Conecte-se agora

Prefeitura de Rio Branco lança Campanha de Combate à Tuberculose

Publicado

em

Foto: Val Fernandes

Homens entre 25 e 40 anos são os mais afetados pela doença, que acomete o pulmão e outros órgãos.

A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), realizou na manhã desta quinta-feira (14), na URAP Roney Neves, localizada no conjunto Adalberto Sena, o Lançamento da Campanha Nacional de Combate à Tuberculose.

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa que afeta principalmente os pulmões, podendo acometer, também, órgãos como ossos, rins e meninges.

Para conscientizar a população e alertar sobre os riscos da doença, foi instituído o dia 17 de novembro como Dia Nacional de Combate à Tuberculose. Em Rio Branco, o número de casos chega, em média, a 300 casos por ano.

Durante o lançamento da campanha deste ano em Rio Branco, a SEMSA promoveu uma palestra educativa sobre a doença, tratamento e prevenção. Também houve a busca de sintomáticos respiratórios e os devidos encaminhamentos para a consulta e coleta de material para exames.

De acordo com a secretaria, durante todo o mês serão intensificadas as ações de orientação sobre o agravo da doença em todas as URAPS e Centros de Saúde do município.

A equipe da SEMSA alerta que tuberculose tem cura e que o diagnóstico precoce é a melhor forma de prevenir a doença. O tratamento é gratuito, oferecido em todas as Unidades de Saúde, e após 15 dias do início do tratamento, ininterruptos, a cadeia de transmissão do bacilo é interrompida.

A tuberculose não é mais tão famosa como antigamente, mas ainda preocupa. O Brasil registrou 72,8 mil novos casos da doença no ano passado e 4.534 óbitos em 2017. No mundo, são 10 milhões de acometidos e mais de um milhão de vítimas fatais ao ano – ou 4.500 por dia.

Propaganda

Cotidiano

Após reportagens sobre viagens e diárias de vereadores, N. Lima diz que o ato é legal

Publicado

em

Na última sessão do ano nesta quinta-feira (12), o vereador N. Lima (PSL) usou o seu tempo na Câmara de Rio Branco para comentar sobre as reportagens do ac24horas, que mostra as viagens dos parlamentares e a quantidade de diárias que ganham para realizar cursos de capacitações em vários Estados do Brasil.

N. Lima parabenizou a Câmara pela transparência e disse que se sentiu orgulhoso e defendeu o ato dizendo que era legal. “Eu tô preocupado com alguma coisa que tá no portal da transparência? Tudo que tá lá é legal. Eu não quero nada ilegal e todo mundo sabe disso”, enfatizou.

N. Lima ainda usou tempo do seu discurso para parabenizar o jornalista e cobrar que ele também mostre os gastos de outros órgãos como a Prefeitura, Poder Executivo, Tribunal de Contas e o Tribunal de Justiça.

“Presidente da Câmara (Antônio Morais) coloque tudo lá no portal da transparência, porque nós não temos nenhum real que seja ilegal. E se tiver, tem o Tribunal de Contas e o MP para nos questionar”, ponderou.

Encerrando o seu discurso, N, Lima disse que de corruptos o Brasil está cheio.

“A nossa Casa tá mostrando a disponibilidade de mostrar todos os nossos dados para o povo e quero dar os parabéns aos vereadores desta casa e desejar um feliz ano novo”, frisou.

Continuar lendo

Cotidiano

Ministério da Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe

Publicado

em

A partir de 2020, o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar uma dose de reforço da vacina de febre amarela para crianças com 4 anos de idade. O Ministério da Saúde também ampliará, de forma gradativa, a vacinação contra febre amarela nos 1.101 municípios nordestinos que não faziam parte da área de recomendação de vacinação.

A pasta informou também que a campanha contra a gripe, realizada todos os anos entre abril e maio, contará com um novo público, os adultos de 55 a 59 anos. A medida tem por objetivo ampliar a vacinação dos grupos mais vulneráveis.

Segundo o ministério, as datas para início das campanhas serão definidas pelos estados, a partir do plano de implantação elaborado individualmente por eles. “O Ministério da Saúde conta com estoque suficiente para atender a demanda, a partir da solicitação de quantitativo dos estados, responsáveis por fazer a distribuição das doses aos municípios.”

Fonte: Ministério da Saúde

Continuar lendo
Propaganda
Propaganda

Mais lidas