Conecte-se agora

Devido fraude de Seguro Defeso no Juruá, regra de pagamento muda

Publicado

em

Em Cruzeiro do Sul 1.600 pescadores vão receber o dinheiro do Defeso

Para evitar fraudes, ocorridas em Cruzeiro e outras cidades, com recursos do Seguro Defeso pago aos pescadores, o governo federal mudou regras. Este ano, os pescadores não recebem mais por meio do Cartão Cidadão da Caixa Econômica Federal, e sim, em suas contas correntes.

Em Cruzeiro do Sul, 1.600 pescadores vão receber durante 4 meses, um salário mínimo do INSS. É o período de reprodução dos peixes que começa amanhã , 15, e se encerra no dia 15 de março de 2020.

O primeiro pagamento deverá ser feito no dia 15 de dezembro.

O presidente da Colônia de Pescadores de Cruzeiro do Sul, Elenildo da Pesca, destaca que, ano passado , teve seguro de pescador cruzeirense sacado em Goiás e no Pará, por meio de Cartão Cidadão. ” Havia una quadrilha com atuação em vários estados. Agora, na hora do pedido do Seguro, o pescador tem que apresentar uma conta corrente em nome dele, onde o recurso será depositado”.

Entre as espécies protegidas no Acre estão: dourado, piraíba, pirapitinga, caparari, aruanã, jaraqui, mapará, sardinha, matrinxã e pacu.

As penalidades previstas para quem for for flagrado pescando as espécies proibida, vão desde multa até detenção.

O chefe do IMAC de Cruzeiro do Sul, Levi Bezerra, explica que só haverá fiscalização, se houver denúncia.

O transporte, a comercialização, o beneficiamento, a industrialização e o armazenamento de peixes de pisciculturas e pesqueiros, só serão permitidos se originários de empreendimentos devidamente registrados no órgão competente e com a comprovação de origem.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas