas do partido.

PUXADINHO DESCARTADO

O MDB do deputado federal Flaviano Melo e o PSD do senador Petecão, estão certos de não aceitarem ser puxadinhos do governo na eleição para a PMRB e buscar espaços próprios.

META É 2022

Os bajuladores do governo vêm isso como rebeldia. E não é. Os partidos têm de chegar fortes na eleição de 2022, porque terão de ter chapas próprias para Câmara Federal e ALEAC.

NOVOS TEMPOS

Com a dupla, Neto e Alencar; filho e pai, comandando agora os destinos do Rio Branco Futebol Clube é um passo certo para tirar o clube da vergonhosa situação de abandona em que está.

MORO NO ACRE

Confirmada para hoje a chegada na capital do Ministro da Justiça Sérgio Moro. Na comitiva estão confirmadas as presenças dos senadores Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB).

DOIS MOMENTOS

Claro que, as viúvas do ex-presidente Lula não concordam. A justiça brasileira pode ser dividida entre antes e depois do Moro. O Moro quebrou o axioma que no Brasil só preto, pobre e puta eram presos. Como Juiz Federal colocou a cúpula política e empresarial do Brasil na cadeia.

ESTRANHO NO NINHO

Mesmo sendo o único senador do partido, o Márcio Bittar (MDB) não tem o papel de protagonista político que era para ter, as lideranças emedebistas o deixaram à margem.

MUITO MAIS PRESTÍGIO

Um amigo com quem conversei ontem sobre o assunto, foi irônico ao dizer que, o Pádua Bruzugu, sem mandato, tem mais prestígio na cúpula do MDB do que o Márcio Bittar.

COMENTÁRIOS MAL VISTOS

A crítica à postura do deputado Roberto Duarte (MDB) de oposição ao governador na ALEAC e o fato de defender uma aliança do partido com o governador para disputar a PMRB, segundo uma boa fonte, o desgastaram no MDB, por bater de frente com o que pensa a sua direção.

CARTA BRANCA

O deputado federal Flaviano Melo (MDB) deu carta branca à posição de crítico do governo ao deputado Roberto Duarte (MDB) e o definiu como candidato do MDB a prefeito da capital.

BISANDO O COMENTÁRIO

Biso o comentário porque têm figuras do governo que acham que, o MDB abrirá mão de candidato próprio à PMRB em 2020 para apoiar o candidato governamental. Delírio!

DISCURSO QUEBRADO

O atual governo pode contabilizar como conquista política ter quebrado a espinha dorsal da estratégia política do PT e PCdoB, que era de ver os salários dos servidores públicos atrasados.

PONTO FAVORÁVEL

O governo não só está em dias com os salários, quitando antecipadamente o 13º, como ainda fez o pagamento dos calotes do governo anterior do 13º e dos funcionários do Pró-Saúde.

SEM NENHUM SENTIDO

A partir de março devem começar a pipocar as rodadas de pesquisas mais próximas da realidade, porque já se saberá se o PT terá candidato próprio, se a prefeita Socorro Neri sairá à reeleição, e quais serão os candidatos à PMRB do campo do governo. 

PERDA DE TEMPO

Qualquer pesquisa que se fizer este ano para prefeito é sem nexo e uma perda de tempo.

CHAPA REPETIDA

O vice do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei, Cordeiro numa disputa da reeleição deverá continuar sendo o professo Zequinha, porque não aconteceram rusgas ao longo da gestão.

CAIU NA REAL

Parece que o ex-senador Jorge Viana (PT) caiu na real e tirou o seu nome de um debate político prematuro sobre a eleição do próximo ano. O debate vinha lhe desgastando.

NOME DO PT

A hora de emergir é em 2020, quando estará em pauta a eleição municipal. E se queira ou não o Jorge Viana é hoje a maior liderança do PT num plano maior, os outros são complementos.

FECHOU NO VERMELHO

O governo deve eleger em 2020 com prioridade dois setores que nestes primeiros 11 meses não deram certo: o agronegócio, que ficou só no discurso de campanha, e a Saúde que não melhorou em nada. Fecharam no vermelho. 

AGUARDAR 2020

Com a posse de dois novos dirigentes nestes setores e aguardar para ver se decolam.

DESAFIO PRINCIPAL

O principal desafio que a senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) terá de enfrentar na condução do partido é conseguir um nome viável para disputar a prefeitura da capital.

SEM BASE POLÍTICA

Nenhum dos nomes relacionados pelo partido possui base política em Rio Branco.  

FRASE DO DIA

“Religião aliada à política é uma arma perfeita para escravizar ignorantes”. Júlio César de Melo.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas