Conecte-se agora

Pontes são liberadas em Cobija após posse da presidente interina, Jeanine Añez

Publicado

em

Depois de muita expectativa e alguns tumultos, as pontes localizadas entre a capital do departamento de Pando, Cobija, e as cidades acreanas de Epitaciolândia e Brasiléia, foram liberadas no começo da noite desta terça-feira, 12.

Os manifestantes aguardavam posicionamentos oficiais sobre a situação de instabilidade política e de vácuo no poder da Bolívia desde quando o então presidente Evo Morales renunciou ao cargo de mandatário do país.

O desbloqueio das pontes ocorreu após Jeanine Añez, segunda vice-presidente do senado boliviano, se autodeclarar presidente. A primeira passagem a ser liberada foi a que liga Epitaciolândia à Cobija, por volta das 18h30. Em seguida, por volta das 19h10, os manifestantes desocuparam a ponte Wilson Pinheiro, cantando e dizendo palavras de ordem contra ao antigo governo.

De acordo com informações do jornal boliviano El Deber, Jeanine Añez Chávez, 52 anos, entrará na história como a segunda mulher que chegou à Presidência da Bolívia. Ele fez isso com o apoio do Tribunal Constitucional e o acompanhamento da Igreja Católica, da Organização dos Estados Americanos e da embaixada da União Europeia (UE) na Bolívia.

Añez liderou as negociações com funcionários do governo para ajudar e endossar a sucessão. A sessão no Senado deveria começar às 15h da terça-feira, mas havia o atraso dos senadores do Movimento pelo Socialismo (MAS), que estavam a caminho de La Paz. Fontes do partido Evo Morales informaram que, no último minuto, houve até ligações do ex-presidente para pedir que não endossassem a sucessão.

FOTO: ALEXANDRE LIMA

Por volta das 16 horas, depois de ser verificado que não havia quórum no Senado, Añez se proclamou presidente daquele órgão legislativo, “pelas renúncias do chefe anterior e do primeiro vice-presidente desta câmara”; em questão de minutos, ele desceu ao plenário da Assembleia.

Ás 18h48, ela se declarou presidente da Bolívia, aplicando a sucessão constitucional devido às renúncias e asilo no México a que Evo Morales e Álvaro García Linera se refugiaram, e as renúncias por Adriana Salvatierra e Víctor Borda.

“Prometo tomar todas as medidas necessárias para pacificar o país. O povo boliviano está testemunhando que fizemos todos os esforços necessários para canalizar a presença dos membros da assembleia das três forças políticas”, afirmou após duas tentativas fracassadas de sessões nas câmaras superior e inferior, suspensas por falta de quórum.

Finalmente, ela marchou de braços dados com seus dois filhos e toda a bancada de oposição ao Palácio Queimado, onde, diante de uma bíblia gigante, recebeu a faixa e a medalha presidencial e, sem mais protocolos, foi ao camarote da Sala Vermelha para cumprimentar o povo.

Propaganda

Cidades

Acusado de matar três e esquartejar jovem é preso no município de Manoel Urbano

Publicado

em

Deu entrada no presídio de Sena Madureira na tarde desta quinta-feira (16) o criminoso mais procurado pela polícia da Regional Purus, no último mês. Rodrigo Silva da Costa, tem apenas 19 anos de idade, mas sua vida pregressa acumula vários homicídios e outras tentativas. Ao ser preso na última quarta-feira (15), em Manoel Urbano, o egresso do sistema socioeducativo estava com um revólver em punho e quase foi alvejado pela polícia em uma área de mata.

Rodrigo ingressou no crime ainda menor de idade, quando entrou para o CSE-Purus acusado de tráfico de drogas e porte ilegal de arma, na comunidade do Segundo Distrito, onde morava com a família. No Centro Socioeducativo Purus, em Sena, participou da execução de um interno. Já integrante de facção criminosa, ganhou liberdade ao completar 18 anos.

De volta ao Segundo Distrito, Rodrigo estava ainda mais envolvido e violento. De acordo com investigação policial, ele foi um dos principais executores dos adolescentes Amanda Paiva (14) e Thauan Oliveira (16), amarrados, esfaqueados e mortos por descolamento, em dezembro passado.

Para fugir da polícia, o acusado conseguiu se mudar para o município de Manoel Urbano, e passou a traficar com comparsas que conheceu na pousada.

No último domingo (12), na companhia de outros faccionados, Rodrigo pôs em prática mais uma barbárie. Rapitaram o jovem João Victor Sales de Lima (16), que havia gravado um vídeo trocando o crime pela igreja. A vítima foi levada para as margens do igarapé São João e esquartejada. Partes do corpo foram localizadas no leito do igarapé, porém a cabeça de João Victor continua desaparecida. Segundo consta, a execução com requintes de crueldade teria sido gravada com o celular da própria vítima, mas a polícia não localizou o telefone até agora.

No curso da investigação, a policia chegou a casa de Rodrigo e seus seguidores, em Manoel Urbano. No entanto, o matador em série, que estava escondido dentro de uma caixa d’água, fugiu do cerco policial se escondendo dentro de uma área pantanosa. A polícia seguiu os rastros do acusado que portava uma revólver e houve troca de tiros, Rodrigo desapareceu em um igapó, entretanto, acabou sendo visualizado por um PM no momento em que veio a tona para respirar. Inspirado em filmes de ação, o criminoso subia para respirar e afundava em seguida atrás de uma árvore, para tentar escapar da prisão.

Quando se viu cercado, teria clamado para não ser morto e, ao ser algemado, verificou-se que ele não foi alvejado na troca de tiros e já tinha escondido o revólver que portava.

Contra o mesmo já existia um mandado de prisão expedido pela justiça de Sena Madureira, pela morte dos jovens no Segundo Distrito. De acordo com a polícia, Rodrigo confessou que matou, também, o jovem João Victor, em Manoel Urbano, motivado pela guerra entre facções criminosas.

Por Aldejane Pinto, direto de Manoel Urbano.

Continuar lendo

Cidades

Lei de Inventivo ao Esporte de Cruzeiro do Sul recebe 47 projetos

Publicado

em

O primeiro edital da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte já é um sucesso. Ao todo, 47 projetos esportivos foram encaminhados e recebidos pela Prefeitura de Cruzeiro do Sul.

A Secretaria Municipal de Esporte realizou duas capacitações com a categoria, para que pudessem aprender como construir um projeto e concorrer ao edital, que reúne R$ 150 mil em investimentos.

“O processo, agora, entra na fase de avaliação. Uma comissão composta por oito pessoas, sendo eles do Conselho de Esportes e da Secretaria de Cultura vão avaliar as propostas. O primeiro resultado parcial será divulgado em até 45 dias, quando abrimos para recurso e em seguida divulgamos o resultado final”, explica o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Aldemir Maciel.

A decisão de Ilderlei Cordeiro de criar a Lei Municipal de Incentivo ao Esporte é pioneira e revolucionária para o segmento no Juruá. Mais de 30 projetos serão selecionados e apoiados.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas