Conecte-se agora

Na Bolívia, confronto entre Forças Armadas e manifestantes deixam oito mortos

Publicado

em

Nesta sexta-feira (15) um protesto de produtores de coca e apoiadores do ex-presidente Evo Morales deixaram 8 mortos e mais de 120 feridos na cidade de Sacaba, departamento de Cochabamba, Bolívia.

Os embates começaram quando um grande número de cocaleros (como são chamados os produtores de coca) tentava entrar na cidade por um dos acessos onde as Forças Armadas instalaram controles.

Os manifestantes pareciam ter como destino final La Paz, para apoiar protestos a favor de Evo Morales, que no domingo passado (10) renunciou ao poder e recebeu asilo do México.

Segundo informações os manifestantes que foram transferidos a um hospital “com ferimentos de bala”, morreram antes de chegar às instalações.

Morales condena repressão

Evo Morales condenou nesta sexta-feira (15) a repressão a grupos cocaleros perto de Cochabamba e pediu para que as Forças Armadas e a polícia “parem o massacre”.

“Condeno e denuncio ao mundo que o regime golpista que tomou o poder por assalto em minha querida Bolívia reprime com balas das Forças Armadas e da polícia o povo que pede pacificação e a reposição do estado de direito”, escreveu no Twitter.

Morales pediu às Forças Armadas e à polícia que “parem o massacre” porque “o uniforme das instituições da pátria não pode ser manchado com o sangue do povo”.

“Agora, assassinam nossos irmãos em Sacaba, Cochabamba”, denunciou Morales, que está no México.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas